Arquivos

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Peça de teatro

Depois de 30 minutos onde o Beira-Mar podia ter marcado dois ou três golos surgiram dois artistas: um árbitro-gatuno (tem mais gatuno do que árbitro) e um romeno-artista que passou o jogo a tentar sacar faltas onde não existiam. No entanto, coincidindo com os 30 anos de presidência de alguém que recebe árbitros em casa em vésperas de jogos com o Beira-Mar, ao minuto 30 é assinalada uma grande penalidade inventada (para não ser grosseiro). Urgia um lance para anular a clara superioridade da nossa equipa, que mais tarde ou mais cedo chegaria ao golo. Primeiro: o romeno-artista começa por agarrar Dias. Segundo: Dias somente toca no romeno-artista, lance não impeditivo de o mesmo continuar. Terceiro: Só quando entra na área o romeno-artista resolve dar um trambolhão, caindo para a frente, contrariando todas as leis da física, já que se fosse realmente puxado teria tombado para trás. Resultado: grande penalidade a favor da equipa das Escutas, quando deveria ter sido assinalada falta a favor do Beira-Mar, por uma pretensa falta inicial do romeno-artista, impossibilitando Dias de chegar à bola.
Depois disso, naturalmente, a equipa foi abaixo. No entanto fica a boa réplica e a sensação de que era possível fazer mais. Quatro jogos seguidos a ser roubados à descarada é demais! E já agora: a SAD só critica o árbitro quando perdemos o jogo de forma “inesperada”, como aconteceu com o Nacional? Em Sta. Maria da Feira e com o OAF fomos altamente prejudicados e ninguém veio a público, tal como no jogo de Sábado.

Domingo recebemos o Paços de Ferreira, equipa sensação desta segunda volta. A vitória permite selar de vez a manutenção. Todos ao estádio!

P.S. – É esperado, durante esta semana, o anúncio de Filipe la Féria da estreia de um romeno-artista no Teatro de Revista. (Foto)

11 comments:

Anónimo disse...

É normal só se criticar quando se perde! E não convém criticar quando é contra o todo poderoso FCP! Pode gerar energias negativas contra o Beira!

Anónimo disse...

foi preciso falar depois do nacional por causa de um senhor que tem a mania

Anónimo disse...

Análise paupérrima.

C. Silva disse...

Senhor(?)Nuno:

Não devemos dar abébias e fazermO-nos pequeninos.
1º) o FCP não nos interessa é doutro campeonato - só nos pode trazer chatices.
2º) Querendo ser sérios temos de aceitar que há ingenuidade do Ricardo e sujeita-se a que lhe seja marcada falta.
3º) Os árbitros comentadores deram como correto o penalti ou possível ser marcado, na dúvida - apenas o Coroado que ficou com o serviço da Vista Alegre, do Silva Vieira, disse o contrário.
4ª Que se lixem os tripeiros, mouros ou lagartos o que nos move é só e apenas o nosso BEEEEIIIIRA.
5º) O escriba parece ter costela moura ou lagartixa e preocupado com os morcões - quero lá saber quem vai ser campião, o que eu quero é o Beira na Primeira e a pagar os salários.
6º) Para a próxima pede-me ajuda para fazer uma fotomontagem decente, ok?

BEIR-MAR SEMPRE E APENAS

Anónimo disse...

Um tipo para ser credível não pode escrever com esse fanatismo todo. Ou então tem de ir ao oftalmologista antes de ver futebol para corrigir as deficiências visuais.

Luis Duque disse...

Esse senhor(?) tem tiques de cobardola já que nao se justica perante as crícas apresentadas

Anónimo disse...

Este post é do Pedro Nuno, não é do Nuno.

C. Silva disse...

E o burro sou eu?
Nuno, claro que é o Pedro NUNO - ele +e que não dá pelo nome - o melhor é assobiar-lhe porque deve andar perdido.

Pedro Nuno Marques disse...

Mas justificar-me de quê? Querem que responda a coisas do tipo, “tudo bem que fomos prejudicados, mas como o adversário foi o FC Porto é melhor nada fazer” ou “aposto quem escreveu este post é lampião ou lagartuxo”. Poupem-me!

Anónimo disse...

Muito bem, Nuno (Pedr0)

o Mesmo disse...

Este Nuno Pedro não sabe responder a uma crítica - fraquinho, fraquinho
Nuno, vossemecê é Élio Mais Fraco Tchau