Arquivos

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Mensagem de Ano Novo

Estamos à beira de terminar 2011 e, numa situação que julgo ser inédita desde que existe a imposição de votação das contas até 90 dias após o término da época desportiva (ou seja, até 30 de Setembro), vamos entrar em 2012 sem que tenha sido convocada a respectiva Assembleia Geral. Tratando-se duma manifesta violação duma disposição estatutária do clube, o mínimo que seria expectável é que os órgãos sociais prestassem um esclarecimento público aos sócios sobre esta situação. No entanto, nada sabemos sobre o que se passa no clube e a direcção também não parece muito preocupada em manter os sócios informados e esclarecidos.

Infelizmente, tem sido esta a postura que tem predominado no relacionamento do elenco directivo com os sócios perante a passividade dos restantes órgãos do clube. Depois do processo de constituição da SAD muito mal explicado (ainda hoje os sócios não sabem porque lhe foram subtraídos os 5% do capital social prometidos na Assembleia que aprovou a SAD), continuam os sócios sem perceber porque continuam as penhoras sobre as receitas do clube quando também foi prometido que o passivo seria assumido pelo investidor iraniano, quando serão regularizadas as dívidas aos treinadores da academia, bem como, continuam os sócios sem saber se os funcionários do clube já passaram todos para o quadro da SAD, qual a parceria que foi assinada (?) com a Sportis sabendo-se que um dos seus donos é também vice-presidente do clube, quais os resultados da campanha especialíssima de venda de lugares anuais lançada pelo clube ainda antes da constituição da SAD, qual a origem do financiamento da transferência da Sónia Tavares do Sporting para o Beira-Mar, ou, ainda, quais os argumentos da direcção para rebater as acusações deduzidas publicamente pelo ex-Presidente-adjunto da direcção, António Cruz, aquando da sua demissão. Um conjunto de situações por clarificar que ilustra o desrespeito pelos sócios que tem marcado este mandato dos corpos directivos. Lamento.
É envolto num mar de incertezas e indefinições que o Beira-Mar parte para 2012. Na certeza, porém, que já se foram os anéis (piscinas, pavilhão e andar no centro avenida já não são do clube) e também os dedos (a equipa profissional de futebol). Ao clube, resta-lhe a dignidade da sua história retratada num conjunto de troféus amontoados numa arrecadação do EMA e meia-dúzia de sócios que ainda se interessam, verdadeiramente, pela vida da instituição. Bem sabemos que o resto, que será a maioria, só quer saber se a equipa de futebol ganha, se o treinador fica ou vai embora, se o craque x ou y vem e quando é que o Benfica, o Sporting ou o Porto jogam em Aveiro.
Para 2012, enquanto Beiramarense, o único desejo que faço é que se recupere o pavilhão do clube e que se impeça o despejo do basquetebol e do futsal daquela casa. E, por favor, não venha agora a direcção atirar responsabilidades para cima dos ex-dirigentes Artur Filipe e José Cachide quando, em tempo oportuno (antes da adjudicação dos bens aos exequentes), não liquidaram a dívida e libertaram o pavilhão das penhoras que sobre ele incidiam.
Chega de ladainha e cumpra-se com aquilo que foi prometido e assumido perante os sócios como pressupostos para a constituição da SAD.
Desonere-se imediatamente o clube do seu passivo, permitindo-lhe respirar e ter perspectivas de desenvolvimento futuro. Foi isto que nos foi prometido para aceitarmos "vender" a equipa de futebol e os respectivos direitos de participação na 1ª liga por "meia-dúzia de tostões" e que ainda não foi cumprido.
Para 2012, desejo a todos os verdadeiros Beiramarenses aquela força interior que nos faz não desistir e, por mais distante ou impossível que nos possa parecer, nos faz continuar a sonhar com um Sport Clube Beira-Mar coeso e próspero.

5 comments:

Filipe Neto disse...

Caro amigo Nuno sinto-me integrante desse pequeno núcleo de Beiramarenses que realmente se interessam pelo clube, e concordo que se devem pôr á direcção todas as dúvidas que aqui demonstras ter(dúvidas essas que devem ser iguais para todos), não só a equipa de futebol vendemos, vendemos toda a academia, porque segundo palavras do sr Vinagre aqui há uns tempos na Terra Nova somente as equipas de futebol 7 não estão enquadradas na SAD, ou seja essas dividas a treinadores já têm responsabilidades do sr Pyshiar e seus comparsas, o nosso clube é um clube eclético que se resume ao Boxe, Basket, Futsal, Badminton e pouco mais porque a pseuda secção de Atletismo não passa de uma metáfora desportiva, como Beiramarense há 26 anos e sócio do clube não vamos deixar morrer este lindo clube espero pela AG seja em breve, esta direcção só vê dividas de um lado que não as resolves e equipa profissional do outro e seus beneficios particulares do outro tenho pena,tenho muita pena, e para completar não sei que doença existe nas cadeiras do poder do nosso clube mas as pessoas transform-se assim que as ocupam, antes de laestarem é só contacto com os verdadeiros donos do clube, NÓS, SÓCIOS, depois de terem o lugar ganho só passam o indispensável, ás vezes nem isso
Saudações Aurinegras

C. Silva disse...

1º) Aconselho-o a mudar-se para o Spoten, Benfas, Puerto ou outro qualquer estarola pois nesses são dadas todas as informações eesclarecidas as negociatas, aos sócios.
2º) Como sócio não me lembro que a equipa do seu pai tenha dado explicações credíveis sobre o negócio das piscinas - um dos tais aneis que já foram.
3º) Lamentavelmente os srs Caxides e Filipes, pela sua escrita, merecem ser beatificados.
4º) Valha-nos S. Gonçalo e o que é preciso é que coza o forno e haja sopa n amesa.
Um excelente 2012 e seguintes, desportivamente falando e não só

Anónimo disse...

Muito bem, temos o dever de pedir explicações ao clube.
O clube é dos sócios, parece-me que muita gente confunde clube e sad.
Algo de errado pode estar a acontecer, existem vários casos por esclarecer.
FST

Rui Villar disse...

A democracia é muito linda, normalmente muito propagada, fazendo lembrar mesmo um tipo de aves, os papagaios, porque pratica-la é dificil.
Deixar acabar o ano sem prestar contas aos sócios deixa esta direção em situação de ilegitimidade.
Como disse um conhecido camarada, mudam as moscas mas a trampa, essa é a mesma.

Anónimo disse...

Cá estaremos.

André Raio