Arquivos

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Declarações algo arrogantes!


Bastou apanhar-se de “barriga cheia” para vir com afirmações arrogantes e desrespeitadoras para com a massa associativa, provando, no meu entender, que tem falta de carácter e humildade, facilmente influenciável, consoante o momento da equipa. Em declarações proferidas ontem Rui Bento diz, entre diversas coisas, que os "ecos pontuais" de desagrado manifestados pelos sócios e adeptos lhe passam completamente ao lado. Há cerca de um mês e meio o técnico foi fortemente contestado devido aos resultados menos conseguidos e, sobretudo, às exibições altamente paupérrimas, tendo inclusive falado com um grupo de cerca 20 sócios que se deslocaram ao treino de forma a mostrar descontentamento em relação aos últimos resultados. Volvidas cerca sete semanas, o treinador, com alguma má educação à mistura, diz que “não liga a essas situações e que está ali somente para trabalhar.” Pois bem, a situação na tabela classificativa melhorou e estamos num agradável sétimo posto. Ao invés, convém não esquecer a forma como fomos eliminados da Taça de Portugal e Taça da Liga, assim como alguns jogos que realizámos com exibições, no mínimo, agonizantes. Não sou incoerente e mantenho-me céptico em relação ao treinador Rui Bento. Continuo achar que não transmite uma mensagem de união e motivação. E, sinceramente, julgo que quem está a fazer um trabalho nesse sentido são os jogadores, nomeadamente o capitão Hugo, e não o treinador. O nosso capitão é um líder dentro e fora de campo e aquando do momento menos conseguido da equipa foi ele que deu um “murro na mesa”. Esperemos que, quando terminar a carreira (espero que aguente mais um ou dois anos), fique nos quadros técnicos do Beira-Mar. Quanto a Rui Bento… já disse tudo.

11 comments:

Filipe Neto disse...

Completamente de acordo, porque sejamos sinceros, estamos bem classificados, estamos, mas em termos objectivos a equipa não mostra joga já o disse várias vezes, a equipa é esforçada é lutadora devido a essa união e entreajuda enorme porque de resto futebol jogado é muito pouco, vive muito dos rasgos do artur e do nildo, a defesa é que empurra a equipa não o ataque que a puxa, penso que temos equipa pra nos mantermos á vontade na 1ª liga mas já se fala em europa outra vez e acho que quanto a isso é preciso mantermos os pés no chão, o Hugo é um grande capitão grande senhor do futebol e é desse tipo de pessoas que nós precisamos na estrutura do Beira, é engraçado que ele me faz recordar outro nosso grande capitão do passado o Oliveira.

Anónimo disse...

Este tipo demonstra que além de não conseguir convencer ninguém como treinador, a falar não é melhor...

Anónimo disse...

Completamente de acordo; esse bentas porque vai em sétimo a poucos pontos dos últimos acha-se o maior e caga-se paa os ´socios - quem esquece o L. Jardim?
Quando o Hugo quiser tem de ser o treinador ou diretor desportivo do beira.
Abaixo os merdosos, glória a quem merece.
Carlos Silva

Jota disse...

Falta de coerência demonstra o autor deste texto.
Qual é a atitude de arrogância demonstrada por parte do Rui Bento, em dizer para apenas o deixarem trabalhar? Isso é alguma mentira?
Desde que chegou ao Beira-Mar, numa altura em que "outros" decidiram abandonar o barco preferindo olhar e pensar apenas no seu próprio umbigo,que o Rui Bento tem sido alvo de ataques e críticas constantes. Não interessa se o Beira ganha ou perde, joga bem ou mal, os deméritos (e nunca os méritos) são sempre da pessoa do treinador.
Goste-se ou não da sua fala, lirismo, ou até do estilo. Entenda-se ou não a sua conotação com o Benfica (mas também jogou no Sporting, ou não?), mas a verdade é que o treinador nunca deixou de trabalhar ou defender os seus jogadores. E mal chegou perdeu as então jóias do reinado anterior, não nos esqueçamos...
A verdade é que com uma equipa de tostões (quem era o Joãozinho? O Zhang jogava no Leiria? O Balboa não era um proscrito do futebol português? Quem tinha deixado de apostar no Yohan (e que jogador agora ele está!)?,...), o Beira luta com todos! Perdeu pela margem mínima com SLB e FCP (e bem que o resultado poderia ter sido outro...), e ainda empatou o SCP!
Teve períodos menos bons? Sim, teve. O FCP tem uma equipa de milhões, e teve o quê? Só períodos de glória?
Será que a culpa no Beira-Mar irá novamente morrer na pessoa do treinador? Será que sempre existiu o ambiente circundante à equipa que proporcione o melhor para os jogadores? Será que os próprios não têm em determinados jogos a culpa?
Critica-se o ataque, mas espera-se o quê? Que golos tinham Zhang, Douglas e Balboa nos seus clubes anteriores? Também é culpa do treinador ou de quem foi buscar os jogadores, à espera que os ares da ria trouxessem a inspiração divina? Tenhamos consciência, não critiquemos por criticar!

Não tenho, ao contrário do que me parecem alguns terem, memória curta. Arrogância, prepotência, e sobretudo falta de coerência, teve o Sr Leonardo Jardim quando abandonou o barco de modo a poder preparar a época no Braga da melhor forma possível. Não sejamos anjinhos, porque esses só no céu!
E se me lembro, o Beira-Mar era uma equipa organizada (muito mesmo), mas não dava propriamente recitais de futebol atacante... E os artistas até eram outros...

Que o Beira-Mar continue com a mesma atitude! Que sejam os guerreiros que têm sido, e que não tendo nenhum Mourinho no banco, continuemos a ter alguém que coloca (sem medo) jovens das divisões inferiores a jogar e a render!

Bom Natal e um Bom Ano a todos!

Cumprimentos,
João

Anónimo disse...

Bento não (me) convence, totalmente de acordo. Mas obviamente que lhe desejo sorte enquanto estiver connosco.

Quanto ao Hugo, tem sido ENORME.


Cb

Pedro Nuno Marques disse...

Amigo Jota, eu acho que percebeu tudo mal. Para já o contexto deste post está relacionado com as declarações mal-educadas que o treinador profere, insultuosas para a massa associativa do clube, sobretudo para os sócios pagantes, como eu. Os sócios são o grupo, no seio do clube, que mais respeito merecem, e o técnico Rui Bento, quer queiramos quer não, foi arrogante e malcriado nas declarações infelizes que teve. Dizer que “não liga” às manifestações de desagrado dos adeptos é a mesma coisa que dizer “estou-me bem marimbando para o que eles pensam ou deixam de pensar!” Não sei se o João é sócio ou não, mas caso seja fico triste que receba tais declarações de forma tão ingénua e “anjinha”.
Ao invés reitero o que disse: não gosto do Rui Bento enquanto treinador e quem ajudou o Beira-Mar a ultrapassar o momento menos bom foi um grupo de jogadores, incluindo “prata da casa” e, especialmente, o capitão Hugo. Quem fala com alguns jogadores do clube percebe que o técnico não tem, propriamente, um carácter motivador perante os atletas. Não é preciso ir tão longe: quem o vê no banco, jogo-a-jogo, desde logo constata que é fraco e pouco entusiasta a transmitir a mensagem para dentro do campo. Por outro lado vemos o Hugo, de uma forma constante, a incentivar a equipa e, nomeadamente, os atletas mais jovens. Espero que me tenha feito compreender. Um abraço.

Anónimo disse...

quem esquece Leonardo Jardim? eu já esqueci; com metade dos jogadores o beira tem os mesmos pontos; e os dirigentes do clube (a sad é outra coisa e continua a confundirem) tambem ja esqueceram; o jardim está lá na vida dele, enquanto deixam que não falta uito para ser varrido. Vamos mas é apoiar o Beira, com Bento ou sem ele. A equipa parece com o treinador e o resto é treta. Forla Beira Bolas! Bom Ano para todos!

Anónimo disse...

