Arquivos

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O Beira-Mar na cidade

 
A abertura de uma sede social do Beira-Mar no centro da cidade é, sem dúvida, uma iniciativa de louvar. Será um espaço "multiusos", onde os sócios e não sócios do clube poderão usufruir de vários serviços. Sabendo que o mentor e dinamizador deste espaço é o Artur Cruz, presidente dos UAN, temos a garantia que será um espaço dinâmico e com muito sentir Beiramarense. Faço votos para que os tempos de especial dificuldade económico-financeira que os portugueses atravessam não ponha em causa a sustentabilidade do projeto.  Pelo que conheço do processo, a direção do Beira-Mar foi ao encontro da ideia inicial do Artur que, após o "despejo" da sede dos UAN no pavilhão, de imediato estabeleceu como objetivo abrir um espaço "multifacetado" dedicado ao clube no centro da cidade. Juntaram-se as vontades e, se tudo correr pelo melhor, em Janeiro será inaugurado. Parabéns pela iniciativa!
 
A propósito da importância do clube estar presente no centro histórico da cidade, partilho aqui uma fotografia da Empresa de Pescas de Aveiro que "roubei" por estes dias ao Artur Lobo, no facebook, e que respeita ao ano de 1961, data da primeira subida de divisão do Beira-Mar. Uma memória muito bonita.

 
 
 
 
Por último, três notas que merecem destaque e um breve comentário:
1º A campanha de recolha de alimentos e vestuário levada a cabo pelo Beira-Mar no próximo jogo com o Rio Ave é de enaltecer. No entanto, o Beira-Mar para se considerar um clube solidário não pode lembrar-se deste tipo de iniciativas apenas por altura do Natal, nem deve circunscrever a sua ação apenas a campanhas de cariz caritário. Incito vivamente o clube e a SAD a recuperarem o projeto "Beira-Mar Solidário" que, em 2008 e 2009 tão bom trabalho desenvolveu.
2º Um dos jogadores que mais marcou a história do clube foi, sem dúvida alguma, o Abdel Ghany.O Mais Futebol publicou ontem uma entrevista que merece leitura. Para ver aqui!
3º Numa altura em que o processo da venda do terreno das piscinas voltou às bocas do mundo, é importante recordar que a subida de divisão do Beira-Mar em 2009-2010 só foi possível devido à injeção de capital que esse negócio proporcionou. Caso contrário, com o clube na 2ª liga e sem mais soluções de financiamento, o Beira-Mar teria fechado portas. O Fabeta, defesa central que está a jogar atualmente no Chipre, recordou ao Mais Futebol essa época marcante da história recente do clube. Para ver aqui!

4 comments:

Joao Oliveira disse...

A parte de cima da Empresa de Pescas de Aveiro é o Clube dos Galitos, num saudável exemplo de ligação inter-clubes!

Anónimo disse...


A vaidade que paira nas cúpulas do clube é tanta, que tudo o que se possa dizer cai em saco roto, e fiquemos por aqui...

C. Silva disse...

Parabens, obrigado Artur: vamos lá tirar as cores bacôcas das portas e janelas e colocar o amarelo brilhante do Beira.
Nada contra os nossos Galitos que continuam a cantar.

Pedro Nuno Marques disse...

Boa peça!