Arquivos

domingo, 18 de dezembro de 2011

Três machadadas nos castores!


Que mais se poderia querer que uma vitória contundente e pujante por 0-3? E, espante-se, poderia ter terminado por 4 ou 5. Depois dos jogos menos conseguidos durante os meses de Setembro e Outubro a equipa resolveu mostrar que tem valor, atitude e querer, algo que careceu em jogos como com o Leiria, Rio Ave, Nacional, Marítimo (Taça de Portugal) e Moreirense (Taça da Liga). Fui um dos que no dia 1 de Novembro se deslocou ao treino da equipa, após a derrota e a exibição miserável ante o Nacional, mostrar indignação pela falta de atitude e agonizante apatia da performance do conjunto. Reiterei ao capitão Hugo e treinador Rui Bento que o plantel tinha qualidade mas andava sem moral. Pelos vistos era mesmo isso que se passava: a equipa quando quer brinda-nos com partidas fantásticas, com enorme qualidade na troca de bola, motivação e jogo jogado, com fio de jogo alegre que entusiasma os adeptos. Hoje, tal como em Guimarães, foi a prova cabal disso. Parabéns a toda a equipa, sem excepções. Obrigado por esta alegria extrema que sinto neste momento, à semelhança dos genuínos Beiramarenses. Pena é que Aveiro continue a dormir para o Beira-Mar, apostando que 90% das gentes não sabem que o clube triunfou hoje de forma categórica. À hora do jogo provavelmente estariam nas grandes superfícies a passear, borrifando-se para a instituição que eleva bem alto o nome da cidade de Aveiro. Depois vêm ter comigo perguntar quanto ficou o Beira-Mar, quando deveria ser mais ou menos instintivo procurar saber o resultado da equipa da terra. Assim vai a crise de valores e moralidades. Mas um dia, optimismos à parte, tudo irá cambiar.
Ao invés, os parabéns aos cerca de 80 adeptos presentes na “Capital do Móvel”: grande apoio, do princípio ao término do desafio.

Um bom Natal a toda a Família Beiramarense e um ano de 2012 cheio de êxitos desportivos e pessoais.

“O BEIRA-MAR SOMOS NÓS!”

2 comments:

Anónimo disse...

Subscrevo e partilho a alegria e a descrição ao que (não) é Aveiro.

Sou contudo dos que não se revê neste treinador. Espero que continue a desmentir-me. Tirar-Lhe-ei o chapéu.

Anónimo disse...

Um resultado muito bom e sobretudo muito importante.