Completamente de acordo com o comentário das 10.03 Jota/João e sou sócio pagante. Não serão meia dúzia de imberbes que achando que representam a massa associativa, dizem tamanhas barbaridades. Quando L. Jardim foi embora há quanto tempo já não ganhavam?...este homem pode não ser fluente nas palavras, mas tem caráter e é trabalhador...estes meninos que pensam que já sabem dizer umas coisas, só têm prejudicado o Beira- mar ao estarem constantemente a fazer comentários depreciativos ao treinador...tudo fazem para o desmotivar...ele mais não tem feito que remar contra esta maré...leram por acaso o Jogo de ontem?...e andamos nós aqui a ler estes comentariosinhos...oh valha-me Deus! E paz na terra aos homens de boa vontade!

Anónimo disse...

...eu já esqueci...

José Ribeiro disse...

Com ou sem arrogância penso mesmo que o menor dos nossos problemas, seja o treinador!
A equipa, sempre, desde o inicio da temporada teve um modelo de jogo bem definido, notava-se que todos os jogadores estavam unidos em torno de um objectivo comum, pese a falta de sorte em alguns jogos e quebra de intensidade noutros, poderiamos estar bem melhor!
O trabalho do treinador parece-me que está a ser bem feito, agora é preciso um bocado de mais qualidade no meio-campo e ataque.
A atitude da saida de Leonardo Jardim pareceu-me bem mais arrogante, afinal de contas ainda nada estava assegurado!

Abraço

Jota disse...

Caro Pedro Nuno Marques, lamento desiludi-lo, mas creio que de anjinho tenho pouco. Posso não ter a sua ávida compreensão, esperteza, e até lucidez, mas se calhar de futebol percebo mais um bocadinho do que o meu caro... Pelo menos gosto de pensar que sim, dado o número elevado de anos que levo do mesmo.

Caso não tenha entendido, e fazendo minhas as suas palavras, volto a reiterar tudo o que disse anteriormente: as atitudes por parte dos sócios que menciona, não passaram de actos de desagrado perante as exibições e resultados da equipa. As palavras do Rui Bento, e segundo o meu entendimento das mesmas, apenas quiseram dizer que ele estava ali para trabalhar e não para dar o fazer condicionado por palavras de associados descontentes. Tenho esta situação como normal. Qual o clube em que os sócios não demonstram o seu desagrado depois de más exibições e falta de resultados? É por aí que todos os treinadores devem reagir e trabalhar? Ou será que devem manter firmes as suas convicções e serem os resultados a ditar o seu futuro?

Lamento discordar de si, mas o meu papel de anjinho apenas me permite pensar que tiveram mais culpa os jogadores nesses tempos menos áureos, do que propriamente o treinador. O Hugo é sem dúvida um elemento da maior importância no plantel, mas permita-me que agora lhe devolva o elogio: não está o meu caro a ser demasiado anjinho, ao pensar que o tal grito de revolta do capitão, não foi mais do que um puxão de orelhas perante os seus companheiros, e a falta de empenho dos mesmos? Será que o treinador, é mesmo o único culpado, só porque não tem o discurso envolvente de outros? Estou em crer que a culpa não morre solteira, e como tal não me deixo levar pela explicação fácil de que o treinador é o culpado de todos os males...

Mais uma vez, lamento se o meu discurso não vai de encontro às suas convicções. Mantenho o meu pensamento: o seu texto original não é mais do que um desabafar, com todo o direito que lhe assiste de escrever num blog que também é o seu, em relação à sua descrença sobre o treinador do Beira-Mar. Já se percebeu que não gosta do homem, se calhar até preferia o anterior, mas eu mantenho a minha opinião: talvez não seja o treinador ideal, mas nos bons e maus momentos deu a cara (até quando os sócios quiseram protestar...), e nunca o vi a fechar portões a cadeado, ou ficar envaidecido ao ponto de deixar um grupo à deriva após umas palavras mais amigas (e em nada anjinhas...), por parte de um tal presidente a quem denominam de Papa...

Bom ano a todos.

João