Arquivos

sábado, 20 de janeiro de 2007

Reunião positiva

Gostei do ambiente de "tertúlia" que pautou a 1ª reunião do M1922. Tenho pena que algumas pessoas que serão fundamentais para a dinâmica do Movimento não tenham podido estar presentes, mas certamente não faltarão outras oportunidades. Mesmo assim, a plateia contou com mais de meia centena de associados. Um número interessante, tratando-se da primeira iniciativa do Movimento.
A reunião serviu, essencialmente, para apresentar os propósitos do M1922. Apesar do tom crítico que dominou a maior parte das intervenções em relação à actual gestão do Clube, se alguém se deslocou ao auditório do IPJ a contar com um Movimento com o exclusivo propósito de "oposição" enganou-se. Somos pessoas responsáveis, desinteressadas e independentes. Não alinhamos em folclore. Daqui para a frente, estaremos vigilantes e não deixaremos de tomar posição sobre as questões que consideramos fundamentais para a vida do Clube. A propósito desta 1ª reunião, será elaborado um documento com as principais críticas/propostas que resultaram do encontro, devendo ser constituída uma comissão do M1922 que se encarregará de o apresentar à direcção.
Futuramente, o M1922 realizará outras iniciativas e apostaremos mais na divulgação. Este foi apenas o primeiro passo em prol da união dos sócios.
Secção de futsal emite comunicado
Trata-se de mais uma situação lamentável no seio do nosso Clube. Estamos a falar da equipa de júniores que está a realizar um campeonato fantástico. Nem tenho palavras...

16 comments:

Anónimo disse...

Nuno, importante foi quem lá esteve. Quem não foi é porque o movimento não lhes diz nada, e esses dispensamos.

Força com esse projecto.

Anónimo disse...

Um tremendo "flop" esta reunião, e, pelo que se viu, assim será o próprio M1922.

Talvez as expectativas fossem excessivas, mas o que por lá se viu foi alguma necessidade de plateia para se fazerem ouvir, muito lamento, muita crítica gratuita. Uma tertúlia, como bem reconhecem, i.e., depois de tudo dito, espreme-se e a laranja está seca.

Não se viu uma perspectiva real e actual do futebol, como indústria que actualmente é, que arrasta milhares de pessoas para os estádios, faz correr muita tinta nos media e alimenta muitos jornalistas e elege é destrona políticos.

Não se viu uma uma perspectiva clara e moderna sobre o associativismo desportivo não profissional.

Um tremendo "flop"... Afinal, a oposição está rigorosamente ao nível da posição: frouxa, antiquada e sem ambição.

É este, afinal, o dirigismo beiramarense que temos e que viremos a ter no futuro, pela amostra agora posta a nu.

Baixemos as expectativas e vivamos com o que temos. Afinal, provalvelmente o país não tem dimensão para mais do que três equipas modernas e estruturadas.

Amanhã, lá estarei a apoiar a rapaziada que vai suar no relvado. Eles é que nos proporcionam o grande espectáculo que é o futebol.

Força Beira Mar

Elias Roberto

Nuno Q. Martins disse...

Caro "Elias Roberto";

Se esteve na reunião, gostava de ter ouvido as suas ideias. Teve oportunidade de falar...

Insiste na tecla "oposição"... o que me faz acreditar que nem sequer lá esteve ou então a sua inteligência é limitada e não foi capaz de perceber nada do que ouviu.

Lamento.

Anónimo disse...

Caro Nuno Martins

Aprecio o seu voluntarismo.

Não vislumbro em si sagacidade ao rejeitar valor a opiniões que divergem da sua.

Acho lastimável e reprovo que use o insulto como argumento.

Perante tal, saio do debate, com a mesma elevação com que entrei e nele tenho participado.

Desejo-lhe, e ao M1922, os melhores sucessos, desde, e apenas, se forem convegentes com o engrandecimento do Beira Mar.

Com cordialidade

Elias Roberto

Anónimo disse...

Sr. Elias Roberto, "FLOP" tem sido a gestão desta direcção.

