Arquivos

sexta-feira, 5 de agosto de 2005

Sem criatividade, sem inspiração, sem classe...

Fui a Oliveira do Bairro ver este jogo-treino do Beira-Mar na expectativa de ser surpreendido por algum dos novos jogadores ou um dos muitos (quase todos negros e com nomes esquisitos - não interpretem esta observação como sendo racista p.f.!) à experiência. O SC Beira-Mar venceu o treininho mas não convenceu. Apesar de ter alinhado com a equipa das "reservas" (esta denominação não é da minha autoria... aliás, é o próprio Inácio que tem proporcionado esta espécie de divisão entre os "titulares" e os "outros" que eu pessoalmente não concordo, mas eu também não sou o treinador), esperava que a equipa que aspira à subida ao principal escalão do futebol português controlasse as operações (não apenas o resultado). A verdade é que o jogo foi muito mal disputado. Muitos passes errados e jogadores desinspirados (talvez fosse do calor e do ambiente abafado provocado pelos incêndios...). Não gostei. Ainda bem que a direcção do Oliveira do Bairro não cobrou bilhete! O melhor do jogo acabou por ser o golo do Fábio Semedo. Uma boa jogada individual concluida com uma remate colocado sem qualquer hipótese de defesa para o guarda-redes da casa.
Jogadores à experiência
Nem me atrevo, pelo menos para já, a tentar pronunciar os nomes. São vários os jogadores que a poucas semanas do início do campeonato vestem à experiência a camisola do SC Beira-Mar. Não me parece muito prudente e penso até que muita gente no balneário não ajuda ao entrosamento nem à criação dos automatismos próprios de uma equipa (entendo equipa como um conceito prático, não apenas como um conjunto de jogadores). Após a dispensa de "Val" e encontrando-se disponível para observar tantos jogadores, será que Augusto Inácio está céptico em relação à qualidade do seu plantel?

0 comments: