Arquivos

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

Um caso de estudo...

Hoje não posso deixar de escrever aqui sobre um clube que aprendi a admirar e a respeitar - o Vitória de Guimarães. A forma como a cidade abraça o seu clube é apaixonante. Como acontece com qualquer paixão vivida com intensidade, ocorrem momentos de maior fulgor, momentos de crise e, naturalmente, também alguns excessos. No momento difícil que o clube atravessa, correndo o risco de descer de divisão, os sócios e adeptos do Vitória têm demonstrado que os grandes amores superam qualquer crise. Já há algum tempo, aquando da participação do Vitória na Taça UEFA, fiquei surpreendido pela recepção que os Vitorianos proporcionaram à sua equipa quando esta voltou da Rússia com uma derrota por 2-1. Já passavam das 4h da manhã, em dia de semana, quando a comitiva chegou e tinha mais de trezentos adeptos do Vitória no Aeroporto Sá Carneiro à sua espera para dar um grande incentivo apesar da derrota.

Decidi hoje escrever este post porque já há algum tempo, um grupo de sócios do Vitória criou a Associação Vitória Sempre que tem promovido uma série de iniciativas com o objectivo de dinamizar o apoio ao clube. A propósito, veja-se o que consta nos estatutos desta Associação em relação ao seu objecto: «A Associação tem por objecto o desenvolvimento e a reflexão sobre as actividades desportivas, culturais e físicas, a exploração do site na Internet, a organização de eventos desportivos e sociais, deslocações para apoio à equipa do Vitória Sport Clube nas várias modalidades desportivas e parcerias com outras entidades ou associações locais». Ou seja, esta Associação assumiu e bem um papel que cabe, muitas vezes, às claques. Entre várias iniciativas, quero destacar duas pelo seu carácter simbólico e, simultâneamente, pioneiro em Portugal. Na véspera da recepção ao Belenenses, esta época, a Associação Vitória Sempre promoveu o último treino da equipa como se fosse um jogo, convocando os Vitorianos a comparecer em força no complexo desportivo. E assim aconteceu. Mais de 3000 (vários clubes da 1ª Liga não conseguem ter este número nos jogos, quanto mais nos treinos!) Vitorianos disseram "presente" e apoiaram os jogadores como se de um jogo se tratasse. No final do treino, uma delegação de responsáveis pela AVS desceram ao relvado e entregaram a todos os jogadores um manifesto de apoio e um dvd com imagens e testemunhos de demonstrações do grande amor que os adeptos têm pelo seu clube. Depois daquele treino, de terem lido o manifesto e visto o dvd, aqueles jogadores, por certo, passaram a envergar a camisola do Vitória com outro respeito. Na próxima jornada, o Vitória recebe o Benfica e a AVS já tem nova iniciativa preparada. Vai organizar um cordão humano com cerca de 4km, precisamente o percurso a percorrer pelo autocarro que transportará os jogadores desde o Hotel onde a equipa estará em estágio até ao Estádio Dom Afonso Henriques. Mais um exemplo incrível de dedicação ao clube, mas, ao contrário de outras posturas pouco edificantes que aqui vamos assistindo, estes adeptos canalizam toda a sua energia de uma forma positiva, contribuindo para a mobilização da comunidade vimaranense em torno do clube e engrandecendo (de que maneira!) a sua instituição.
Quem quiser saber mais sobre a AVS, pode aceder ao seu site através desta via.

0 comments: