Arquivos

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Empate aceita-se...

Sem prejuízo da crónica do jogo que será publicada pela mão do José Ribeiro, aqui ficam as minhas impressões sobre o jogo.
O Beira-Mar começou melhor e foi a primeira equipa a rematar (por duas vezes). O Sporting rapidamente equilibrou e, a espaços, foi conseguindo dominar a posse de bola. Mercê da qualidade dos seus jogadores, conseguiu mesmo criar algumas situações de perigo pondo à prova todas as qualidades de Rui Rego. No entanto, sempre que conseguia recuperar a bola, o Beira-Mar procurava chegar ao golo (tem sido a imagem de marca desta equipa esta época), o que veio a acontecer na cobrança de um livre directo. Contudo, a vantagem auri-negra durou pouco. Foi pena... Estou convencido que se o Beira-Mar tivesse aguentado a vantagem até ao intervalo, a 2ª parte do Sporting seria mais "desesperada" na busca da igualdade e o Beira-Mar poderia tirar proveito no contra-ataque...
Com o 1-1 ao intervalo, o Sporting surgiu na 2ª parte empenhado na busca da vitória. O Beira-Mar aguentou-se bem nos períodos de maior caudal ofensivo dos forasteiros e, na parte final do encontro, pertenceram aos aveirenses as últimas três boas oportunidades de golo. Pelas incidências do jogo e tendo em conta a diferença de potencial dos dois conjuntos, penso que o resultado é justo.
Duas notas finais: A primeira para o público da casa que, apesar de ter estado presente em número aceitável, podia e devia apoiar mais a equipa. A segunda nota para o comunicado que a direcção dedicou a António Sousa. Sem pretender pôr em causa os fundamentos da direcção (até porque os compreendo bem), penso que não havia necessidade de terem recorrido a este tipo de enxovalho público...

9 comments:

Anónimo disse...

Passados 2 anos e depois de terem falhado por 4 vezes será errado exigir o que é nosso atráves do sistema judicial ??? Os que digam ou pensem que sim que vão pó grande caralhinho para não dizer caralhão ou algo ainda pior ... FACEBOOK do Ricardo Sousa!

João Branco disse...

Nuno, pingback do teu post no meu blog.

http://joaorbranco.blog.com/2010/10/05/beira-mar-1-1-sporting/

Abraço.

JACS disse...

Sr Qintaneiro:
enxovalhado anda o Beira-Mar e muito.
JACS

Anónimo disse...

Sou completamente a favor de se ter lido aquele comunicado ao intervalo e não acho essa atitude de todo de enxovalho público.
É bom que se convençam que somos muito poucos os que estão atentos ao dia a dia do clube. O que passa para o publico em geral, que são os "clientes" do produto que o Beira-Mar tenta vender, são muitas vezes imprecisões e ideias completamente erradas do que se passa no clube. Acho que a direcção fez muito bem em ler aquele comunicado ao intervalo aproveitando que estavam no estádio muitos clientes que não são habituais.
O local habitual para este tipo de comunicações, o site do clube, é pouco consultado e só os que se interessam mesmo pelo clube lá vão.
Todos concordamos que o Beira-Mar precisa de lavar a sua imagem na opinião publica, especialmente a Aveirense. Ler comunicações da direcção no intervalo dos jogos deveria ser prática corrente no que aos assuntos importantes do clube diz respeito.
"Quem não se sente não é filho de boa gente". Em Inglaterra, por exemplo, existe o conceito de "Named and Shamed" (que numa tradução literal se pode interpretar como Nomeado e Envergonhado), para quem tem atitudes impróprias ou mesmo criminosas; sejam pessoas que fogem aos impostos, que conduzem bebedas, que batem nas mulheres em casa ou que maltratam crianças. Aponta-se-lhes o dedo da vergonha, para desencorajar outros a fazer o mesmo.
É bom sinal que quem comanda o Beira-Mar deixe de ser uma cambada de bons rapazes e que reajam quando são atacados.
Quero também ver as nossas vozes erguerem-se contra o Artur Filipe, o José Cachide, o Caetano Alves, a Camara Municipal de Aveiro, a EMA e todos os que nos querem mal.
E para verem realmente o que é falta de nível e o tipo de gente que nos ataca, basta ver a citação do Facebook do Ricardo Sousa já copiada na caixa de comentários da vossa crónica do jogo.

Nuno Q. Martins disse...

Caro anónimo das 18:46,

Aceito, com respeito, a sua opinião até porque a fundamentou bem. No entanto, não me diga é que não se tratou de um "enxovalho público", pois foi mesmo isso que se tratou, como resulta, aliás, da sua própria leitura. Para não parecer que estamos a falar de coisas diferentes, aqui fica a definição de "enxovalho" que retirei do Dicionário Priberam:

enxovalho
(derivação regressiva de enxovalhar)

s. m.1. Falta de limpeza, de asseio.
2. Afronta; injúria.
3. Vergonha, humilhação que se inflige a alguém.

Saudações Auri-Negras!

Anónimo disse...

De acordo com o Dr. Quintaneiro. Desnecessária e mais baixa ainda do que a atitude da personagem em questão. Não reconheço esta filosofia e maneira de actuar nos Dirigentes do Beira Mar de um passado glorioso que nunca foi vilipendiado. A atitude do personagem em questão deve ser tratado com recato e verticalidade: na assembleia geral do Beira Mar. Cumprimentos Alberto Reis

Anónimo disse...

Ó Nuno, pôssa pá, esta direcção incomoda-te mesmo! Pôrra! Só fizeram bem...então tu foste dos primeiros a picar e agora vens dizer que foi enxovalho...o caraças...para não rimar com enxovalho...deixa os homens trabalhar meu!

Nuno Q. Martins disse...

Ao anónimo das 21:54:

Existem coisas mais importantes na vida e essas sim incomodam-me. Relativamente à direcção do Beira-Mar, mesmo não concordando com alguns dos caminhos que por vezes tem seguido, não me incomoda nada e só desejo os maiores sucessos.
Quanto à questão do comunicado no intervalo do jogo, mantenho o que afirmei e não tenho mais nada a acrescentar sobre esse assunto. É daqueles casos em que concordo com o conteúdo, mas discordo da forma.

Anónimo disse...

Concordo 200% com a leitura do comunicado no intervalo...é assim que tem que ser!