Arquivos

quinta-feira, 30 de março de 2006

Sport Clube Beira Mar - Um pouco de história

A primeira digressão ao estrangeiro
Em 1976, fará este ano precisamente trinta anos, na sequência de conversações entre o presidente do clube, Angelino Apolinário, e a direcção do Desportivo Português de Caracas, o Beira Mar consumou a primeira digressão a um país estrangeiro, concretamente à Venezuela.
A equipa de futebol disputava então a primeira divisão nacional e apesar de contar com excelentes jogadores a carreira estava a ser bastante irregular e a manter-se muito aquém das expectativas criadas no início da temporada... Na época, acreditava-se que a digressão a decorrer a meio do campeonato e que englobaria quatro jogos, além de representar um importante passo na consolidação e reforço do prestígio do clube, serviria em pleno para integrar o recém contratado Eusébio, esse mesmo, a "pantera negra" e para estabilizar definitivamente a equipa nos resultados positivos que os seus simpatizantes ansiavam.
A visita à Venezuela constituiu um êxito retumbante não só na vertente desportiva como também nos seus aspectos sociais, proporcionando assistências aos jogos que atingiram os oito milhares de espectadores, um número considerável num país que previlegia outros desportos e contribuindo, mercê de múltiplas acções de confraternização para o estreitamento de relações com as autoridades desportivas venezuelanas e os membros das comunidades portuguesas naquele país. Pode-se afirmar cabalmente que durante o tempo da digressão o Beira Mar e a sua comitiva foram alvo das maiores manifestações de carinho dos nossos compatriotas residentes na Venezuela e, em especial após a convincente vitória sobre o campeão peruano, também da imprensa desportiva e generalista daquele país, a qual, principalmente através dos jornais "El Universal" e "Meridiano" não poupou elogios à actuação da equipa.
Para a história ficam os resultados dos jogos efectuados, três vitórias e um empate, sendo que um dos adversários, o Alianza de Lima, pertence à elite dos maiores clubes da América do Sul e um dos outros, o Deportivo Galícia, a equipa da colónia galega da Venezuela havia vencido o Benfica tempos antes:Beira Mar-Deportivo Galícia (1-0), Beira Mar-Atlético Bucaramanga (0-0), Beira Mar-Desportivo Português (1-0) e Beira Mar-Alianza de Lima(2-1).
Da comitiva fizeram parte Angelino Apolinário (Presidente da direcção), Joaquim Alves Moreira (Secretário geral), Óscar Neves (Médico), Manuel Oliveira (Treinador), José Domingos (Treinador adjunto) e participaram nos desafios disputados os atletas Jesus, Marques, Quaresma, Soares, Guedes, Manecas, Vitor Urbano, Manuel José, Zézinho, Rodrigo, Sobral, Jorge, Sousa, Eusébio, Abel e Garcês. Do plantel faziam ainda parte Rola, Quim, Poeira e Paco.
No final do campeonato nacional daquela época de 1976/77 o Beira Mar classificar-se-ia em 13º lugar, mantendo-se na 1ª divisão.
Narciso Cruz

0 comments: