Arquivos

segunda-feira, 8 de agosto de 2005

"Rei Artur" na Pampilhosa

No Domingo à tarde fui com alguns amigos ultras à Pampilhosa (dos ferroviários... serranos não! - podia ler-se numa tarja afixada) assistir ao jogo de apresentação da equipa local aos seus associados. Cheguei, comprei o meu bilhete (5€) e lá fui eu instalar-me na pequena mas acolhedora bancada do estádio. Algumas caras de Aveiro entre o público presente, diga-se, em bom número. Fiquei sentado junto ao pai do Bruno Sousa que me confidenciou que o filho tem esperança de voltar ao SC Beira-Mar em Dezembro... O Bruno, que defendeu a baliza do Pampilhosa na primeira parte do jogo, mostrou muita segurança e teve ainda tempo para brilhar com uma defesa espectacular que evitou o golo do Beira-Mar. Ao intervalo, o SC Beira-Mar perdia por 1-0 e o resultado só pecava por escasso para a equipa da casa. Acabei por passar o intervalo junto aos jornalistas que habitualmente acompanham a vida do clube. Para desanuviar, em jeito de brincadeira, comentava-se que a equipa do Beira-Mar devia estar quase a chegar. Carlos Oliveira, do jornal Record, confessava mesmo já sentir saudades do Malá!
Procurando ser frio e realista, o jogo com o Pampilhosa estava ao nível dos jogos contra a Ovarense e o Oliveira do Bairro. Fraquinhos... A equipa das "reservas" e dos jogadores à experiência (foram todos dispensados - e bem - por Augusto Inácio), mostrava não possuir argumentos colectivos nem argumentos individuais para assumir o jogo. A aposta em Artur para a segunda parte revelou-se, à semelhança do que já tinha acontecido em Oliveira do Bairro, positiva. O Artur começa a demonstrar uma maturidade em campo interessante. A forma como procura puxar a si o comando do jogo ofensivo da equipa deixa a entender que temos ali jogador. O golo que marcou, perto do final, acaba por ser um justo prémio para ele e para a aposta do treinador nos jovens jogadores da casa. Relembro que o "Bolachinha" (alcunha do Fábio Semedo) tinha marcado o golo da vitória do Beira-Mar em Oliveira do Bairro. Enquanto a "prata da casa" parece ter assegurado lugar no plantel, os jogadores à experiência receberam "guia de marcha" - já não era sem tempo!
Ontem, na Pampilhosa, soube também que o Labarthe (recente contratação do Sporting) assinou por uma época pelo Beira-Mar. Parece-me a mim que, quanto a créditos, Augusto Inácio não podia pedir mais à direcção. Espero que o jogador se adapte ao Beira-Mar e ao futebol português e seja o maestro desta orquestra que tem deixado transparecer muita descoordenação.
Nota (1)
No Sábado, o SC Beira-Mar foi a Arcos de Valdevez vencer o Atlético local por 0-1. Eu não escrevi nada sobre esse jogo porque não fui ver. Contudo, o meu amigo Hugo, presidente dos Ultras Auri-Negros, esteve lá e contou-me que a exibição da equipa (que jogou com os prováveis "titulares"), mais uma vez, deixou muito a desejar. São palavras de quem lá esteve...
Nota (2)
Ainda hesitei se devia escrever sobre isto. No final do encontro na Pampilhosa, os jogadores do Beira-Mar ficaram no relvado a fazer exercícios de alongamento. Augusto Inácio era, pelo seu mediatismo, um dos maiores focos das atenções dos populares. A dada altura, um senhor já idoso, dirigiu-se a Inácio dizendo-lhe que com aquela equipa que tinha jogado na Pampilhosa, o Beira-Mar ficaria praí em sexto ou sétimo da classificação na Liga de Honra. A reacção de Inácio, com ar de quem tem o rei na barriga foi "Você deve perceber muito de futebol...". Sem querer estar aqui a entrar em mesquinhices, o senhor era um adepto do Pampilhosa e limitou-se a dar a sua opinião em relação ao que tinha acabado de ver. É claro que Inácio sabe que apresentou uma equipa de reservas e jogadores à experiência mas, a maioria do público presente, afecto ao Pampilhosa pouco se importou com isso. O senhor que se meteu com o Augusto Inácio pode não perceber nada de futebol, mas foi educado e tinha idade para ser pai de Inácio. O treinador do Beira-Mar podia e devia ter sido mais elegante na resposta ao senhor. No final da época, oxalá se prove que o senhor não percebia mesmo nada de futebol!

0 comments: