Arquivos

quarta-feira, 21 de março de 2007

FUTSAL: Estamos em primeiro!!!

Tal como tinha referido na semana passada, o jogo frente ao CS São João seria muito importante para as aspirações do Beira-Mar. Ao vencer categoricamente por 4-1, a equipa de José Romão (voltou ao banco de suplentes depois de algum tempo de ausência devido a problemas pessoais) beneficiou do empate do Lamas Futsal em Cernache e ascendeu ao primeiro lugar da classificação.
Desta forma, o sonho de nova subida de divisão começa a ganhar contornos bem reais dependendo apenas da prestação da equipa auri-negra para ser conseguido.
A próxima jornada, a ser disputada no dia 1 de Abril, reserva um importantíssimo Lamas X Beira-Mar, ou seja, segundo contra primeiro! As duas equipas do distrito que ascenderam esta época aos nacionais estão a surpreender e são, nesta altura, os dois principais candidatos a subir à 2ª Divisão. No entanto, CRECOR, Gafanha e Oliveirense Futsal ainda terão uma palavra a dizer nesta luta. (ver classificação)
Por último, não posso deixar de referir o excelente campeonato que a equipa de júniores do Beira-Mar está a efectuar neste seu primeiro ano de competição. Este fim-de-semana recebeu e venceu (5-0) o Novasemente e está apenas a 4 jogos (até podem ser menos) de se sagrar Campeão Distrital e garantir presença nos nacionais. (ver classificação)

3 comments:

bruno matias disse...

Gostava de saber a tua opinião à entrevista do Alcaráz ao Record. Se o capitão ta tão preocupado em assinar pelos espanhoís e se o Beira descer quer sair, o que dizer do resto do plantel...Onde isto já chegou...

Nuno Q. Martins disse...

Caro Bruno Matias;

Em relação ao conteúdo, a entrevista do Alcaraz não me surpreende. O sentimento é comum a outros jogadores do plantel. O Beira-Mar é, nesta altura, um clube sem projecto (não posso chamar projecto ao assalto ao clube que está a ser perpetrado pelo Sr. Cursach em conluio com a direcção). Assim sendo, é normal que face a um cenário de hipotética descida de divisão, os jogadores mais valiosos do plantel (aqueles que têm vínculo com clube), tendo mercado, prefiram rumar a outras paragens. No caso do Alcaraz, a situação é ainda mais premente pois o seu contrato termina no final da presente época tornando-se um jogador livre.

O único facto surpreendente desta entrevista é a frontalidade do próprio Alcaráz. Não esteve com papas na língua. Mostra bastante verticalidade e a Inverfutbol, para ficar com ele, terá que lhe pagar muito bem. No entanto, deixou bem claro, mesmo que assine pela Inverfutbol, se o Beira-Mar descer, não fica em Aveiro.

Caro Bruno, numa embarcação sem rumo e sem timoneiro, qualquer marujo que tenha família para sustentar salta fora antes que ela afunde...

Cumprimentos.

Anónimo disse...

A procissão ainda vai no adro!
Mas o A.Filipe, queria acabar com a modalidade que a ex-direcção lhes deixou!
Parabéns, FUTSAL.