Arquivos

segunda-feira, 10 de abril de 2006

Rumo à primeira!

Depois da exibição e vitória em Chaves e da consistência evidenciada no jogo de ontem, estou confiante na subida de divisão. O Beira-Mar entrou no jogo como se impunha, a pressionar e a procurar marcar cedo. Jorge Leitão deu vantagem, Roma desperdiçou algumas boas oportunidades criadas por si e, já em cima do intervalo, Torrão tranquilizou a equipa ao apontar um golão.
E que jeito terá dado este segundo golo! O Moreirense, carenciado de pontos na fuga à despromoção acusou a desvantagem e na segunda parte não teve argumentos para pôr em perigo a vitória do Beira-Mar. Augusto Inácio desinvestiu no ataque ao colocar em campo Artur no lugar do Roma. Até ao final, apenas uma oportunidade de golo para cada equipa. Uma vitória consistente numa exibição discreta mas realista tendo em conta o actual momento classificativo de ambos os conjuntos.

FUTSAL: Um autêntico roubo!

Este jogo tinha, à partida, todos os ingredientes para ser um grande espectáculo, ou, como diria Gabriel Alves, uma boa "propaganda para a modalidade". Duas boas equipas, um pavilhão cheio e um jogo que podia valer o título e a subida aos escalões nacionais. Só mesmo uma arbitragem vergonhosa podia estragar este fim de tarde em Sta. Maria de Lamas. Há jogos em que podemos dizer que somos prejudicados em virtude de uma actuação menos feliz do árbitro. Este não é o caso. Neste jogo não fomos apenas prejudicados, fomos mesmo ROUBADOS! Impressionante a forma como a equipa de arbitragem expulsou o Gil (o melhor marcador do Beira-Mar ainda na fase inicial do jogo com duas faltas e dois amarelos - ambos mal mostrados -, sendo que a segunda falta nem sequer existiu!). A sequência de faltas mal assinaladas contra o Beira-Mar continuou. Os cartões saltavam dos bolsos dos árbitros dando a entender que estava a ocorrer uma autêntica batalha campal quando, na verdade, o jogo foi bastante correcto e leal por parte dos atletas. Uma equipa de arbitragem sem qualidade e, pior, extremamente habilidosa em favor da equipa da casa. Perto do final do encontro, face à boa réplica da equipa auri-negra, os árbitros viram-se obrigados a "abrir o livro". Conseguiram inventar faltas contra o Beira-Mar para atingir rapidamente a 5ª e, a partir daí, condicionar todo o jogo aveirense. A cereja no bolo é a expulsão do Bruno (segundo amarelo - nem sequer faz qualquer falta) que dá livre directo para o Lamas. Aproveitando a vantagem numérica em campo, o Lamas marca. Logo de seguida, uma confusão na área do Beira-Mar e claro... só podia ser penalty. Golo da vitória da equipa da casa.
Nos segundos finais, o Moreira ainda enviou uma bola ao poste mas o resultado já não se alterou. O 4-3 final é uma farsa. Com todo o respeito que o Lamas me merece, o Beira-Mar tem melhor equipa. Só uma arbitragem vergonhosa (ninguém me tira da cabeça que se tratou de um "arranjo") possibilitou ao Lamas vencer este jogo. Os jogadores do Beira-Mar foram bravos. Venderam muito cara a derrota num ambiente extremamente adverso. Se há equipa que merece a subida, não hajam dúvidas, é o Sport Clube Beira-Mar.
Em relação às arbitragens manipuladas (têm sido várias esta época), está claro que há gente por trás a mexer os cordelinhos. Nos próximos jogos faço um apelo para decretarmos TOLERÂNCIA ZERO! Não podemos admitir que estes FILHOS DA PUTA brinquem com o trabalho de pessoas sérias e honestas.
O Beira-Mar tem ainda três jogos para recuperar os dois pontos de atraso. É importante concentrar forças para esses desafios. O Lamas, caso não seja levado ao colo nos seus jogos, ainda pode escorregar.
Só é derrotado quem desiste de lutar!

0 comments: