Arquivos

segunda-feira, 1 de junho de 2009

António Pinto


Já referi no post anterior a homengem da secção de basquetebol ao António Pinto. Julgo no entanto que aquilo que o António deu ao Clube merece, no mínimo, uma referência isolada.

O "Tonico", como é tratado pela equipa, é um dos símbolos do basquetebol do Beira-Mar. Formado no clube, chegou à equipa sénior ainda quando esta disputava o principal campeoanto do basquetebol português. Esteve presente nos momentos mais altos da modalidade, nomeadamente com a presença nas competições europeias.

Dentro de campo, o António sempre foi um exemplo para todos. A raça com que disputava cada bola dava uma alma à equipa que poucos a conseguiam transmitir e perceber. Se alguém dentro de campo personalizava a tal "mística auri-negra" era sem dúvida o António.

Há 3 anos atrás, e depois de alguns anos sem jogar, o António aceitou o desafio de voltar a competir com a camisola do Beira-Mar. Com muito sacrifício pessoal, e muitas vezes desaconselhado pelos médicos, o António fez 2 épocas fantásticas, contribuindo de uma forma decisiva para a evolução da equipa na competição. O ano passado "resolveu" um jogo da segunda fase frente ao Salesianos (que viria a sagrar-se campeão nacional da CNB2) com um cesto incrível em cima do apito. Foi ainda eleito pelos colegas de equipa como MVP da temporada. Já este ano, e depois de começar a época em grande forma, chegava a notícia que os seus joelhos não podiam aguentar mais o ritmo de competição.

O António fará sempre parte da história do Beira-Mar. Qualquer jogador, de qualquer modalidade, devia ter o António como exemplo do que é "jogar à Beira-Mar". Para mim, pessoalmente, foi das maiores recompensas poder jogar estes anos com ele. Se este ano formos campeões, o título será sem dúvida dedicado a ti.
Foto: Jorge Farias

3 comments:

Daniel disse...

Belo texto! Podia-se escrever um enciclopédia de elogios ao que o António deu ao Beira-Mar e a forma honrada e brilhante como sempre envergou a nossa camisola, e pecaria por escasso.

Não tenho duvidas nenhumas que ele é, não um dos, mas o maior sucesso de sempre dos escalões de formação do Beira-Mar, não só pelo atleta e Homem em que se tornou, mas pelo facto de no inicio da sua formação na sua adolescencia ter também sido um belissimo jogador da equipa de futebol.

Como amigo foi com emoção que vi o seu filho entregar-lhe esta distinção numa belissima cerimonia que homenageia um dos maiores atletas da história do clube.

Parabéns à secção que, independentemente de atingir os objectivos desportivos este ano, ou não, deixa todos os Beiramarenses cheios de orgulho. Obrigado.

António, toda a sorte do mundo e obrigado por cada gota de suor que nos deste. Serás sempre um enorme campeão!

Anónimo disse...

Bem!
Depois de terem apagado os três postes sobre o Nuno Barata e de terem bloqueado os comentários só me resta escrever neste local indignado com tal situação. Não quero defender a direcção anterior, mas tenho que aqui dizer que foram publicados a cerca de um ano n mensagens anónimas sobre a direcção anterior em que criticavam a actuação dos antigos dirigentes, repito, não estou aqui a defender ninguém; acho que devemos falar sobre as coisas como elas são e quando algo não vai bem, devemos falar para quem de direito abrir os olhos e tentar corrigir o que está mal.
Pois o Nuno Barata na minha opinião é uma pessoa que está a mais nesta comissão administrativa.
E repito o que já disse; fala muito, faz pouco e o que faz... faz mal.
Este senhor tenha respeito com quem está com o Beira-Mar.
Espero que publiquem este comentário pois eu estou a tentar ajudar o clube.
Viva o Beira-Mar, força C.A. e para um homem digno e que merece o respeito de todos nós, coragem Eng.º Mano Nunes.

Luís Simões

Anónimo disse...

Um admirável atleta: sem dúvida.

Ninguém tinha tanto crer e tanto empenho como ele. Aliando a estas virtudes que lhe são atribuídas por todos uma constante boa disposição é a imagem que guardo do Tonico.

Um Abraço

Luis Silva (em bons velhos tempos, Scottie Silva.)