Arquivos

sexta-feira, 12 de março de 2010

Domingo, destino de estudante é:

Ir ao Estádio apoiar o Sport Clube Beira-Mar!

4 comments:

António Pista disse...

Rumo à subida!

Nem mais!


http://aguia-de-ouro.blogspot.com

Anónimo disse...

DEVE O CLUBE APOIAR ESTE TIPO DE INICIATIVAS INDEPENDENTEMENTE DO LUGAR EM QUE SE ENCONTRA O BEIRA MAR.
OS ESTUDANTES DÃO SEMPRE MAIS ENCANTO PRINCIPALMENTE QUANDO OS ESTÁDIOS ESTÃO VAZIOS.
PROPONHO QUE SEJA ELABORADO UM PROTOCOLO ENTRE CLUBE E ESTUDANTES
VITALÍCIO.

ESTUDANTE, TRAGE A RIGOR, CASCOL DO BEIRA MAR = BILHETES A 1,00€ OU 15,00€ CARTÃO DE ÉPOCA (12,50€ + 2,50€ DO CARTÃO]

NO VERÃO BASTA O CASCOL!!!!!!!!!!!

HÁ!! O TRANSPORTE IDA E VOLTA A SAIR DO ESTÁDIO VELHO FORNECIDO PELA CMA.

FORÇA ESTUDANTES,
P'RA CIMA BEIRA MAR.

DM

Anónimo disse...

Será que o Élio percebe qual é o simbolo de Aveiro?



Notícias na Hora




14:26 - Futebol
Aveiro: Presidente da Comunidade Intermunicipal defende aposta no "mercado do futebol"

A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) tem em marcha, até 2015, um conjunto de investimentos num valor global de 340 milhões de euros, revelou hoje Ribau Esteves, que defende a entrada da Região "no mercado do futebol".

Em Aveiro, durante um debate sobre "políticas territoriais levadas a cabo na região", organizado pelo IPAM (Instituto Português de Administração e Marketing), o presidente da CIRA disse que a Comunidade de onze municípios "precisa de estar no mercado do futebol", defendendo uma "união estratégica" em torno do Beira Mar, que milita na Liga Vitalis.

"Temos de apostar no futebol, um mercado extremamente lucrativo, e levar o Beira Mar para a primeira divisão", disse o autarca de Ílhavo (PSD), acrescentando que "é bom que a Região possa dar uma mão" ao clube aurinegro, que utiliza nos seus jogos o estádio Mário Duarte, construído para o Euro 2004.

Ribau Esteves afirma que o mercado do futebol enquadra-se na estratégia de aposta em nichos de mercado e "clusters" que tem vindo a ser feita pela CIRA.

Neste contexto, Ribau enumerou os investimentos mais emblemáticos, feitos em conjunto com diversas instituições e com apoio financeiro garantido de fundos europeus e nacionais, e elogiou a disponibilidade da Universidade de Aveiro para fazer parcerias.

Destacam-se, entre outros, os 114 milhões de euros investidos pelos onze municípios nas áreas da cultura e desporto, a Polis da Ria (97 milhões de euros) ou os 100 milhões que vão ser investidos em quatro anos no novo modelo de gestão intermunicipal de águas e saneamento.

Ribau chamou especial atenção para o Parque de Ciência e Inovação, um investimento orçado em 35 milhões de euros, que viu aprovada a sua candidatura no âmbito dos fundos do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), no valor de 15,5 milhões de euros.

A sua concretização ganhou um novo impulso em dezembro de 2009, depois da Universidade de Aveiro e a comissão directiva do Programa Operacional da Região Centro - "Mais Centro" terem assinado o contrato de financiamento.

O Parque será erguido nos municípios de Ílhavo (na zona da Coutada) e parte de Aveiro (zona do Crasto) e ocupará uma área de cerca de 35 hectares.

"A aposta em modelos intermunicipais de gestão permite ganhar dimensão, ser mais eficaz e influenciar quem detém o poder", diz o autarca de Ílhavo, que assume ser um "regionalista convicto".

Anónimo disse...

Concordo com o que foi dito anteriormente. Os estudantes poderiam ajudar muito o BM. Deveria haver muitos protocolos com os estudantes e o BM poderia ganhar muito com isso! Cumprimentos Pedro