Arquivos

domingo, 12 de novembro de 2006

A experiência dispensa possíveis conselhos

Envolvido actualmente em acções de formação promovidas pela Associação Nacional de Treinadores de Futebol e pela FPF, que o obrigaram a deslocar-se recentemente à República Checa e a Itália, Vítor Urbano ainda não teve a oportunidade de trocar dois dedos de conversa com Carlos Carvalhal, desde que o segundo trocou de emblema. "Temos um óptimo relacionamento. Ainda não lhe telefonei, pois estive fora do país nos últimos dias, mas conto conversar com ele muito em breve para felicitá-lo", assinala o treinador, para quem Carvalhal terá tudo para dar certo. "Pelos conhecimentos que tem, pelo currículo e pelo seu espírito de liderança, julgo que será o homem certo para o Beira-Mar. Tem uma carreira curta, mas cheia de óptimos resultados", lembra. Quanto a eventuais conselhos a dar ao amigo, não serão necessários. "Já tem experiência suficiente para resolver os problemas sozinho", justifica.
in O Jogo

3 comments:

Anónimo disse...

Parabéns pelo encerramento da CENSURA, O "SOL" quando sai pode ser lido por todos
C. Vivente M. Vale

N. Cruz disse...

Quando as pessoas têm categoria, isso vê-se nas mais simples declarações... Boa bola, Victor, honras-te a ti e ao clube onde te formaste como desportista!

Anónimo disse...

ignorantes seremos nós se dermos importância a certos comentários que por aqui ou ali circulam..acho que não se devem comentar ou se quer ler comentários destrutivos de quem não tem mais nada que fazer a não ser dizer mal..

eu sou o primeiro a manter o anonimato..não o uso para contra o beira [jamais o faria] mas sim como "preguiça" em fazer loguin e por motivos profissionais!..penso que não há mal algum em o fazer até porque tanto eu como outros que usam o anonimato não o usam para tal fim!.