Arquivos

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2006

Equipa de andebol do Beira-Mar - Época 69-70

Mesmo sem o seu prévio consentimento, tomei a liberdade de postar esta foto que o Narciso Cruz me enviou por e-mail, pois entendo tratar-se de um documento com relevância histórica. Na imagem, posa a equipa de andebol do Beira-Mar, campeã distrital, época 1969-70, da qual o próprio fazia parte. A modalidade foi suspensa no clube há cerca de 15 anos (salvo erro) e, desde então, o andebol aveirense tem sido representado apenas pelo São Bernardo e, mais recentemente, pelo Alavarium.
De pé, da esquerda para a direita: Valentim Candeias (seccionista), João Nogueira (seccionista), Toi Vieira, Mané, Leal Costa, Lé, Fernando, António, Prof. Diamantino Dias (treinador) e Leitão Gonçalves (director).
Em baixo, da esquerda para a direita: Guerra Lopes, Anastácio, Gamelas, Pimentel, Narciso, Neves, Varelas, Sérgio Eusébio e Alfredo Melo (massagista).
Nesta fotografia está uma pessoa que foi um notável dirigente das modalidades amadoras, o Senhor José Gonçalves Meneses Leitão, suponho que era assim que se chamava, era um homem e um dirigente de grande craveira, está também o falecido Gamelas que foi durante muitos anos um símbolo do andebol do Beira Mar e atletas de excelentes recursos técnicos, nomeadamente o Toi Vieira, o Mané, o Neves, o João Luis Varelas e o Sérgio Eusébio. Esta foi a equipa que antecedeu a grande equipa que foi constituida pelo Hélder, Ulisses, Héber, Madeira, Januário, António Carlos, Cató e outros que no momento não recordo e que puseram o Beira Mar a bater-se de igual para igual com o Sporting, o F.C.Porto e o Belenenses. Foram épocas gloriosas para o andebol aveirense e beiramarense, com os pavilhões do Liceu ou do Alboi à cunha e um entusiasmo contagiante. Foi uma pena que tudo isso tenha acabado. Naquele ano de 1969/70 chegaram ao fim do campeonato distrital três equipas empatadas no 1º lugar - Beira Mar, Espinho e Sanjoanense - e teve de se disputar uma poule final entre estes clubes em Ílhavo. O Beira Mar era indiscutivelmente a melhor equipa e em terreno neutro esmagou os adversários. Aquele pavilhão em delírio ainda hoje me arrepia e eu até nem joguei. Foram jornadas inesquecíveis para quem as viveu de perto. Talvez ainda algum dia venha a escrever sobre o autêntico ambiente de terror que antes vivemos, particularmente eu e o Valentim Candeias, quando na fase normal fomos jogar ao pavilhão da Sanjoanense. Ainda há dias me lembrei disso a propósito dos incidentes com a equipa de futsal. Foi sempre muito difícil jogar em S. João da Madeira, embora eu pensasse que isso eram coisas do passado.
Narciso Cruz

4 comments:

Anónimo disse...

Não conheci esta equipa nem tal que se pareça, devo apenas dizer que sou amigo do sr. gonçalves meneses leitão, que so apos conferencia com o proprio me foi afiançado que era ele a personagem referida na foto......devo apenas dizer que sinto orgulho em te-lo como amigo pessoal nos seus 74nanos de idade e devo acrescentar que poucas pessoas conheci com o seu caracter e humanidade a toda a prova....simplesmente uma pessoa fora de série.
José Costa

Anónimo disse...

Caros amigos,
Que saudades desses tempos em que o Beira Mar teve uma grande equipa de Andebol e conjunto de grande homens e grandes amigos.
Um abraço a todos os que partilharam momentos inesquecíveis de trabalho, humildade e amizade.

João Madeira

Bábá disse...

é com o maior orgulho que posso dizer que um desses grandes homens é o meu pai, João Martins (mané).Um grande beijinho para os colegas que acompanharm o meu pai e com quem partilham amizade. Bárbara Martins

Anónimo disse...

É com enorme orgulho vêr publicada esta foto onde estão Notáveis Amigos do Beira Mar, incluindo um atleta especial que representou o clube em várias modalidades até aos 42 anos de idade.

E. Gamelas