Arquivos

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Beira-Mar não se inscreveu na UEFA

O presidente da Comissão Administrativa do clube de Aveiro confirmou, em Bola Branca, que não foi feita a pré-insrcrição para participar nas competições europeias. Por isso, mesmo que a classificação o permita, o Beira Mar não vai poder jogar na "Europa". Para ler e ouvir através desta ligação.

13 comments:

Anónimo disse...

EStá certo, não devemos dar o passo maior que a perna; se tinhamos definido com objectivo apenas a manutenção. Com certeza não vamos chegar aos lugares da Europa até porque lá para o fim do campeonato vão haver alguns resultados de jogos que não vão corresponder à realidade - como é habitual: Amigos e amizades.
Força Beira
Carlos Sá

Anónimo disse...

Eu espero k o nosso grande beira-mar n alcance os lugares da uefa, porque se alcançar vou fikar desiludido por não pudermos disputar a europa.

Acácio Sequeira

Anónimo disse...

Congratulo-me com esta decisão. Felizmente esta direcção não vai em cantigas lançadas por meia dúzia de imbecis que nunca geriram nada na vida. Ainda há menos de um ano o clube tinha em risco a sua sobrevivência, como é possível pensar que a Europa poderá resolver alguma coisa? Fazem ideia dos requisitos necessários para ter uma equipa a jogar nas competições europeias? Pensem em liquidar as dívidas que se foram acumulando ao longo dos anos de direcções irresponsáveis, e aproveitem algumas mais-valias que tenham para investir em património que sirva o clube e a região. Parabéns à actual direcção por esta decisão sensata.

S.Cruz disse...

direcção? mas qual direcção?...

quanto ao topico...bem há sempre uma primeira vez para tudo e um dia tinha de acontecer a alguem não poder ir para outras competições por não estar inscrito. Se é que isso é possivel... pq se há uma fase de pré inscrições tb deve haver de inscrições. lol! sem brincadeiras, não é o objectivo mas nunca se sabe. e projecto para o futuro? há? Continuar a fazer o "bom" trabalho?

João Branco disse...

Meu caro Nuno,

Por um lado achei bem... como alguém disse não podemos dar o passo maior que a perna. Uma equipa para a UEFA implica começar mais cedo a época, arranjar soluções mais cedo (e isso para o Beira-Mar torna-se difícil) e acaba por se pagar caro ao nível competitivo no desenrolar da época. Prova disso é a actual classificação do Marítimo e por exemplo o ano em que o Guimarães desceu de divisão e o ano em que o Boavista (vice-campeão em 2001\2002) chegou às meias da UEFA mas acabou por ficar num modesto 12º lugar de campeonato.

Por outro lado, uma ida à Liga Europa (caso o Beira-Mar se classifique num desses lugares) podia ser estimulante para os cofres visto que se para Porto, Sporting e Benfica a Liga Europa não paga uma folha de salários, caso o Beira conseguisse entrar na fase de grupos receberia um prémio interessante que talvez pagasse 1\3 da época + direitos televisivos superiores do que a Liga paga + prémios por vitória (caso as conseguisse) e talvez fosse um maior estímulo de abertura à entrada de novos sócios e de mais receita bilhética... o que era de facto importante para continuar a tentar alcançar a anulação de passivo e quiça a construção de um novo pavilhão visto que o Alboi já parece ter destino traçado.

E para aqueles que falam em gestão, posso simplesmente dizer: se querem gerir bem um clube só existe uma formula: investir, investir em pessoas certas para criar uma equipa que seja competitiva, constituída por bons artistas da bola e capaz de vencer. só vencendo e jogando bom futebol (traduzindo num bom espectáculo\entretenimento para as pessoas) é que isso faz gerar mais "incoming" para o clube. bons profissionais fazem uma boa equipa, geram mais entusiasmo, geram mais interesse e logo geram mais receitas.
E o futebol moderno, está mais que visto que essa do vai buscar aqui um amigo e ali outro, já acabou meus amigos... Isto agora é uma indústria. Bom entretenimento gera dinheiro e se gera dinheiro há clube. se não gera, acabou...

Abraço

Anónimo disse...

Já disse uma vez aqui no blog... com 23 pontos a manutenção mais que encaminhada, não sendo a europa o objectivo achava de valor a venda de 2 ou 3 activos realizar um encaixe de 1 a 2M€ saldava-se dividas, reestruturava-se o clube dos para começar a pensar em estar pela liga por muitos e bons anos...

Ass Pedro Domingues

UAN disse...

Enerva-me pura e simplesmente, a contínua insistência do "somos pequeninos"! Se é esta época que estamos bem, para quê adiar? O problema desta merda, é que é só adiar, adiar, adiar, depois ou não corre bem a próxima época, ou descemos de divisão, ou outra coisa qualquer. Se houvesse mais apoio, mais insistência das gentes de Aveiro, isto também mudava. Sempre disse e repito: somos pequenos porque QUEREMOS!

Foram dados aqui alguns exemplos, mas nunca me esquece o Paços de Ferreira, aquando a nossa descida e a invasão deles de campo em Aveiro, por terem ido à Europa... Nas épocas a subir, o Paços caiu a pique. Mas nesse mesmo ano, conseguiram garantir, através do acesso à Uefa, os salários da época (do ano a seguir) TODA! Nós temos uma folha orçamental tão baixa (relativamente a quase todas as outras equipas) e mesmo assim não queremos desabrochar.

Nuno Q. Martins disse...

Caro João,

Sobre esta questão da pré-inscrição na UEFA respeito tanto a decisão da Comissão Administrativa como as opiniões em sentido contrário pela simples razão de desconhecer as variáveis que importam ponderar.

1º Não sei quanto custa a pré-inscrição;

2º Como não sei aquele valor, também não sei qual o seu impacto na tesouraria do clube;

3º Não sei quanto pode custar uma presença na Liga Europa, da mesma forma que não sei, mesmo numa perspectiva pessimista, quanto se pode ganhar em termos de receita;

4º No modelo que temos, uma coisa eu sei: a prioridade passa por conseguir equilibrar as contas, nomeadamente, a situação líquida do clube e, em segundo lugar, o grande investimento do clube nos próximos anos deverá incidir na construção/requalificação das suas infra-estruturas. Não é só o Pavilhão que é manifestamente insuficiente. A Academia de Futebol tem uma enorme carência de campos para treinar.

Quanto à tua reflexão relativamente ao paradigma da gestão do futebol profissional, estou totalmente de acordo contigo.

Um abraço.

André Raio disse...

Nuno, enganei-me na conta. O meu comentário ficou com a conta UAN.
Peço desculpa o lapso.

João Branco disse...

Nuno,

A pré-inscrição na Europa custa 6 mil euros. Foi o valor pedido por exemplo ao Chaves na época passada. Obviamente que acrescem os custos de secretaria, arbitragem e deslocações fora dependendo obviamente do país onde se vá jogar.

No que toca ao ponto 4 do teu comentário, estou de acordo.

Abraço.

Soares de Castro disse...

Pois...era muito lindo ir à Europa se houver classificação para isso, mas, primeiro ninguém sonhava a carreira que a equipa está a fazer e depois, se não havia dinheiro para as despesas mais básicas, ia-se arriscar 6000 euros??? Na minha opinião decidiram muito bem os dirigentes, eu também gostava de ter um Ferrari, mas só posso ter um Volkswagem...

José Ferreira disse...

No orçamento para esta época estava previsto o seguinte:

"o orçamento prevê entre proveitos e ganhos 3,622 milhões de euros, enquanto do lado dos custos e perdas atinge 3,551 milhões de euros, o que poderá dar 71.000 euros de resultados operacionais."

O que são 6000 euros em 3,5 milhões de euros ? Nada. Principalmente quando se previam 71.000 euros de lucro.

Não se inscreveram porque nunca pensaram em conseguir essa classificação.

Assumam que não previam a boa época até agora conseguida.

Não se desculpem com os custos da inscrição e das viagens porque é ridículo.

José Ferreira disse...

Corrijo a informação sobre o valor a pagar na pré-inscrição. Não são 6000 euros, são 2500 euros que tinham que ser pagos até 12/12/10.

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=242843

Este valor ainda torna mais rídicula a justificação das despesas.