Nuno, como disse aqui num comentário não me foi possível estar presente, para além do que li aqui, não sei mais nada dos assunto tratados, mas gostaria de saber se não são da opinião da marcação de uma A.G. extraordinária para esclarecimento de todo este acordo ou parceria como lhe queiram chamar.

Fico preocupado com os empréstimos sem juros ao espanhol (Cursach) que o nosso inteligente director referencia na entrevista.

Já pensaste em que situação ficará o clube quando estes senhores forem embora e o Beira ficar com empréstimos ao tal Sr. Espanhol?

J.P.

Anónimo disse...

Pelos frouxos comentários "a mentanha pariu um rato"
Luis paulo - eu não estive lá, como disse cumprir.

Anónimo disse...

Isto é simples ... se não nos unirmos ... o Beira-Mar é gerido até á falencia ... eu amo este clube e se o Beira-Mar tiver mesmo que acabar, terei a consciencia limpa porque fiz tudo o que estava a meu alcanse para o evitar! ouço muita arrogancia acerca de um movimento que visa melhorar e reanimar a vida do clube. Quem anda para ai a criticar eu gostaria a resposta a uma simples pergunta: "Voce fez alguma coisa para ajudar o beira-mar desta situaçao, ou vai continuar sempre com os braços cruzados e desencorajar quem faz para mudar toda esta lamentável situação?"

Rúben Marinho

PSousa*Bancada Directa* disse...

Bem, acho que toda a situaçao actual do beira-mar, esta a fazer baixar o nivel de muitos pessoas, e pelo qual tenho imenso respeito, mas em muitos blogues beiramarenses, a discusão deveria de ser benéfica e em prol do clube, mas está a tornar-se critica e prejudicial, e nào é nada bom.
Acho que na vez de existir uniao, esta haver divisao..
Mas o movimento é de louvar desde que seus intuitos sejam ajudar o clube e unir seus adeptos em peol do mesmo, e parece que isso foi feito , por isso, nada a dizer.

Já agora esta divergencia de ideias tem um comentario em bancad Directa.
Abraco

Anónimo disse...

O país tem capacidade para ter mais que 3 equipas modernas e estruturadas, a mentalidade dos potugueses é que muito fraca, são de um dos 3 ditos grande e só depois aparece o (ùnico) clube que eles deveriam apoiar e amar... enfim neste aspecto sr. Elias Roberto somos tambem um país "exemplar".

Vitor Peixoto

Nuno Q. Martins disse...

Caro Elias Roberto,

Acho muito bem que contribua para o debate. Lamento apenas que não tenha feito na própria reunião se esteve lá. Diga-me, com frontalidade, o que o demoveu de usar a palavra?

Compreenda a minha reacção dura, mas depois de todos referirmos que não somos nenhum Movimento de oposição a ninguém, as suas palavras tiram do sério qualquer santinho.

Em relação à perspectiva moderna, penso que os sócios foram claros na defesa de um Clube eclético, dinâmico e que envolva a sua comunidade em detrimento de uma "grande" equipa profissional de futebol de um magnata qualquer.

Acima de tudo, o Clube como instituição da sua comunidade, democrático e cuja viabilidade assente nesses pressupostos. É possível se quem dirigir o Clube trabalhe neste sentido e não no sentido de auto-promoção mediática dos próprios dirigentes através do futebol.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

intervalo: Beira 2-0 Louletano

Beira a jogar com 9 por expulsões dos avançados Leitão e Roma.

Anónimo disse...

Final: 4-2 para o beira

De realçar os 3 golos de Rui Lima, todos de grande penalidade.

Anónimo disse...

Então não foram 4??

Anónimo disse...

Que lindo é ver esta beira mar na merda... já podem mudar o nome do clube para beira-merda LOL

Anónimo disse...

Discordo!

Anónimo disse...

M. (movimento) E. (excretor) R. (revolucionário) D. (democrático) A. (Aveiro). Logo: M.E.R.D.A. Eureka! Descobri! É isso não é? Acertei. Twenho direito a um bilhete de borla...eu não vou pagar 7 euros. Já ganhei! Não há nada como fazer uma visita por estes sítios