Arquivos

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Alguém leu ABOLA hoje?

(clicar na imagem para visualizar melhor)

19 comments:

Nuno Q. Martins disse...

João,

Apreciei a rendição do autor. Uma manifestação de maturidade! Sem dúvida! :)

Abraço.

Ricardo Pires disse...

Gostei de apreciar o amor do autor (desculpem mas não o conheço) ao SC Beira-Mar.

Mas, infelizmente, existe uma coisa que me deixa triste. Não sei se triste será o melhor termo, mas, cada vez mais, não há beiramarenses a 100%. E quem diz beiramarenses, diz outros clubes sejam eles da I ou II Liga.

Fico triste por ver pessoas que são do Clube X e do Clube Y. O SCBM a mim enche-me por inteiro. A mim só existe o SCBM.

Infelizmente em Portugal todos que têm que ser dos «3 estarolas» ou então somos colocados "à margem".

Como apreciador do futebol inglês, o qual já tive oportunidade de ver ao vivo alguns jogos, acho que nos faz muita falta aquela cultura. Para bem do futebol nacional é bom que comecemos a mudar de mentalidades.

Anónimo disse...

ISTO HÁ COINCIDÊNCIAS MUITO GRANDES

Este Sr. adepto ferveroso pelo Nosso BEIRA MAR precisou de sair de Aveiro para se identificar ainda mais com a (nossa)sua região e gentes. Saudosismo tal como eu.
Pena tenho eu que outros aveirenses não pensem assim para ajudar o nosso Clube.

Agora que vive em Lisboa só pensa no Beira Mar e eu pergunto:
Não quererá dizer que se um dia o nosso Beira se "se lapidasse" teria por opção as cores verdes?

Tenho a mesma opinião em relação à Académica e já agora inclua o Porto no mesmo saco.

Cantemos pelo nosso BEIRA MAR
Homem da Ria

PN disse...

Muito bom artigo! Gostei imenso! Aliás quando sair do pc vou comprar A Bola. Obrigado Vitorino pela opinião e obrigado João por a partilhares connosco!

PN disse...

E já agora Vitorino: DOMINGO TODOS AO ESTÁDIO!!!

JMO disse...

Tenho um feeling que a conversa que o autor teve no Hospital, pelo teor, só pode ter sido com o Dr. Miguel Capão Filipe :)

Sim, é de cartas destas que o SC Beira-Mar mostra a sua verdadeira existência.

Anónimo disse...

Ainda há quem duvide da força do Sport Clube Beira Mar?

NC disse...

Esta crónica tocou-me...talvez porque também eu comecei a ser do Sporting, depois, aos dez anos, ao descobrir a cidade, passei a ser também do Beira Mar, continuo a gostar dos dois, mas quando o Sporting joga com o Beira Mar é o cachecol amarelo e preto que levo ao pescoço. As raízes...

André Raio disse...

Boa noite.
Algum motivo pelo meu comentário não ter sido aceite?

Rui Almeida disse...

fantastico texto...o beira mar é mesmo grande..como o ricardo pires diz,e muito bem,teem de se mudar mentalidades no nosso país..nao tenho duvidas que o beira mar tem capacidade para um dia chegar ao patamar que esta na actualidade o sporting de braga,a nossa cidade em termos de populaçao nao é nada inferior a de braga.mas claro,primeiro é preciso o povo "crescer" sem querer ofender ninguem!

João disse...

Aceitei todos os comentarios que chegaram à caixa. Algo de errado deve ter acontecido

Cumprimentos, Joao

Anónimo disse...

Será que a maré virou?
Será que quem vive na região de Aveiro acarinhe os seus clubes?
Será que deixamos de ser do terceiro mundo?
Acredito que sim!
Vieira Santos

Ricardo Pires disse...

Atenção, não quero que levem a querer no comentário que fiz que sou contra os beiramarenses que também gostam de outros clubes! O Beira-Mar precisa é do apoio de todos!!

Mas fico muito chateado, aquando dos jogos com os «3 estarolas», de ver sócios do SCBM com dois cachecóis e a festejar os golos da equipa adversária. Irrita-me mesmo.

Anónimo disse...

Grande Vitorino
O Beira está contigo.

Anónimo disse...

Uma boa confissão!

Os meus desamores também vão para os clubes para quem o vento sopra sempre a favor (vejam o que estão a fazer ao Braga ...)

SEMPRE E SÓ BEIRA-MAR!


MLP

André Raio disse...

É bom ver bairrismo e amor ao clube da sua terra, ainda que, neste caso, o "bichinho" do mágico Beira-Mar, tenha despertado mais tarde.
Deixo aqui um exemplo que, talvez, não seja tão descabido do post em si:

http://worldultra1993.blogspot.com/2010/01/portugal-fim-dos-ultras-templarios-do.html#comments

Os Ultras Templários, como muitas outras claques, têm como base o apoio ao seu clube, sendo que, na grande maioria dos casos, os seus integrantes só têm (ou deveriam ter) um único clube, uma única paixão.
Infelizmente os "3 estarolas", como o Ricardo Pires mencionou e bem, continuam sobre tudo e sobre todos, o que entristece qualquer adepto como eu, que adora a sua cidade, o seu (único) clube e sobretudo, o que pode ver,"tocar" e apoiar, sem ser pela televisão e pelos jornais.
Prefiro ver 1000 beiramarenses no estádio como eu e o Beira-Mar na II, III, distritais, etc divisão, do que 15.000 na festa da subida.

Acorda Aveiro!

AR disse...

Cai-se frequentemente na velha questão de criticar os adeptos do Beira Mar que são também adeptos dos chamados clubes grandes. Tempo perdido e muita falta de razão, porque se esquecem que quase sempre se é primeiro adepto do tal clube grande e só depois surge o Beira Mar. É assim que se vive o futebol em Portugal, não vale a pena querer o impossível, todos ou quase todos os miúdos são levados a ser do Benfica, do Sporting ou do Porto quando lhes dão uma bola e isso acontece numa idade em que não são eles que escolhem, é alguém que escolhe por eles e os catequiza...e os primeiros amores nunca ou quase nunca se esquecem. É uma batalha perdida pretender que se esqueça o tal estarola de que gostamos desde o primeiro olhar para uma bola. Fortalecer a ligação ao Beira Mar sem querer fazer esquecer o outro, isso sim, é possível, realista e desejável. Pedir a lua, não...é perder tempo e desiludir-se.

AR disse...

Vi hoje na Avenida um carro a circular com altifalantes a tocar a marcha do Beira Mar. É uma iniciativa válida que, contudo, deve ser melhorada, nomeadamente: os altifalantes limitavam-se a transmitir a marcha, sem qualquer outra mensagem, a qualidade do som é fraca e não se percebe logo à primeira o que é que sai dos altifalantes. Vi à esquina do Zig Zag pessoas a interrogar-se o que era aquilo. É fundamental que sejam transmitidas mensagens de apelo ao apoio ao Beira Mar, à comparência aos jogos, etc. Por outro lado, inserir no próprio carro ou em cartazes colados mensagens curtas escritas em letras grandes ajudava. Se a cidade não vai ao Beira Mar, tem o Beira Mar de ir à cidade e esta é uma boa maneira de lembrar à cidade (e arredores) que o Beira Mar existe, é o maior símbolo de Aveiro e precisa de apoio.

Anónimo disse...

No site da Terranova já anunciaram uma "discussao" sobre as SAD's em Portugal, com especial atenção para o caso do Beira-Mar. Gostava de saber se esta discussao sera aberta ao publico ou se sera para publico exclusivo.

Hugo