Arquivos

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O ciclo que ai vem

Até ao fim de Janeiro, o Beira-Mar tem pela frente um ciclo venenoso de dez jogos na Liga de futebol. Quatro jogos em casa e seis fora, sendo que dos quatro em casa dois serão contra Benfica e FCPorto.
Duro, muito duro, tendo em conta que dos sete pontos que conquistamos só um foi fora de portas. Duro, muito duro, se olharmos bem para o ciclo, que engloba dupla jornada fora de portas sempre seguida de recepção a um dos grandes: ida a Braga e Olhão com posterior visita do Benfica em Novembro; ida ao Nacional e Leiria com posterior recepção ao FCPorto em Janeiro.
Nas últimas quatro épocas, com 16 equipas na Liga, foram precisos respectivamente 24, 25, 26 e novamente 24 pts para garantir a manutenção. Fazendo as contas, dá menos de um ponto por jornada, que é a média da equipa actualmente.
Tenhamos confiança no futuro da equipa. O ciclo é duro mas nós temos e demonstrámos até agora qualidade. Todos sabemos que em futebol não ganha quem joga melhor, mas eu continuo a achar que quem o faz está mais perto de ganhar mais vezes. Agora, uma coisa é certa, perante ciclo tão infernal precisarão de todos a puxar para o mesmo lado...

Força Beira-Beira!

PS - Djamal ultrapassou esta época os 50 jogos oficiais pelo clube (tem neste momento 54). É uma marca importante. À sua frente no plantel actual só Artur (com mais de 100), Rui Sampaio (73), Kanu (72) e Pedro Araujo (58). Sou da opinião que, à semelhança do que acontece na Selecção, os clubes deveriam simbolicamente marcar estes momentos. Ajudaria a cimentar a relação publico-jogador, traria responsabilidade e... o reconhecimento motiva sempre.

0 comments: