Arquivos

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Direito à indignação!

O golo do FC Porto (o único do jogo) resultou de uma grande penalidade muito contestada pelos aveirenses. O Beira-Mar considera que o FC Porto pressionou o árbitro João Ferreira, antes do jogo do passado sábado em Aveiro e que os azuis e brancos venceram por 1-0.
O presidente da comissão administrativa do Beira-Mar, António Regala, considera que não houve penalti sobre Hulk, e que só encontra justificação para o erro de João Ferreira na pressão que lhe foi imposta pelo FC Porto, antes do jogo, destacando o dirigente, as declarações de André Villas Boas.
Para ouvir as declarações de António Regala ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença, através desta ligação.

8 comments:

Anónimo disse...

as queixas são no fim do jogo e não dois dias depois apos ver tv. Leonardo Jardim esteve bem, regala nem por isso

Anónimo disse...

Uma no cravo outra na ferradura.

Anónimo disse...

Esta reaccão só peca por tardia. Logo após as declaracões do André Villas Boas e bem antes do jogo, já o Beira-Mar deveria ter reagido através do seu site.

Assim é "casa roubada, trancas na porta"... literalmente.

PN disse...

Enviei um mail para o "O Dia Seguinte" como forma de fazerem uma referência à nossa revolta, para que não caia no esquecimento.

Anónimo disse...

No dia vassalagem ao Pápa, passados dois dias o grito do hhhhipiranga.

Anónimo disse...

é isso todos a escrever para os diferentes programas (desporto) televisão...não podemos deixar esquecer...alguem que meta aqui os mails para quem devemos escrever

Anónimo disse...

devemos escrever aos responsáveis do beira mar para falarem quando devem e nao meterem o rabo nas pernas porque o senhor está ao lado

Anónimo disse...

ena pá tanto rancor...só falas assim porque tens dor de cotovelo de não estares no lugar dele e de te terem chumbado a SAD