Arquivos

domingo, 31 de outubro de 2010

Beira-Mar 3-1 Naval


O Beira-Mar recebia a Naval 1º de Maio com oportunidade de se distanciar ainda mais dos homens da Figueira da Foz. Por seu lado a Naval tentava encurtar a distância e fugir ao último lugar da tabela classificativa que ocupava desde ontem (com a vitória do Rio Ave sobre o Braga). Rogério Gonçalves regressou a Aveiro para tentar desfeitear os locais onde teve uma passagem fugaz.


O Beira-Mar entrou com as alterações previsivéis: Djamal e André Marques voltaram ao onze inicial, que contou com Rui Rego na baliza, Pedro Moreira no lado direito, Hugo e Kanu no centro da defesa o já falado A. Marques na lateral esquerda, no meio-campo Djamal, João Luiz e Renan no sector mais ofensivo Artur, Ronny e Leandro Tatu.


O Beira-Mar entrou muito bem no jogo, personalizado e decidido a mostrar que estava ali para ganhar, apesar disso a primeira oportunidade pertenceu a Naval por intermédio de Fábio Júnior que fez a bola passar perto da barra da baliza auri-negra. Aos 22 minutos, boa jogada de entendimento entre Ronny e Artur, com o brasileiro a ser derrubado já dentro da grande área. Grande penalidade que Artur converteu com sucesso, fazendo alterar o placar pela primeira vez no jogo. A Naval chegava esporádicas vezes e sem perigo à baliza de Rui Rego e foi a partir de um pontapé de canto para os visitantes que surgiu o segundo golo do Beira-Mar, contra-ataque puro dos aveirenses com Tatu a surgir na cara de Salin, o avançado auri-negro desperdiçou a primeira oportunidade mas na recarga atirou a contar. 2-0 mais que justo na saída para os balneários que premiava o futebol de posse de bola do Beira-Mar e que expunha as dificuldades da equipa da Figueira.


No segundo tempo o Beira-Mar entrou mais "recatado" como seria de esperar, tentando eventualmente aproveitar uma situação de contra-ataque, no entanto pareceu encostar-se demasiado à sua baliza e a Naval começou a apertar o cerco. Contrariedade para Leonardo Jardim que se viu obrigado a tirar André Marques (ressentiu-se da lesão) e teve de colocar Yohan Tavares na esquerda da defesa. Rogério Gonçalves talvez mesmo sem ter conhecimento da situação fez entrar Marinho para o lado direito do seu ataque e o defesa luso-francês teve muitas dificuldades para parar o pequeno mas irrequieto jogador figueirense. Aos 58 minutos canto para a Naval falha repartida pela defesa e Rui Rego, a bola é cabeceada à barra e na insistência Bolivia devolve a esperança à sua equipa. O Beira-Mar sentiu o golo sofrido e de que maneira, durante largos minutos a equipa não conseguiu sair a jogar e teve de saber sofrer. Leonardo Jardim lançou Rui Sampaio para equilibrar o meio-campo mas o Beira-Mar esteve largos minutos sem conseguir fio de jogo. Nos últimos dez minutos voltou a equilibrar o jogo a nossa equipa e já com Wilson Eduardo em campo conseguiu criar alguns lances de perigo. Primeiro o jovem português atirou, numa rapidissima diagonal, ligeiramente ao lado e depois foi Renan que viu o seu remate ser desviado da baliza para canto. Já no tempo de compensação novo contra-ataque e Wilson Eduardo lançado por Djamal atirou para fechar o encontro. Nota para a expulsão escusada de Kanu que com uma atitude irreflectida provocou o segundo cartão amarelo.


O resultado é justo apesar de ser desnecessário o sofrimento da segunda parte!

9 comments:

Anónimo disse...

Boa primeira parte!
Foi pena termos perdido o Kanu para braga

hugo disse...

O kanu foi bem expulso! sou contra jogadores que perdem tempo sem necessidade nenhuma..
a ver se esta situação serve de exemplo para a resto da época.

julgo que já é de tempo de ter outro jogador no lugar do joão luiz.só passa a bola depois de fazer 3 ou 4 fitas..incrível!!

José Ribeiro disse...

Hugo concordo em absoluto, dai dizer que teve uma atitude irreflectida.

Abraço

UAN disse...

TODOS A BRAGA!

PN disse...

Grande vitória! Grande Beira Mar! Grande Tatu (atravessa grande momento)! A expulsao do Kanu até se pode aceitar, mas já vi perdas de tempo mais flagrantes nao julgadas.

PN disse...

Como é possível que as pessoas da cidade mais bonita do país nao vao ao estádio apoiar a equipa da terra. Preferem a futilidade dos centros comerciais, dos passeios em familia ou, como está de chuva, ver os filmes parolos da TVI. Aveiro merece gente melhor que esta! Isto revolta-me! ACORDEM!!!

Anónimo disse...

... quanto à expulsão do KANU só tenho a dizer que o árbitro é de Braga ... quem será o próximo adversário do Beira-Mar? ...


...expulsariam o jogador de um "grande" em condições análogas ...pois é ...não basta ser sério ........

Anónimo disse...

Um simples comentário sobre a queima de tempo e a expulsão do Kanu foi censurado...Parabéns!...É por isso que este blog já não é a referência beiramarense na blogosfera. Nem toda a gente tem estofo para a partilha que o Nuno entendeu fazer e é pena, mas a vida é assim, já todos sabemos...Faça favor de mandar mais este para a reciclagem, o recado está dado, e passe bem!

José Ribeiro disse...

Já se perguntou se o seu comentário foi enviado? É que tal como em outras ocasiões na minha caixa de comentários nenhum foi eliminado...

Sem querer alongar-me muito sobre o assunto não há rivalidade entre nós e qualquer outro blog aliás penso que só é bom saber que várias pessoas escrevem pela mesma causa! Isto é o que eu penso e certamente o Nuno também.

Os comentários recusados são no geral ofensivos e como tal não têm cabimento para marcar presença num local onde se promove uma discussão saudável, posso-lhe ainda dizer que nas minhas caixas tais não se verificam (pelo menos até hoje) por se tratar de crónicas dos jogos.