Arquivos

sábado, 7 de julho de 2012

Aquele jogo, na primeira jornada



            Depois do Europeu de Leste as baterias estão agora concentradas no futebol a nível interno, sendo que o sorteio das competições profissionais realizou-se esta semana no Freixo (Porto), ainda com bastantes indefinições na participação de algumas equipas, mercê ordenados em atraso, dívidas ao Fisco e Segurança Social, penhoras, etc.

            Ao Beira-Mar calhou, na ronda inaugural (19 de Agosto), o OAF de Coimbra, possivelmente o jogo que mais emotividade suscita aos Beiramarenses e Aveirenses em geral. Relembro que na época transacta vencemos, de forma categórica, ambas as partidas (0-1 em Coimbra e 2-1 em Aveiro), sendo que estou convicto que daqui pouco mais de um mês iremos repetir a proeza e, no final, voltemos a ostentar a faixa “Neste exame passamos sempre”. Ainda faltam algumas semanas, mas nunca é demais lançar o repto às pessoas no sentido que a forte presença de público, acompanhado por um apoio constante, é fundamental, à imagem do que aconteceu em Abril último, no jogo de Aveiro.

            Quanto ao restante sorteio: os três primeiros jogos fora são contra os três primeiros classificados da última temporada (Braga, segunda jornada, Dragão, quarta e Luz, na sexta). Ao invés, na primeira, terceira, quinta e sétima jornada temos, em Aveiro, partidas do “nosso" campeonato: OAF, Moreirense, Vitória S. e Paços de Ferreira, respectivamente.

Na primeira volta jogamos duas jornadas seguidas fora de Aveiro, sendo que “despachamos”, também, as três partidas com deslocações mais longas (Nacional, Marítimo e Olhanense).

Ao contrário da época passada os “jogos grandes” (onde se inclui) serão disputados na primeira volta fora de Aveiro. Curiosamente, o Beira-Mar termina o campeonato em casa, diante o Sporting.

Resta desejar uma boa pré-época, que os reforços sejam, realmente, reforços, e uma palavra de incentivo a Ulisses Morais.

Vamos à luta, rapazes!

5 comments:

Rui Rodrigues disse...

Pois lá estarei dois fim de semana seguidos no estádio de Aveiro com igual disposição, ganhar. No dia 11 a Académica joga a Supertaça com o campeão nacional na sua qualidade de vencedora da Taça de Portugal da época passada. Não jogando Hulk a coisa fica menos díficil, a ver vamos. Uma semana depois um derby do centro. Ele é sempre um Académica contra alguém. este ano com a naufrágio do Bartolas SAD é até o único e, ralmente, o verdadeiro derby. Embora haja mais rivalidade daí para aqui que o contrário, não gosto do extinto Leiria nem do Guimarães mas do BM até gosto e, como já disse aqui, prefiro equipas do centro, até o "Marinhense" que se foi. do que mais de outros lados. Bom ninguém pode dizer nada já que a pré época só agora arrancou e não sabemos como estarão as equipas a 19 de Agosto. Não faço a minima ideia dos jogadores que o BM perdeu e quais contratou mas os da Académica são incógnitas e outros já são conhecidos.
Já agora OAF é organismo autónomo . De quê? Pois é, são indissociáveis por isso essa sua mania de focar o OAF é redudante e se quer gostar da associação da Universidade onde se formou, não pode excluir o organismo autónomo.
Espero também que haja muito publico no 2º jogo, no primeiro está garantido que seremos muitos, muitos, mas o BM está descansado, no FB há adeptos da extinta Bartolomeu Sad que dizem ir ver o jogo para destilar o seu ódio pela Académica. Coitados, ficaram sem os dois jogos mais importantes do ano e devem andar a bater mal.
Eles que venham, afinal em Portugal tudo é livre, até a asneira.
Ainda falta muito Nuno Marques, mais perto do evento voltarei a comentar.
Abç.

Pedro Nuno Marques disse...

Saudações, amigo Rui

A rivalidade que Aveiro sente por Coimbra não é maior do que a Coimbra com Aveiro. Estudei por lá e sei do que falo. E se tal não acontecesse os próprios adeptos do OAF não reagiam da maneira como reagem aquando os jogos com o Beira-Mar.

Quando falo em OAF sabe que falo da maneira mais correcto. Como estudante de História na FLUC aprendi alguma coisita relativamente ao passado da UC, da crise estudantil, do Luto Académico e da influência do futebol de Coimbra e das pessoas que o controlavam. As pessoas que conhecem a História sabem que o nome foi mudado e a verdadeira Académica de Coimbra é a que anda nos Distritais da AFC.

Mas um dia, se se proporcionar, falaremos disso. É um assunto que tem pano para mangas.

Quanto ao resto: ainda é cedo para falarmos dos plantéis e dos jogadores que os compõem. É tudo uma incógnita (até mesmo os reforços) e só lá mais para a frente é que se sabe da qualidade dos mesmos, assim como dos reforços.

Abraço.
Vá passando por aqui.

Rui Rodrigues disse...

A equipa dos distritais da AFC é a SF , secção de futebol, da Associação Académica. É a versão romântica do futebol da AAC. A que
joga o campeonato profissional é a AAC OAF!! Em breve terá de haver
mais mexidas administrativas para adaptar a gestão aos requisitos do
actual regime jurídico das competições. Essa questão está há muito
resolvida por cá e até o Cac foi herdeiro do futebol da AAC por uns
anos. Agora o futebol profissional da AAC esta no OAF e é pacífico
como se viu no Jamor na final da Taça. Essa semantica só é
aproveitada por detractores da AAC e só aparece na altura das
eleições. Portanto dia 19 de agosto vai ter ai a AAC OAF e nao a SF e esta vai com os adeptos e historia de sempre da AAC. Vai com duas taças de Portugal e, quiçá , com uma Supertaça . Abç

Rúben Marinho disse...

venha quem vier ... este jogo para abrir o campeonato envolve muito os adeptos, de ambas a partes, o que é muito bom para nós que está tudo com "fome" de bola e os visitantes vao vir em massa para cá ... deixarem o seu dinheirinho e levarem uma derrota para casa!! :)

Rui Rodrigues disse...

São dois jogos em Aveiro numa semana, prefiro ganhar o 1º, 5, 10 ou 15 €, ainda não sei qual o bilhete que vou comprar para a Supertaça. Não sei se "vamos ir" em massa, depende do resultado e exibição do jogo anterior, mas meados de Agosto não é bom para uma grande afluência de pessoas de Coimbra. O resultado nem penso nisso, equipas muito diferentes das da época passada, a vontade de vencer é claro muita dado que em jogos entre equipas com os mesmos objectivos é importante ganhar ou pelo menos fora, não perder. De uma coisa tenho a certeza, não vai ter o dramatismo da época anterior onde avitória descansava uma das equipas e a AAC conseguiu perder um jogo que teve à mercê para ganhar, mas se há lacuna que o Pedro Emanuel tem é a mexer na equipa durante os jogos, é conservador mesmo quando, como era o caso, estava em vantagem numérica. Aguardemos então os jogos até lá, ainda faltam 5 semanas, é muito tempo.