Arquivos

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

...

Às pessoas que me têm enviado e-mails e sms, apresento o meu pedido de desculpas por não responder a alguns de imediato. Estejam certos que todos merecerão resposta cuidada em momento mais tranquilo. No entanto, agradeço-vos a confiança que têm depositado e podem ter a certeza que guardarei absoluto sigilo sobre as identidades das pessoas e o conteúdo das vossas mensagens.
Acreditem, caros sócios, que a situação interna do Clube tem contornos dos quais não conheço precedentes. Acompanhei de perto, enquanto responsável pelos Ultras Auri-Negros, o período de "desgraça" da direcção de Mano Nunes e estou em condições de afirmar que o pior dessa altura é menos grave que o melhor de agora.
Como é óbvio, pelo que o Beira-Mar significa para mim, por aqueles que ao longo dos 85 anos de História muito fizeram pela Instituição e por todos vocês que como eu desesperam, farei o que estiver ao meu alcance no sentido de mobilizar a atenção da massa associativa e das forças vivas da região dentro das minhas possibilidades.
Estou seriamente preocupado com o clima que se vive no Clube, pois tenho a plena noção que há várias pessoas que se mantêm em funções por "obrigação" mas que há muito desacreditaram na gestão desta direcção. Lamento, ainda mais, que alguns elementos de qualidade desta direcção estejam nesta altura "amarrados" ao barco, pois conheço-os e nem preciso falar com eles para saber o que pensam sobre o rumo que está a ser seguido.
Esta semana seguirá o meu pedido de demissão do Conselho Geral, órgão consultivo do Clube que tem sido constantemente desprezado e que foi completamente ignorado pela direcção nesta parceria com a "Inverfutbol".

25 comments:

Anónimo disse...

Nuno.
Nunca desistas da verdade, doa a quem doer.
Caímos numa armadilha ditatorial de oportunistas e mentirosos.
O bacalhau, e os anti-gripais, não entram no Beira Mar.
O que se está a passar no nosso Clube, é um momumental escandalo.

Anónimo disse...

Ontem como hoje, VOLTA, Mano Nunes.

Reconhecida a melhor Direcção de sempre, não deixes morrer o nosso Beira Mar.

Tinha-mos orgulho de ser o único Clube da Liga, com a situação financeira positiva.

Anónimo disse...

Meus caros a agonia financeira é de tal ordem, que bloqueia o descernimento da direcção.
Esse sim é o problema mais sério.
Estamos perante pessoas com responsabilidades enormes e de consequencias inimaginaveis.
Já disse que os resultados desportivos são importantes mas não decisivos para o clube, agora a actual situação financeira é gravissima para os dirigentes e futuro do clube.
Francisco Naia

Anónimo disse...

O jornal a BOLA andou desde a passada quarta-feira a publicar que Carvalhal ia sair. Todos meteram a cabeça na areia, incluindo Carvalhal. Como sócio estou muito revoltado, não com a saída do treinador porque isso faz parte da vida dos clubes. Mas pela forma como o processo foi conduzido, com José Cachide a fazer o último e hilariante acto desta comédia que dá vómitos. Ainda ontem, de acordo com a Bola, Cachide afirmava que Carvalhal era treinador do Beira-Mar que ia continuar, e mais, que ia com ele até ao fundo do poço. Agora, se não se demitir não tem ponta de vergonha. Viva o Beira, SEMPRE

Anónimo disse...

Volta Mano Nunes e repera o clube da falencia quer desportiva quer financeira!

Anónimo disse...

E o Presidente da Assembleia Geral,
não tem nada a dizer?
É cumplice com tal situação?
Não dá satisfação aos sócios?
Esperamos resposta.

Anónimo disse...

O Presidente da AG que tem responsabilidade a nível do clube e a nível social, um beiramarense convicto tem de convocar nova AG e demitir esta Direcção depois de eles se responsabilizarem pelas dívidas. Ainda há menos de 1 mês o Sr Presidente da AG, General A. Graça criticava os sócios que abandonavam o barco quando o beira mais precisava e apelou á união de todos para fortalecer o BM; e agora o Bm está entregue a um bando de abutres que quer levar a todo o custo o dinheiro que lá investiram por falta de categoria, falta de gestão e planeamento e de estofo empresarial. Esse Cachide mentiroso, o Artur Pastilhas, o Caetano Escondido do IPam, o C. Nuno,Bronco e o Orlando, TóTo´, que vão para os Montes Hermínios ajudar o Caxide a guardar cabras e a ordenhar ovelhas que é o melhor que ele sabe fazer e nem é digno de ser gafanhão. O Sr Presidente da AG tb é responsavél demita já esta Direcção que são uns autenticos vendilhões do templo. Que volte o Mano,o Roque, o João Sousa, O Paulo, o Tercio, e o grande Antóno Sousa. Antes na 2ª Divisão e Honrados do que na 1ª e vendidos. Olhó Farense. O 1º de dezembro está de volta! Atirem-nos ao mar e ... diz que os emperrarem.
Carlos "Parte Tudo"

Anónimo disse...

Força Nuno Quint Martins, André Apolinário, juntem-se aos bons e formem uma lista e e mandem esses fedorentes guardar cabras!
Diogo Cunha

Anónimo disse...

Vamos Tércio, A. Sousa e Mano.
Beiramarenses

Anónimo disse...

RUA COM ELES POR FAVOR...
Se tivessem vergonha ja se tinha demitido. O que eu pergunto é , o que e' que o "socio" pode fazer num momento desesperante como este ??
Mostrar descontentamento ?? NAO CHEGA
buLLy

Anónimo disse...

Será que estes senhores podem efectuar estes tipos de acordos sem consultar os sócios?
pmic

Anónimo disse...

Assembleia geral já.

Anónimo disse...

Ouvi as declarações de José Cachide à Terranova ontem, após o jogo com o Santana e fiquei com a clara sensação, ou melhor, com a certeza, de que o responsável pelo futebol do Beira garantia a continuidade do Carvalhal. De lá para cá, de ontem para hoje, o Carvalhal não orientou um treino e não perdeu ou ganhou algum jogo. O que quer dizer que José Cachide, a Direcção no seu conjunto, ou alguém tomou essa decisão. Não terá sido José Cachide, pois não se ia desdizer tão facilmente. A Direcção também não teria motivos para fazer o despedimento do treinador após uma vitória robusta, a mais expressiva da eliminatória. Resta-nos, então, admitir que foi o futuro parceiro a estabelcer a demissão do técnico de futebol. Terá sido, então, uma parte ilegítima do Clube a tomar a decisão e não a Direcção, eleita pelos sócios. E como é verdade que a parceria não constava do programa eleitoral da actual equipa directiva sente-se que este processo está a ferir a comunidade beiramarense e a ausência de explicações por parte da Direcção acentua o desagrado e o desânimo dos sócios e simpatizantes. Estamos habituados a que os dirigentes desportivos sirvam os clubes, que são agentes sociais, e não os utilizem. Claro está que não se ignoram as novas realidades de gestão e estamos dispostos a aceitar aquelas que protejam os objectivos que correlacionam os clubes com as terras e as suas gentes, mas custa fazê-lo quando se privilegia a política do facto consumado em detrimento do envolvimento e da participação dos associados nas questões nucleares da vida deste Clube.
Prefiro sempre que não se fomentem guerras pessoais, somos todos beiramarenses que amam o seu clube. Mas, não se pode deixar de exigir a esta Direcção explicações e ao Sr. Presidente da AG a marcação de uma reunião extraordinária para debater um momento tão delicado na vida do SCBM.
A.Pinto

BANCADA DIRECTA disse...

Também eu meu amigo, estou surpreendido, mas pela forma como tudo isto foi conduzido.Não é a melhor forma de estar num clube..
por isso em Bancada directa sou duro e critico quanto baste a esta situação, também pela forma como foi conduzido o despedimento do treinador... e quanto a este ultimo comentario em que fala que nao alturas para guerras pessoais, mas nao sao guerras pessoais, mas sim institicionais, em que a verdade e credibilidade de um clube está em jogo..

Bem Hajam

BANCADA DIRECTA disse...

E Nuno, concordo contigo, nao estari numa situaçao como a tua..És um Homem com H grande, abraco de ser teu amigo.

João Figueira disse...

Não vale a pena ser sócio do SCBM. Para quê? Tudo de decide à revelia dos sócios a bel-prazer de empresas estrangeiras que mais não fazem que zelar pelos seus próprios interesses e não os dos clubes. BOLAS! já se teve um mau exemplo com a STELLAR GROUP e agora fazem o mesmo? E os sócios, feitos palhaços neste circo, a tudo assistem de boca aberta sem poder reagir! Só não entrego o meu cartão de sócio, porque a instituição SPORT CLUB BEIRA-MAR é mais que um clube de futebol e mais que os "artistas" que se dizem dirigentes e que estão à frente do clube. Agora pergunto: Então, afinal, para que sevem os sócios? Só para pagar cotas? Para pagar ordenados principescos num clube que diz que não tem dinheiro? Quem puder, que responda que eu já não sei. Um bem haja a todos os beiramarenses e que comigo e outros, como o Nuno, partilham a dor daquilo que está a acontecer ao nosso clube.

Anónimo disse...

Devia-se era realizar uma manifestação no EMA, no dia e hora de apresentação do novo técnico.
Não uma manifestação contra o novo treinador, mas sim uma manifestação contra a actual direcção.

É hora de "pegarmos" no Nosso Clube! O Clube é dos sócios e não de uns quaisqueres que vão para lá e estragam o bom trabalho feito.

Metam os olhos em outros clubes!!

S. Antunes

Anónimo disse...

Não. Mano Nunes não. Então porque perdeu as eleições? Peditório para quem já demos não. "Venham mais cinco..."
Devíamos prestar homenagem a Carvalhal, já que não podemos fazer mais nada. Inácio "deu de frosques" quando percebeu que nada podia fazer (e teve toda a liberdade de acção pelo que temos lido).Carvalhal veio pegar no lamaçal que Inácio deixou dizendo que se ficasse também esperava ir ás "compras" para reciclar a equipa. Carvalhal pega numa equipa desmotivada, atabalhoada sem garra, com lesionados importantes...apenas grande em quantidade. Para tudo é preciso um tempo. Agora que parecia que o barco começava a navegar, puxam o tapete ao homem. Pôrra se não é do cu é das calças...Haja serenidade, calma. Estou a ler neste momento na televisão em rodapé que Carvalhal vai ficar no clube com outras funções. Já não entendo nada. Façam o que quiserem desde que seja o melhor para o Beira-mar.Neste momento é a única certeza que tenho relativamente a opiniões. A partir de agora calo-me.
Uma ex-atleta do Beira-Mar e sócia do clube.

Anónimo disse...

O ex-atleta, sabe pouco da vida do clube, porque o Mano Nunes nunca perdeu eleições, demitiu-se por honrar a sua palavra e ter cometido o erro da setellar.
Peça a alguem que o ilucide.

Anónimo disse...

A ex atleta...a elucide...Já me calei, pronto.

Anónimo disse...

Há que reconhecer, que o Mano Nunes teve uma atitude que só o dignificou,honrou a sua palavra e entendeu que não havia vontade dos sócios na sua continuidade com dirigente do clube.

Julgo que esta direção além de não ter palavra (com todas estas mentiras) também já deveria ter entendido que não é vontade dos sócios a sua continuidade a frente dos destinos do nosso clube.

Sérgio Lopes disse...

Bem, nem sei que diga...
Primeiro que tudo, quero transmitir a minha tristeza com esta situção.
Assim, nenhum clube na situação financeira e desportiva do Beira-Mar, consegue reequilibrar-se.
O que aparentemente é barato sai caro mais tarde o mais cedo.
Será que os Ultras Auri-Negros, enquanto grupo de ADEPTOS e SóCIOS do clube vão continuar impávidos e serenos perante isto?
Será que, depois de um acumular de situações promíscuas provocadas pela direcção do Beira-Mar, chegando ao cúmulo jamais imaginado, a direcção dos Ultras Auri-Negros continuará a não reagir de forma adequada e verdadeiramente significativa, no Estádio, no TOPO NORTE, fazendo ouvir a sua voz descontente?
Numa das ANzines em que tive o prazer de trabalhar, em entrevista, Augusto Inácio disse, não exactamente por estas palavras, que o papel de uma claque não é subjugar-se de forma passiva à direcção do clube que apoia.
Por favor, não deixem que o senhor tenha razão. Dêem provas de que os Ultras Auri-Negros não são uma dessas claques.
Saudações BEIRAMARENSES!

Anónimo disse...

Aguardo com expectativa as declarações do sr. Cachide.
É pior que o Pimenta Machado, o que era vedade agora é mentira uma hora depois.
Isto não é uma direcção isto é "UMA ESPÉCIE DE DIRECÇÃO"
Nartanga

Anónimo disse...

pouco barulho!

Anónimo disse...

Eles vão-se auto penitenciar pelos erros cometidos