Arquivos

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Reunião com Nuno Patrão

A convite de Nuno Patrão, realizou-se ontem, ao final da tarde, no Bar/Sede dos Ultras Auri-Negros (Pavilhão), uma reunião com representantes dos blogues Bancada Norte e Mais Beira-Mar, membros do grupo "Beira-Mar Transparente" e elementos da direcção dos UAN.
Devido a compromissos pessoais anteriormente assumidos, só tive possibilidade de permanecer na reunião durante os primeiros 45 minutos da mesma.
Perante os presentes, Nuno Patrão apresentou-se como o "gestor de activos" da SAD auri-negra, sendo o responsável pela escolha e gestão dos jogadores profissionais de futebol, bem como, a equipa técnica.
A sua "entrada" na realidade Beiramarense ficou a dever-se à intervenção de Ulisses Santos, com quem sempre trocou impressões no âmbito da actividade profissional de ambos (agenciamento de futebolistas). Face à situação financeira extremamente difícil do clube, ainda no decurso da época anterior, surgiu a possibilidade de Majid Pishyar integrar o projecto da SAD do Beira-Mar. Actualmente, Nuno Patrão trabalha para o "32 Group", sendo o "gestor de activos" do Servette e do Beira-Mar, deixando a gestão corrente da SAD entregue aos outros administradores (Pedro Coelho, Fernando Vinagre e Jaime Machado).
Tive oportunidade de o questionar sobre três questões concretas:
1ª Se tem conhecimento de alguma exigência de Majid Pishyar ou da existência de algum conteúdo "secreto" que seja impeditivo da direcção do clube mostrar aos sócios o protocolo que foi assinado entre o clube e o investidor. Nuno Patrão respondeu-me que desconhece a existência de qualquer motivo que impeça a revelação do documento, pelo que, no seu entender, o mesmo pode ser revelado.
2ª Se, relativamente à questão da manutenção do Pavilhão, Majid Pishyar está em incumprimento com o clube. Sobre esta matéria, Nuno Patrão não foi conclusivo, tendo remetido responsabilidades para os antigos dirigentes por não terem aceite a proposta de pagamento que lhes foi apresentada. Contra-argumentei com a possibilidade de Pishyar, em devido tempo, ter pago a dívida, no âmbito do processo executivo que motivou a penhora e ter salvaguardado o pavilhão sem necessidade de qualquer entendimento com os ex-dirigentes, mas Nuno Patrão revelou desconhecimento sobre esta matéria.
3ª Por último, questionei se Nuno Patrão tinha conhecimento das alegadas dificuldades financeiras de Majid Pishyar, o que me foi objectivamente confirmado.
Após a discussão sobre estes assuntos, como acima referi, tive que me ausentar da reunião.
Pela minha parte, agradeço a iniciativa e a disponibilidade de Nuno Patrão e do Artur Cruz que promoveram esta reunião.

16 comments:

Anónimo disse...

e novidades? quando é que se poem ao fresco?

Anónimo disse...

Como é possivel a direção e a sad serem sobrepostos pelo "gestor de ativos"?
Para que serve uma administração?
O que anda a fazer a direção?
No minimo é insólito.
Rui Manuel

Anónimo disse...

Nuno Patrão reune com os sócios
Nuno Patrão fecha os treinos
Nuno Patrão reune com os UAN
É o patrão, o resto é uma merda. Bem podemos estar sossegados

Pedro Nuno Marques disse...

Não concordei muito com este post do Nuno, mas já que se tinha aberto o precedente no jornal Record era conveniente esclarecer as coisas.
Dada a falta de informação relativamente à pessoa de Nuno Patrão acho que esta reunião (ou como lhe queiram designar), na qual também estive presente, teve a sua importância, apesar de algumas das questões ficarem mal esclarecidas e fugirem para uma “conversa de café”. As perguntas do Nuno foram pertinentes, embora o próprio soubesse que a resposta iria ser vaga, no sentido que não é, propriamente, a área com que Nuno Patrão se sentisse mais à vontade para responder, nomeadamente no contrato que está na origem da constituição da SAD. A questão fulcral é essa, isto porque tornasse fundamental, de modo a esclarecer de forma clara e transparente os associados, saber e perceber os pressupostos que esse protocolo ostenta.
Quanto ao resto ficámos a saber que a publicidade da 32 Group nas camisolas e estádio serve para amortecer a divida para com Majid Pyshiar (que disponibilizou “x” para pagamento de ordenados na época transacta); a estreita ligação de Nuno Patrão com a Sportis (leia-se Ulisses Santos) surge no âmbito de colocação de jogadores no clube, algo que levantou (e levanta) muito cepticismo aos Beiramaresnes; Rui Bento nunca teve em causa e foi uma sugestão pessoal do empresário; Leonardo Jardim, segundo foi explicado, nada tinha contra a Sportis e, consequente, a colocação de jogadores, etc.
Na parte final do encontro, como forma de rematar, desafiei Nuno Patrão a estar presente na próxima Assembleia Geral, assim como alguns elementos da SAD. O convite foi declinado, justificando que não é associado do Beira-Mar.
Na reunião esteve igualmente presente Luís Viegas, assessor de imprensa e responsável pela página e Facebook do clube.

Anónimo disse...

Ele é gestor de activos ou da sad?
Quem lhe paga?
Quanto encaixou com a venda do Rui sampaio?
Quanto encaixou com a venda do Kanu?

Anónimo disse...

O poder caiu na rua, se haviam duvidas, esta é a prova.
O homem nem sabe quem representa mas fala em nome do Beira Mar

Anónimo disse...

Rui Bento "traquilizou" a equipa, Nuno Patrão "anestesiou" os blogers.
Estratégias.

Anónimo disse...

Pedro Nuno Marques não concordou com o post do Nuno porque?

Anónimo disse...

com papas e bolos... sinais dos tempos.

Pedro Nuno Marques disse...

Já tinha explicado: não concordei na colocação do post no sentido em que a reunião deveria ficar, segundo entendi, no secretismo, algo que não me pareceu bem tendo em conta que Povo deveria saber algums coisas.

Anónimo disse...

Parece que tenho que dar os parabéns ao Senhor Nuno Patrão parece que vai conseguir calar algumas vozes, bem jogado...

Irónico o facto de ter assinado a petição <> e agora existirem reuniões que supostamente deveriam ficar no segredo dos deuses, que esclarecem apenas alguns...

Anónimo disse...

perguntas que deviam ter feito, por exemplo, quanto recebeu e de quem por ter arranjado o Majid? 250.000 euros? é o que se diz.
A respsta terá que ser dada na assembleia geral

Anónimo disse...

Mas quem ficou para lá desse tempo nesta reunião está a esconder o quê de quem ?
O debate foi assim tão importante para manterem-se escondidos os tópicos ? Iam aprovar algum tema ou alguém foi engraxar-vos para votarem ou falarem favoravelmente sobre alguma questão essencial na próxima AG ?
Não entendi o porquê desse secretismo e o "colamento" aos blogs/meios de comunicação externos.

Anónimo disse...

Valeu a pena a reunião, deixamos de perder, ainda não ganhamos.
Esta semana há mais uma reunião, agora é com o Ulisses.

Nuno Q. Martins disse...

Pedro,

Ninguém me pediu reserva sobre a realização da reunião, nem sobre os temas que foram abordados, daí não ver qualquer problema em partilhar publicamente o essencial das minhas conclusões. Aliás, pareceu-me ser intenção do seu promotor contribuir para o esclarecimento da massa crítica afecta ao clube. Pelo menos, foi assim que interpretei o convite aos representantes dos blogues para uma reunião/encontro que não tinha uma agenda pré-definida.

Anónimo disse...

há coisas que não interessa divulgar. o Pedro sabe quais