Arquivos

sábado, 27 de março de 2010

Rescaldo da Assembleia

Quando saí da Assembleia Geral de ontem deparei-me com este pensamento: como seria possível para alguém poder votar, conscientemente, a constituição de uma SAD na próxima segunda-feira? Não seria, obviamente.


A AG foi, na sua generalidade, pouco esclarecedora. Apresentada aos sócios a evolução (ou estagnação) das negociações com a CM Aveiro do famoso protocolo, seguiu-se a fase de discussão do trabalho realizado pela comissão encarregue de estudar a constituição de uma SAD para o clube (que diga-se uma vez mais, em nada se encontra relacionada com a Comissão Administrativa actual). Devo dizer que, pessoalmente, fiquei desiludido com o que se passou. Pensei que iriam ser explicados os argumentos pró-SAD, que iria ser dado um detalhado ponto de situação da situação económica e financeira do Beira-Mar e, de que forma a SAD seria um instrumento na solução dos problemas que enfrentamos. Nada disso se passou. Ao invés, foi entregue um documento com linhas gerais sobre o futebol profissional e sobre o enquadramento legal das SAD's. Muito pouco, na minha opinião.

Creio que neste momento os sócios duvidam, e muito, dos benefícios que uma SAD poderá trazer para o Clube. A questão é muito simples. O Beira-Mar precisa de uma direcção com urgência. Creio que aparecendo uma lista, o projecto de SAD é imediatamente posto na gaveta. Também não foi explicado, caso o clube avance com a SAD, se há alguém disponível para assumir a direcção do Clube. São muitas dúvidas e poucas certezas.

Por fim, destaco a disponibilidade da actual Comissão Administrativa para extender o seu "mandato" à frente do Clube, naturalmente ratificada pela Assembleia. Estamos numa altura muito delicada, e creio que não seria positiva uma mudança das pessas que, reconhecidamente, estão a fazer um excelente trabalho.

5 comments:

Anónimo disse...

Francisco,
Ou muito me engano ou estiveram na AG sócios a perpesctivar a formação de uma direcção.
Estamos a um passo da Liga Sagres e isso é motivador, pelo menos para alguns.

Rui Sá

S.Cruz disse...

1 - Mesmo que haja uma direcção o clube morre, porque o que precisamos é de dinheiro e os 500 mil não chegam para sustentar as dividas do clube para uma nova epoca desportiva pq até lá ainda é preciso mais. Logo duvido que haja uma direcção com disponibilidade para chegar a frente com esse dinheiro quando anteriormente não o fez.
2 -O dinheiro das transmissões televisivas mal seja ganho pelo beira vai ser de imediato penhorado e disso não tenham duvidas, ou acreditam que os anteriores cangalheiros agora passaram a rezar à virgem?
3 -Daí eles não quererem a SAD agr, pois com as dividas do clube a passarem para a SAD, se esta for de imediato extinta, tb o seu dinheiro (ainda não explicaram pq o beira lhes deve dinheiro) vai a vida.
4 - Mesmo que a SAD não sobreviva, o clube continua, e o contrario não.

José Lopes disse...

Assembleia Geral com um ambiente pouco SADio.
Podiamos e deviamos estar unidos, mas não, acabamos a discutir COISAS que já foram n vezes discutidas, mas como alguns dos sócios não acompanham o clube e vão de forma continuada às assembleias aproveitam para o que lhes interessa LAVAR ROUPA SUJA:
Quanto ao futuro dizem nada, um vazio.
Enfim...lutem os jogadores no campo, eles sim, tem sido o exemplo da união.

Anónimo disse...

Quem fala em nome de quem?
O Sr. Cachide disse que não executaria nenhuma penhora sobre as receitas, mas que fique claro que fala em nome proprio, é que existem os outros 6 da sua direcção, ou melhor 5, aos quais ele já exigiu que fosse ressarcido do dinheiro que gastou no seu mandato.
Portanto meus amigos, se ele não o tivesse feito aos seus pares tinha toda a legitimidade para dizer o que disse, mas a partir do momento que fez o que fez aos seus proprios pares de direcção que se limite a falar por ele.
FRS

Anónimo disse...

O oportunismo e a falta de respeito foi enorme na ultima AG.
Esta C Administrativa foi eleita por unanimidade com a condição de apresentar uma proposta até 31 de Março de 2010 para a criação de uma SAD.
Foi o que a AG e a CA fez, apresentou-a.
Porquê uma discussão futil?
A quem interessa?
Aprova-la ou não isso diz respeito aos sócios, mas não lhe foi ainda pedido para votar.
Rui Santos