Arquivos

segunda-feira, 15 de março de 2010

O público do Beira-Mar...

A questão das assistências aos jogos do Beira-Mar já tem barbas... Desde a mudança de estádio (no final de 2003), à crise directiva, às oscilações desportivas entre a 1ª e a 2ª liga, ao desmazelo do clube em relação às suas modalidades amadoras e formação, à massificação da "tri-clubite" em Portugal, etc., são várias as razões apontadas para o "divórcio" da cidade/região em relação a um clube que chegou a ter das melhores assistências a nível nacional.
Contra factos, não há argumentos. O Beira-Mar perdeu mais de 60% da sua massa associativa nos últimos anos. Obviamente, existem factores endógenos ao clube e à cidade/região que justificam essa perda. No entanto, se verificarmos o panorama geral das duas ligas profissionais de futebol, percebemos que o fenómeno de perda de público nos estádios é, em regra, generalizado. A notícia de hoje no jornal A Bola (na imagem) motivou um comunicado da Comissão Administrativa do Beira-Mar contrariando o tom que o jornalista aplicou naquela peça.
A CA fez bem. Em Aveiro, não obstante todas as dificuldades que o clube tem passado, as assistências este ano estão, paulatinamente, a subir. Os números de ontem (2250 espectadores) são ainda muito pequenos para o potencial de adeptos do Beira-Mar na região. Concordo, também, que se pode e deve trabalhar muito mais e melhor a ligação do clube à comunidade. Ainda assim, a assistência ao jogo de ontem foi a maior desta época num jogo da Liga Vitalis e, pelo que vi, da Póvoa do Varzim vieram muito poucos adeptos.
Se a intenção do jornalista era referir-se aos números ainda pequenos face às legítimas expectativas de qualquer responsável por um clube histórico e símbolo de uma região como o Beira-Mar, até consigo entender que se escreva algo sobre esta questão. Contudo, dizer que o ambiente foi «desolador» e que o público é «pouco fiél» parece-me completamente desajustado face ao bom ambiente que se tem vivido nos jogos do Beira-Mar proporcionado por um público que, apesar de ser ainda em número pequeno para as nossas ambições, tem sido fiél no apoio à equipa esta época. Esteve infeliz o senhor jornalista de um dos jornais desportivos nacionais, daqueles que esmagam a visibilidade dos clubes de pequena e média dimensão nas suas páginas, dando um forte contributo para a massificação da "tri-clubite" em Portugal.

18 comments:

PN disse...

Sinceramente pensava que ia estar mais gente: o tempo estava bom, as entradas estavam facilitadas e a equipa encontra-se no primeiro posto. Iria apontar, ao ver as bancadas, para umas 3000 pessoas. Se não esteve mais gente ontem quando estará? As pessoas preferem ser futeis e banais ao ponto de passar fim de semanas em grandes superficies. Há que evoluir e não ficar pela "obrigação" de passar estes dias como os outros passam. Ainda ontem, a ir para o estádio, apanhei uma fila enorme para o Raitel Park. Triste...!
E só é raro ir a jogos fora porque tenho propinas para pagar.
O que é uma vida sem ideais a defender, um clube e uma cidade para apoiar. O espírito regionalista não existe?
Esta cidade merece gente melhor e não banal.
Eu próprio aprendi a gostar mais (muito mais) do Beira Mar em detrimento do Benfica. E não me arrependo.
AVEIRO RECICLA-TE!!!!!
AVEIRO E BEIRA MAR SEMPRE!!!!

Um abraço Nuno (as melhoras para o inchaço do dedo)

Paulo Sérgio Pinto disse...

Caro amigo, se pensa que ter duas mil pessoas num estádio de 30 mil é positivo, estou elucidado. Já agora, o jornalista em causa, sei, até ajudou o Beira-Mar e comprou uma cardeneta de 10 bilhetes para o sorteio do carro. Ninguém quer mal ao Beira-Mar, antes pelo contrário. Força Beira!

Meira disse...

Alguém pode avançar com o nome do referido jornalista?
É que esse senhor conseguiu uma peça jornalística de nível abaixo de 0, sem carácter, desajustada, irreal e revela, para além de pequenez e de um sentido profissional e jornalístico de louvar a Deus, um profundo desconhecimento de causa! Este artigo é ridículo e isto não é jornalismo nem é nada...

Anónimo disse...

O senhor jornalista(?) que escreveu na Bola deve ter ficado triste com o chefe de redacção por não o ter deixado ir à Madeira ver o seu Benfica; por isso é que o campo da Xoupana, na Madeira, só lá tinha 4000 e poucos e mesmo com o Benfica, que está prestes a ir de vela com o Olimpique.
Carrega BM, poucos mas muito bons.
BM Sempre e Só

Anónimo disse...

Esse jornalista de meia tijela , devia estar era drogado ,tivemos a melhor assistencia nossa e de todos os jogos da liga vitalis apoiamos os 93 minutos de jogo somos grandes em tudo grande apoio grande vitória , nos nao levamos 150 adeptos como osque estiveram presentes no jogo do santa clara conta o portimonense , esse jornalista simplesmente é um infeliz deve ser tipo o do record , escreve o ke nao ve nem ouve enfim . Força Beira rumo ao
titulo e a liga sagres .


Márcio Pinto

José Ribeiro disse...

É de facto ridículo falar assim, no jogo em que é batido o recorde de assistência a um jogo da Liga Vitalis esta época!

filipe guerra disse...

Eu gostaria de dizer que em minha opinião o artigo em questão é um perfeito exercício de mediocridade e leviandade(apetece-me dizer que é uma pura canalhice!).
Se é verdade que oclube devia e precisava de ter mais espectadores no estádio, por outro lado:
1- é uma boa assistência para um jogo de 2ªLiga
2- a situação actual do futebol português não é a melhor ao nível de assistências(escuso-me a dar exemplos de clubes de 1ª Liga que invejariam uma assistência superior a 2000 espectadores), logo qualquer análise tem de ser contextualizada.
3- a situação financeira\económica do país não é positiva
4- os sócios\adeptos do Beira-Mar apoiam o clube como e quando entendem e não é o jornalista em questão que nos vai dar lições de clubismo(o passado recente e o presente provam que este clube está a ser salvo também com o apoio dos seus sócios\adeptos)

A Comissão Administrativa fez um bom comunicado, destaco o seu ponto 5.
Espero ver melhores assistências no nosso estádio.

Cumprimentos beiramarenses!

Anónimo disse...

Qual foi o jornal?
Quem foi o jornalista?

Anónimo disse...

Não foi um jornalista foi escriba.

Anónimo disse...

so vejo uma coisa de positiva nessa noticia do jornal nao oficial do benfica,muitos beiramarenses que nao vao aos jogos do beira mar,talvez se sintam envergonhados,e voltem a ir ao estádio..ja detestava a bola,para mim o ´melhor jornal,e que mais fala do beira mar é o jogo,e agora ainda detesto mais..isto é o tipo de noticia que se faz,quando nao ha mais nada para fazer,existem apenas 3 grandes,muito por culpa dos jornais desportivos! se o braga for campeao,e no mesmo dia algum jogador do benfica fizer anos,o destaque é o benfica!

Nuno Q. Martins disse...

Caro Paulo Sérgio Pinto,

Eu não disse que o jornalista quer mal ao clube. Disse que esteve infeliz e mantenho essa afirmação. É óbvio que não me contento com 2 mil espectadores no estádio, mas as razões da minha insatisfação perante estes números não reside na capacidade do estádio, antes, no facto de conhecer a história deste grande clube e o potencial de simpatia que merece na região.

Repare que não citei o nome nem é minha intenção promover um linchamento público do autor da notícia, por isso, pouco interessa ao caso se comprou uma caderneta de rifas para ajudar o clube ou não. O que está em causa é a minha discordância em relação ao tom que resulta da peça.

Como disse um dos comentadores anteriores, que ao menos sirva para espicaçar a malta que anda mais "desligada" do clube.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

A bola é benfica o resto é para destruir. Esta é a cartilha a que estão obrigados.

Anónimo disse...

Voltem a jogar na cidade no estádio antigo e deixem a Taboeira e voltam a ter os aveirenses a apoiar o clube, de que é que estão á espera ?

Anónimo disse...

Pois é, tratando-se do jornal A Bola, a conclusão a tirar é que ontem nenhum jogador do Benfica tinha uma unha encravada e eles precisam de escrever qualquer coisa para vender o papel...

luis disse...

tive a ver na liga que nesta jornada ouve no total da liga vitalis 7.415 adeptos ora se tirar-mos os 2250 de aveiro quantos ficam por jogo?

Anónimo disse...

Dos 15 comentários anteriores, feitos, supostamente, por adeptos beiramarenses, a um post que versava matéria apenas relativa ao nosso clube (Beira-Mar), constato que 5 deles referem (a que propósito?) o nome do Benfica, e um deles, quase que dá vivas à, segundo ele, iminente eliminação desse clube pelo Marselha. Mas que massa adepta é esta que o meu clube tem? São do Beira-Mar, ou são daqueles que andam cheios de azia pelo seu verdadeiro clube não ir à frente no campeonato?
Destilem o vosso veneno noutro sítio e não venham conspurcar um blogue que é apenas do Beira-Mar.

Beiramarense de gema (dos avos moles...)

S.Cruz disse...

esse individuo é um infeliz e está muito afastado da realidade. deve sofrer de alguma doença do tipo alzeimer (nada contra os doentes de alzeimer), eu diria quee é simplesmente alianado e de jornalismo percebe pouco. esta comunicação social retalha o futebol português como quer e lhe apetece...deviam morrer secos de tri-clubite e às manchas...

Anónimo disse...

Dá a impressão que o anónimo das 00:56 não percebeu que o nome do Benfica surge aqui, não pelo clube em si, mas pela notória e conhecida ligação do jornal A Bola àquele clube ou então, se percebeu, aproveitou a maré para dar bordoada nos adeptos e sócios do Beira Mar que o são também do Benfica, do Sporting ou do Porto...mas perdeu o seu tempo, as realidades não mudam só porque não gostamos delas. Esse tema é chover no molhado, não vai fazer bem ao Beira Mar, antes pelo contrário, porque quer queiramos ou não, a maioria dos adeptos começaram por ser desses clubes antes de passarem a ser também do Beira Mar e se tivessem de optar já se sabe por quem iriam optar...Esse tema já velho só serve para tentar chatear, nada mais...