Arquivos

sábado, 3 de dezembro de 2011

Comunicado de António Cruz

Contrariamente ao que foi afirmado pelo Presidente do Clube António Regala em entrevista dada à Rádio Terra Nova, aquando do jogo da 1ª Jornada entre o Marítimo e o Beira-Mar, o meu pedido de demissão foi apresentado por escrito ao Presidente em 22 de Junho do corrente ano. O mesmo não foi ainda tornado público, porque entendi que poderia prejudicar, entre outros, a constituição da SAD, o Clube, e provocar até algum clima de instabilidade que não desejo para o meu Clube. Agora, entendo que devo uma explicação aos sócios e também àqueles que queiram saber as verdadeiras razões da minha demissão, que passo a citar:

1. O Clube ainda estava sem SAD e já estava a ser gerido por elementos não pertencentes à Direcção. Pedi ao Presidente para ser marcada uma reunião urgente para resolver esta situação onde eu deixei manifestamente expresso que o Clube ainda tinha uma direcção e, por isso, todos os assuntos relativos ao futebol profissional teriam de passar por mim, que tinha o pelouro do futebol profissional, tendo ainda aí invocado que estava a ser ultrapassado nas minhas funções, nomeadamente na contratação de jogadores.

De nada serviu a minha posição e opinião, pois nenhum jogador indicado por mim foi contratado. O que se passou com o Leandro Tatu é apenas um exemplo disso, se não vejamos, após demoradas negociações, cheguei a acordo com o jogador para um contrato de três épocas. Foi entendido pelo Sr. Nuno Patrão que era caro e foi-lhe apresentada uma contra-proposta que foi recusada e o jogador foi para o Steaua de Bucareste. Posteriormente, em face de uma pré-época desastrosa foram feitas contratações que ultrapassaram em muito o que até aí se achava caro, como está à vista, sem qualquer valor acrescentado, por ex. Douglas, Cristiano, Balboa… E o que se passa com o Vasco Fernandes que veio do Elche, não foi inscrito, treina e não pode jogar e no fim do mês recebe o salário!

2. Outra das razões foi o não cumprimento do acordo com a Inverfutbol, estabelecido na Comarca do Baixo Vouga e em que participei nas negociações, o “Pavilhão” e também pelo facto de os sócios não poderem subscrever 5% do capital da SAD, devido a negligência do Sr. Nuno Patrão. Assistimos a contratações de familiares e amigos desnecessários para a SAD que tem outras necessidades mais urgentes, como a liquidação do passivo do Clube, que a SAD se comprometeu a efectuar.

Tudo isto aconteceu porque não houve uma liderança forte que impedisse esta sede de poder. Pensavam que tinham a galinha dos ovos de ouro e agora estão em vias de a matar.

Estou de consciência tranquila porque avisei atempadamente para as consequências que daí poderiam advir.Saio com mágoa mas consciente de tudo quanto de bem fiz ao Clube, sei que ajudei a resolver os graves problemas financeiros e executei as minhas funções com grande profissionalismo, reconhecidas aliás por todos os atletas e equipa técnica.
-
Foram três anos muito difíceis e de um grande desgaste, mas apesar das dificuldades, subimos à 1ª Liga e no ano transacto conseguimos a manutenção. Orgulho-me de ter contribuído para o êxito alcançado.
-
Saudações beiramarenses a todos que sempre me apoiaram e um carinho especial aos Ultras Auri Negros.

António Cruz

3 comments:

Anónimo disse...

Está quase tudo dito...

carlos Silva disse...

Conheço o Cruz há muitos anos mas este comunicado está muito mal obrado.
Por exemplo fala em liderança? mas a liderança era dele. Ele e o Regala são amigos/colegas de infãncia.
O que percebe o o Cruz de futebol? que eu saiba muito pouco.
Porque não se impôs perante a intromissão de estranhos ao clube, depois de ter posto lá o seu dinheiro?
Porque só agora resolveu fazer queixinhas públicas.
Porqur que não se queixou na AG aquando da SAD.
Obrigado ao Cruz quando ele e o Jardim seguraram a equipa quando estava tudo de pantanas mas agora é tarde e "Inês esta morta ..."

Anónimo disse...

Dor de cotovelo e fodida...