Arquivos

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

SAD: O que (ainda) não foi dito e explicado aos sócios

Como é do conhecimento público, há mais de um ano e meio que vinha a defender a constituição de uma Sociedade Anónima Desportiva para o futebol profissional do SC Beira-Mar. Por conseguinte, foi com natural satisfação que, no final da época transacta, vi a direcção do clube se decidir e propor esta via.
Num cenário ideal, gostaria que o capital da SAD a constituir pertencesse a um conjunto (o mais alargado possível) de investidores locais, com empresas e negócios sediados em Aveiro, assumindo o futebol profissional do principal clube da região como um veículo privilegiado de comunicação e promoção das marcas e empresas da região.
Contudo, a proposta da direcção centrou-se num único investidor estrangeiro e completamente “estranho” à cidade e à região. Não sendo, à partida, o cenário ideal, também não me chocou, sobretudo, a partir do momento em que se perspectiva um maior envolvimento deste investidor com a cidade e a região no projecto de desenvolvimento da zona onde está implantado o estádio. Estes foram os principais pressupostos que me fizeram votar favoravelmente a proposta apresentada pela direcção do clube na última Assembleia Geral.
No entanto, a entrega da maioria do capital a um investidor “desconhecido” (para todos os efeitos, o Sr. Majid Pishyar nunca trabalhou antes com o clube) devia ter reforçado os níveis de exigência de transparência do processo de negociação dos termos e constituição da SAD junto dos sócios, o que não aconteceu.
No passado dia 8 de Agosto, foi celebrada a escritura pública de constituição da SAD que, ao contrário do que foi afirmado pelo Presidente António Regala na última Assembleia Geral, não contempla a distribuição de 5% do capital social pelos sócios, tendo o mesmo sido subscrito pelo investidor que, em vez de 80% da SAD, detém praticamente 85% (participação social de € 849.997,00), ficando o clube com 15% e as restantes 3 acções (1 euro cada) para António Regala, Artur Moreira e Luís Leitão, perfazendo os 5 accionistas necessários para a constituição da SAD. Recomendava o mais elementar respeito pelos sócios que esta mudança de planos, ao arrepio do que foi transmitido em Assembleia Geral, fosse oficial e publicamente justificada pela direcção. Posso acreditar na bondade das pessoas e deduzir que tal alteração prendeu-se exclusivamente com a imposição do prazo de caducidade da deliberação de autorização da última Assembleia Geral (31 de Agosto), mas interrogo-me, se for esse o caso, porque não ficou o clube com 20% do capital, ficando com a possibilidade de, num futuro aumento de capital, abrir 5% aos seus sócios, cumprindo assim o que havia sido afirmado na Assembleia? Sobre esta matéria, no plano ético, penso que a direcção do clube falhou com os sócios e deve uma explicação.
A outra questão que, na minha opinião, devia ter sido do conhecimento prévio dos sócios e não o foi, prende-se com o Protocolo (existe?) que regula a relação entre o Clube e a SAD. Tal documento é essencial para se perceber os moldes em que se desenrolará a coexistência de duas entidades que estão “condenadas” a entenderem-se e a trabalharem em estreita cooperação, salvaguardando, entre outras questões, por exemplo, os direitos dos sócios do clube no acesso aos jogos da equipa profissional de futebol da SAD. Julgo que este documento, ou, pelo menos, os seus pressupostos mínimos, devia(m) ter sido objecto de uma aprovação em Assembleia Geral prévia à constituição da SAD.
Por último, quero realçar, como aspecto positivo, o facto de ter ficado consignado nos Estatutos da SAD a designação, por parte do Clube, do Presidente da Assembleia Geral da SAD. Ainda que do ponto de vista da gestão seja irrelevante, do ponto de vista do equilíbrio da relação institucional, penso que foi uma opção sensata.
Para terminar, quero publicamente desejar ao Conselho de Administração da SAD* as maiores felicidades e sucessos para o seu mandato que terminará em Fevereiro de 2014, altura que deverá coincidir com as eleições no clube.
.
(*) Composição do Conselho de Administração:
Presidente: Majid Pishyar
Vice-Presidente: Fernando vinagre
Vogais: Jaime Machado, Pedro Coelho e Patrícia Bostyn.

44 comments:

Anónimo disse...

A decisão da repartição do capital é estranha.
Razões que a razão desconhece.

Anónimo disse...

85% já ninguem tira ao Mister Pishyar.
15% obrigatoriamente tem que ser do clube.
De quem CEM tira 100 dá zero para os sócios.
Isto foi uma fraude.

Anónimo disse...

Então mas não sócios accionistas?
Caro que há, pelo menos 3.
O Magid não tem 85.

Carlos B. Silva disse...

Cá está o pessoal com o "pó das baratas" - a equipa profissional começa a mostrar-se e já cá estão os bota-a-baixo.
Seos 15% SÃO DO Clube então o clube não é dos sócios?
15% 0u 20% não correponde a uma minoria aboluta.
Sócio com quotas em dia farto de bem falantes mas que não se chegaram à frente.

Anónimo disse...

Bem podia até ter 100%, o problema não é quantitativo é a forma

Pedro Neves disse...

Nuno, tanta coisa positiva tem acontecido para o BM nestes dias...tanta coisa sobre a qual o Bancada Norte, com nao sei «quantos administradores» podia ter escrito...

Nuno Q. Martins disse...

Pedro,

Cada um dos colaboradores do BN responde por si. Não percebo esse teu comentário ao meu post. Estive ausente do país e assim que regressei fui a Guimarães apoiar a equipa de futebol.

Agora, decidi escrever sobre um assunto que é, na minha opinião, bem mais importante para o clube e para seus sócios do que as entradas e saídas de jogadores.

hugo disse...

alguém sabe o que ficou escrito na acta da famosa assembleia-geral?
é que se calhar nem ficou nada escrito sobre os 5% para sócios...

peçam uma cópia da acta!

já agora, alguém me consegue explicar o porquê do presidente do beira-mar falar sobre contratações e dispensas da beira-mar sad??

Anónimo disse...

O problema é que há os quem conseguem ver e os que não enchergam.
O problema na bola está mais que provado isto é se entra ou não entra na baliza. O povão quer é golos.

Carlos Silva disse...

Apoiado P. Neves. Porque o nosso querido Beira parece levantar um pouco a cabeça e este blog com tantos colaboradores nem nada em apreço. É só denegrir quem está a trabalhar e levou o clube à salvação.
Duas sugestões:expliquem o negócio das piscinas em que está metido também o master-chef Hélio sem H e PF fechem o blog e adiram ao Mais Beira que este sim dá informação útil(melhor que o site oficial) e isenta.
Começo a ficar xateado e quando me xateio a sério começo a espingardar

Anónimo disse...

Ter opinião em certos momentos é dificil.
O normal é juntar-se ao bando.

Anónimo disse...

Sempre foi claro que o Sr. Pichyar só não tem 100 % pq não é possivel.
Podemos questionar ou tentar perceber o porquê.
Não vou especular antes que seja explicado aos sócios na próxima assembleia geral, que já deveria ter sido realizada.
João Sá

Nuno Q. Martins disse...

Noto que o meu texto incomodou o Carlos Silva. Não esperava outra coisa. Aliás, espero que existam mais pessoas incomodadas, pois a forma como o processo foi conduzido deve fazer corar aqueles que sempre apregoam a transparência.
Não gostei como a Assembleia que aprovou a SAD foi conduzida e não gostei da forma como o processo subsequente se desenrolou. Como sócio que já paga quotas há mais de vinte anos e com o passado que tenho de dedicação ao clube, penso que tenho, pelo menos, o direito a ter opinião e a manifestá-la.
Noto que nenhum dos argumentos que apresentei no post foi rebatido, pelo que, devo deduzir que não obstante a "espingardice", o Carlos Silva até está de acordo comigo.

Volto a repetir. Sou completamente favorável à constituição da SAD (penso que é o modelo mais adequado para gerir o futebol profissional) e estou plenamente de acordo que a maioria do capital seja detida por investidores externos. No entanto, isso não me tira a lucidez.
Num processo de constituição de uma SAD, a forma é tão importante como o conteúdo.
A conclusão que me é permitida tirar, neste momento, é que as pessoas que conduziram este processo por parte do Beira-Mar não dominam o assunto (o que é grave!), ou, então, estiveram a marimbar-se para os sócios (o que para mim também é grave!).

Aproveitando para responder ao Hugo, a deliberação que foi aprovada na última Assembleia Geral não faz qualquer menção à repartição do capital social, daí eu ter referido que a direcção falhou no plano ético. Não me referi quanto ao plano jurídico.
Não posso calar-me e ficar a bater palmas quando na Assembleia Geral o Presidente da Direcção apresenta um projecto com determinados pressupostos (que nunca os vimos escritos em nenhum documento, excepto num "press realease" à imprensa) e depois do mesmo aprovado, não cumpra os pressupostos que enunciou sem dar qualquer justificação pública. Se o site do Beira-Mar passa a vida a publicar comunicados da direcção para desmentir notícias da treta em jornais desportivos, não seria de esperar, pelo menos, um comunicado aos sócios para esclarecer voluntariamente esta questão?

Quanto à questão do protocolo entre a SAD e o Clube, só estou à espera que venha algum anónimo dizer-me que também não é importante.

Anónimo disse...

Não esqueçam quem criticam agora. O futuro está q chegar. As novidades também. Respeito por quem tem direito a ter opinião, crítica ou não, acabou na SAD. As vitórias escondem muita coisa. Pelos vistos agora interessa é bater nas costas. Quem não é assim, é ressabiado, maldoso, só quer o mal do clube etc, etc. Há muita gente a mandar agora que nem sabe quem pagava a água antigamente. História do clube? ZERO. Ah, pois é, são do beira-mar desde pequeninos. Ainda estavam nos respectivos e já iam aos jogos. Boa sorte GRANDE SPORT CLUBE BEIRA-MAR.

Pedro

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Anónimo disse...

Nuno ainda bem que podemos ler estas opiniões. O Senhor Pedro Neves gostava que você fosse um carneiro do rebanho dele. Desde que se ganhe está tudo bem para este tipo de sócios. Nada contra. Agora como beiramarenses acho que devemos saber de tudo o que se passa no nosso clube. Hoje está tudo bem, mas se qualquer dia as coisas correrem mal, há muita gente que já fica avisada dos porquês.

Carlos disse...

O Sr Nuno
1) não se pronunciou sobre as sugestões do C. Silva.
2) voltou ao ataque porque a crise é tanta e o deesmprego grande, por isso há que representar a família e moer a cabeça à malta.

Nuno Q. Martins disse...

Carlos,

Fica-lhe mal a insinuação que fez no seu ponto 2. O ataque pessoal a mim e à minha família é revelador da falta de argumentos que lhe assistem sobre a matéria em apreço. Ainda assim, agradeço-lhe a referência que fez ao desemprego, pois a SAD do Beira-Mar serviu para tirar algumas pessoas dessa condição e melhorar a condição de outras.

Quanto às sugestões do Carlos Silva, nenhuma me merece acolhimento. Não me irei desviar do tema do post.

José Bastos disse...

Parabéns Nuno!
Esta gente só sabe dizer mal de quem coloca questões. O ideal seria que ninguém tocasse nas questões-chave. Assim, faziam tudo o que queriam sem dar cavaco a ninguém.
Uma sugestão. A próxima questão que deves escrever é sobre os funcionários e esposas de dirigentes e afins que passaram para a sad.

hugo disse...

Infelizmente não pude estar presente na Assembleia-Geral, mas se não ficou acautelado na deliberação a forma de repartir o capital da SAD e os sócios aprovaram a deliberação desse modo, julgo que a Direcção ficou com legitimidade total para fazer o negócio...

Ética??? seja na política, no futebol ou na economia já estamos habituados: o que hoje é verdade, amanhã é mentira...

Pais, filhos, primos e afins a trabalhar na SAD?? isso não é para mim um problema pois a SAD é uma empresa!! Contrata quem quer e presta contas aos accionistas. Se os accionistas não estão de acordo com esta filosofia de dar emprego aos pais, filhos, primos e afins, convoquem a Assembleia-Geral de accionistas e alterem os estatutos ou demitam direcção da SAD.

Nós sócios podemos solicitar ao nosso clube que faça alguma coisa nesse sentido...mas com 15% de capital apenas não sei como podemos alterar esse rumo.

Anónimo disse...

não posso é esquecer a academia e seus colaboradores que passaram para a SAD e continuam sem receber as duas epocas anteriores e penso que mesmo esta epoca já estão em incumprimento.

Anónimo disse...

Não conheço bem os pressupostos deste post, mas o que me parece é que este é um espaço de opinião de beiramarenses e não um espaço para replicar noticicias com faz o mais beiramar. Ambos são necessarios, mas não podemos comparar conteudos, são coisas diferentes e ambos fazem falta.
O problema não é dos que não gostam é da cultura que lhe transmitiram.
Diogo Santos

Anónimo disse...

deve haver uma explicação. Esperemos.
Qunanto a alguns comentadores que não gostam de quem tem opinião. Paciencia, mas isto é um blog não é o facebook.
O maisbeira mar tambem já foi opinador, mas desde que levou um puxão de orelhas em plena assembleia, acagaçousse e passou a ser retransmissor.
Santa Paciencia.

Anónimo disse...

Não falem dos funcionários, até eses agora batem palmas. já não têm medo das sad's. Até que o Majid perceba umas coisas.

Pedro

Anónimo disse...

A gestão interna agora depende exclusivamente dos administradores.
Se lá metem os filhos, primos, amigos e não competentes, arriscam-se a perder e não é assim que funcionam as sad´s, por isso acho estranho.
os nossos representantes tem que nos prestar contas na assembleia geral. Espero que aí expliquem o critério das escolhas.
O que interessa, agora, são golos.

Anónimo disse...

Passou a gravitar muita gente no periodo pre-sad e muito mais no periodo pos-sad. Se são colaboradores activos e produtivos ainda bem, mas que parece existir muita bruma, lá isso parece.
Problema dos accionistas.

S.Cruz disse...

Os 5% pouco significam para decisões mas todos os sócios tinham os direito de comprar acções e não apenas os 3 que detem cada um, uma acção. Falta de ética? sem dúvida. E não sei até que ponto é que podia ser feito...como tal deviam ser chamados à responsabilidade.
O Carlos Silva é apenas uma pessoa triste...blablabla!
Quanto à SAD o Sr. Majid ainda não acordou, devia fazer uma limpeza porque aquilo continua infestado com alguns dos mesmo parasitas de sempre.

Anónimo disse...

Isto são as dores do parto.
Devem existir razões para o que aconteceu, temos as pessoas da direcção do clube como pessoas de bem.

Pedro Neves disse...

Boa noite a todos. Nao, não é verdade que desde que se ganhe, esteja tudo bem para mim. Agora, sinceramente, estar a discutir mais 1%, menos 1%, para mim nao é relevante.
Nuno, sou franco: por muito que digas o contrario, estás a «colado» a uma outra SAD q nao chegou a ser constituida e por isso é que optas por este tipo de posts. Só nao percebo´é pq nao escrevetes outas verdades que os socios gostariam de ter sabido ainda do tempo de anteriores Comissoes Administrativas. Sabes o que é triste? É finalmente o clube ter conseguido uma Direcçao e uma soluçao para o futebol profissional e nao enaltecermos esse facto! Triste é vermos umas piscinas a serem distraidas e aí, é como se nao houvesse responsaveis. Que os houve. E eram dirigentes do clube.
Nao, o mais importante nao sao golos nem entrasas e saídas, mas deixa-me dizer-te que um blogue que tem dez socios como «escritores», estar dias e dias sem escrever e depois publicar um post destes...nao me parece de bom tom. O clube nao é só esta verdade que relatas.
Abraço a todos e vamos mas é apoiar!

Anónimo disse...

Não há Beirobonds para mais ninguem!

Anónimo disse...

(Ainda) Fizeste bem em colocar o ainda mesmo que entre aspas.
Certamente que nos vão ser dada uma justificação.
Ser 80 ou 85% é o mesmo, mas existem principios, ou pelo menos, deveriam existir.

Carlos S. disse...

Obrigado S. Cruz só tu me fazes rir.

Anónimo disse...

Quantos ás empregadas, algumas perão ir pro Servetttee passarem a ser internacionais.

Anónimo disse...

quanto vale o(s) título(s) do coração que comprei e que podiam tornar-se em valia/acções da SAD como foi dito na altura?

Pedro

Anónimo disse...

Como diz o Sr. Vinagre, roeram a corda.

Anónimo disse...

os caes ladram a caravana passa. Mesmo os 15% de socios nao mandam nada contra os 85% do Doutor Majid o beira mar não é dos blogs.

Nuno Q. Martins disse...

Pedro Neves,

O que não é de bom tom é teceres juízos de intenção em relação ao que eu escrevo/digo. Sempre manifestei a minha opinião de uma forma livre e descomprometida, apenas condicionada pelos valores e princípios que prezo. Em diversas ocasiões enalteci o que realmente merecia ser enaltecido, o que nunca me distraíu o sentido crítico.
Relativamente ao conteúdo do meu post, da tua parte, nem uma palavra. Logo, não tenho mais nada para te dizer sobre o assunto.
Quanto à venda das piscinas, já foi tema mais do que discutido aqui e nas Assembleias Gerais. Relevar esse assunto agora, só se for para relembrar os distraídos que foi esse negócio que permitiu ao Beira-Mar chegar aos dias de hoje e termos uma SAD para discutir.

Um abraço.

Anónimo disse...

A estrutura de capitais foi uma fraude.
A direcção surpreendeu-me negativamente.

Anónimo disse...

Não é por nada mas escreveram o nome Vinagre, com letra pequena.
Foi a gosto ou gralha?

Anónimo disse...

ainda vão a tempo.... ainda vão a tempo....

Anónimo disse...

O Ulices está a negociar com o MP umas acções para os sócios.
Parece-me que já há um principio de acordo. O problema é que o Ulices não consegue falar directamente com o MP tem que ser através do seu Patrão.
Aliás passando pelos dois, há mais vantagens, as comissões duplicam.
Quem te viu e quem te vê.
TÓY

Anónimo disse...

I´m sorry.
MP

Anónimo disse...

Olá Nuno!
Vejo que continuas a dar pérolas a porcos. A tua inteligência e beiramarismo está anos-luz acima da maior parte daqueles que por aqui passam e opinam (?). Gabo a tua paciência para lhes responderes a afirmações que não passam de provocações.
E, depois, é de pasmar, ver o Pedro Neves, arauto da "verdade" do Beira-Mar, a falar de "bota-abaixo", quando ele, nesse aspecto, não se coíbe de dizer mal de quem não lhe cai no goto, ou daqueles com quem quer ajustar contas. É só ver o que ele escreveu no seu blogue "Ser Beira-Mar", num post sobre a Academia. Adpetos como ele, que, à primeira jornada, já fez o "funeral" à equipa de juniores,dispensa o nosso clube muito bem. Ele que escreva sobre o Taboeira.
Quanto a ti, um abraço e a minha admiração por aquilo que deste e continuas a dar ao nosso Beira-Mar.
Um amigo do peito.

Anónimo disse...

O timing do post não foi o ideal. Cria desconfiança. Legítima. As insinuações de cariz pessoal são desnecessárias e insultuosas. Somos todos beiramarenses com direito de opinião sobre o clube. Nada mais do que isso.
É indiscutível que o processo não foi bem conduzido. Sanearam quem muito deu ao clube e mentiram sobre a constituição da SAD. Goste-se ou não.
É tempo de terminar com as quezílias pessoais que em nada contribuem para o crescimento do NOSSO clube. Precisamos de união.
Força Beira-Mar.