Arquivos

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Momento de viragem

Os tempos são outros. O mecenato já não assegura, nem assegurará, o funcionamento e desenvolvimento do nosso Clube. Por isso, torna-se óbvio que o SC Beira-Mar só terá futuro se nós, associados, soubermos acautelar a sua sustentabilidade futura.

Ao longo da sua existência, o SC Beira-Mar tem promovido Aveiro e as suas gentes nacional e internacionalmente. O “Clube de Aveiro”, como frequentemente é designado, tem sido uma bandeira da cidade e da região. No entanto, uma significativa parte da notoriedade do SC Beira-Mar deve-se ao futebol profissional que, nos últimos anos, se tornou no principal factor de desequilíbrio financeiro do Clube e de desmobilização dos associados.

Urge, por isso, repensar o Clube. Nós, associados, temos essa responsabilidade. A Comissão Administrativa que tem aguentado o funcionamento do Clube e a Câmara Municipal de Aveiro, que não fugiu às suas responsabilidades, propõem-nos agora um Protocolo que, a ser cumprido, permitirá ao SC Beira-Mar consolidar o seu passivo actual, e construir e gerir património que promova o desenvolvimento da Instituição.

Acredito que a sustentabilidade futura do SC Beira-Mar depende do enraizamento do Clube na sua comunidade, pelo que, acredito também que o veículo mais eficaz para se alcançar esse desiderato passa pela aposta na formação e no ecletismo. Custa-me aceitar que, ano após ano, no início de cada época desportiva, o SC Beira-Mar tenha que dispensar jovens das suas diversas modalidades por manifesta falta de condições para albergar todos aqueles que pretendem praticar desporto envergando a camisola auri-negra. Em cada atleta dispensado perde-se um potencial sócio do Clube. Por trás desse atleta, está uma família aveirense que se divorcia do nosso Clube. O SC Beira-Mar, enquanto Instituição de referência, não se pode demitir da sua responsabilidade social.

Se acreditamos que a força e a razão de existir do SC Beira-Mar são os sócios, então, temos que ser nós – sócios – a assumir a responsabilidade de definir um rumo sustentável para o nosso Clube.

A crise a que a Instituição chegou constitui a derradeira oportunidade para os associados assumirem um papel preponderante na sua recuperação e desenvolvimento. Na Assembleia Geral de amanhã estará em cima da mesa a continuidade da Instituição e o seu futuro. Que legado pretendemos deixar para as futuras gerações de Beiramarenses?

Este é um momento de viragem na vida do Clube. Para mim, enquanto associado, será uma honra participar deste momento.

Que os associados do SC Beira-Mar saibam estar à altura dos quase 87 anos de vida do Clube e dos desafios que se colocam. Que não se eximam de marcar presença na Assembleia Geral de amanhã que será, porventura, uma das Reuniões Magnas mais importantes da vida do nosso Clube.

Mais do que nunca, temos que estar Unidos.
Somos a força do SC Beira-Mar!
-
Artigo publicado no Jornal Oficial do SC Beira-Mar distribuído hoje com o Diário de Aveiro

10 comments:

Francisco Dias disse...

Muito bom artigo. Infelizmente o horário que a AG foi marcada não me permitirá marcar presença, uma vez que o basquetebol joga à mesma hora contra o Leça. Lamento profundamente este facto, ainda para mais porque o futuro das modalidades está directamente relacionado com as decisões que sairem deste protocolo. Assim como eu, não estará ninguém da secção de basquetebol. Acredito no entanto que os restantes associados responderão de uma forma afirmativa aos desafios propostos.

Nuno Q. Martins disse...

Francisco,

A data escolhida para a Assembleia foi, efectivamente, infeliz. É uma pena que a família Beiramarense não possa estar completa num momento tão importante para o clube. No entanto, penso que todos compreendemos a ausência dos elementos ligados à secção de basquetebol devido ao compromisso importante que têm à mesma hora.

Em caso de aprovação pela AG, este protocolo constituirá um longo caminho para se percorrer, no qual a secção de basquetebol terá sempre uma participação activa. As ideias inerentes ao protocolo só terão concretização prática se o clube tiver secções prósperas.

Boa sorte para Sábado e continuem a fazer aquilo que tão bem sabem fazer: Vencer! ;)

Abraço.

PN disse...

A data da A.Geral é realmente má. No entanto o importante neste momento é aparecer no Domingo, em força, no EMA para o derbi regional.
"Somos a força do SC Beira-Mar!"

andre_vedder disse...

Olá

Para todo o pessoal que gosta de ver futebol em directo na televisão, aqui está uma solução para saber aonde puderam ver esses jogos. Todo o Fim-de-semana já disponível.

Obrigado

WWW.FUTEBOLNATV.BLOGSPOT.COM

Anónimo disse...

Que bom o Beira-Mar a e a Câmara de Aveiro entenderem-se: que bom para Aveiro! Viva o Beira!

Miguel Doris disse...

Se não fosse trágico era do mais cómico que já vi. Decisões importantissimas para um clube aprovadas por "32", sim leram bem, trinta e dois sócios. Como está no site que o Beira-Mar tem 9913 sócios, os pontos da assembleia foram aprovados por 0,003 % dos sócios com 99,997 % de ausências ou abstenções se estivéssemos a falar de eleições nacionais, autárquicas, europeias ou referendos. Penso que é elucidativo do ponto a que chegou o Beira-Mar. Os clubes são os sócios e as direcções ou comissões administrativas representam os sócios. Portanto os sócios têm o que merecem ...

PS: Espero ver um post sobre a tão participada AG neste blog.

Anónimo disse...

Meu caro Miguel Doris é facil criticar os sócios por não aderirem à vida do clube, mais dificil é perceber porque é que não aderem.Concerteza não por causa das datas, se a AG é a um dia de semana é porque no dia seguinte é um dia de trabalho, se é ao fim de semana talvez seja porque segunda-feira também é dia de trabalho, por falta de divulgação, só se os sócios do BM não lêm jornais nem escutam as radios, razões haverá para este alheamento, talvez se pensarmos o que é que o clube tem oferecido aos sócios nos ultimos anos encontremos aí a razão.

Nuno Q. Martins disse...

Caro Miguel Doris,

Pela minha parte, não escreverei nenhum post sobre a referida Assembleia Geral. Os sócios que realmente estiveram interessados, marcaram presença e sabem o que lá se passou. Os que faltaram, sabem o que de importante lá se passou através do site do clube e dos órgãos de comunicação social.

Mais considerações para quê?

O importante agora é trabalhar no sentido de recuperar a adesão dos associados para as iniciativas do clube. Carpir mágoas não é para mim...

Cumprimentos.

Miguel Doris disse...

Nuno Q. Martins,

"Os sócios que realmente estiveram interessados, marcaram presença e sabem o que lá se passou. Os que faltaram, sabem o que de importante lá se passou através do site do clube e dos órgãos de comunicação social.

Mais considerações para quê?"

Com este tipo de argumentação não faz sentido existirem blogs sobre o Beira-Mar.

Podemos sempre ver o "beta site" do clube ou os jornais, rádio, etc.

O interesse dos blogs dos clubes que são escritos por sócios e adeptos, está precisamente nas opiniões desprendidas de "interesses", o que infelizmente não se vê, nem nos sites dos clubes e muito menos na comunicação social.

Para quem escreveu no passado tantos posts sobre assembleias gerais realizadas e por realizar, esse argumento no mínimo é incoerente.

Sobre "carpir mágoas" estamos de acordo.

Quem quiser "carpir mágoas" que vá ao "beta site" do clube ou então recorra à comunicação social.


Cumprimentos.

Nuno Q. Martins disse...

Caro Miguel Doris,

Concordo com tudo o que escreveu.

Em relação aos pontos discutidos na AG, já aqui tinha dado o meu contributo. Os pontos submetidos a votação foram aprovados, indo ao encontro das minhas expectativas.

De facto, a única questão que poderá causar alguma discussão é a reduzida presença de associados na Assembleia. No entanto, acho que a problemática dos sócios não deve ser abordada isoladamente, nem no seguimento de uma Assembleia Geral.

Ainda assim, se quiser partilhar connosco a sua opinião sobre essa matéria, terei todo o gosto.

Cumprimentos.