Arquivos

sábado, 19 de maio de 2012

A entrevista de António Cruz ao Mais Beira-Mar

O blog Mais Beira-Mar continua a fazer "serviço público" pela causa Beiramarense e, no seu programa na Rádio Ás, depois das entrevistas a Jaime Machado, Francisco Dias e Rui Cester Costa, esta semana foi a vez de António Cruz, ex-Presidente Adjunto do clube.
A entrevista que António Cruz concedeu ao Mais Beira-Mar não deve deixar nenhum Beiramarense que se preze indiferente e pode ser lida aqui (1ª parte) e aqui (2ª parte).
Em jeito de comentário à entrevista, devo dizer que durante bastante tempo me senti desacompanhado nos alertas que fui deixando, tanto nas Assembleias Gerais, como aqui no Bancada Norte e em várias conversas que fui mantendo com algumas pessoas que são visadas na entrevista. Desde 2005 que sou um crítico do caminho que o Beira-Mar enveredou. Em Junho de 2008 acreditei que estavam reunidas as condições para que o clube pudesse romper com o "caminho do abismo" que estava a percorrer. Contudo, um conjunto de circunstâncias que já foram imensamente discutidas (ainda que nem sempre da melhor forma) empurraram novamente o Beira-Mar para um caminho sinuoso que desuniu ainda mais o clube. Como consequência, prevaleceram as vaidades e os interesses pessoais de alguns, seguiram-se opções desesperadas e insensatas e hoje temos um clube endividado, esvaziado de massa crítica e que continua a desmobilizar os poucos que verdadeiramente o sentem. Mas, por mais voltas que possamos dar, quem faz as instituições são as pessoas e o Beira-Mar que hoje temos - a perder sócios, sem património e com a sua atividade comprometida - é o espelho dum conjunto de opções muito infelizes que foram tomadas nos últimos 8 anos. Se prosseguirmos o caminho que tem vindo a ser trilhado, a dimensão eclética do clube estará comprometida a muito curto prazo, sobrando apenas uma SAD que tem como único e assumido propósito vender jogadores cujas receitas são quase na totalidade para o acionista maioritário.
Infelizmente, este é um Beira-Mar que me dececiona e que muito se afasta do clube com o qual sempre sonhei.
Pela minha parte, quero apenas dizer ao António Cruz que não deve deixar de intervir e dizer o que pensa sobre o seu clube do coração. Pode ser que um dia haja uma chuva de humildade que molhe algumas personalidades que andam por aí em bicos de pés e o clube possa retomar um percurso condizente com a sua essência e que corresponda às expetativas dos aveirenses.

12 comments:

Anónimo disse...

As insttuiçoes e particularmente os clubes são aquilo que os seus sócios querem. Votaram, enganados ou não, este modelo, resta-nos ir acompanhando e fazer o que o Sr. António Cruz faz, exercer o seu direito de opinar.
De resto, os dirigentes devem sempre assumir as suas responsabilidades, sentem-se certamente confortáveis com a situação porque se assim não fosse demitiam-se até porque são pessoas bem formadas e com ética.
Vitor Guimarães

Anónimo disse...

O Cruz é dos poucos que resiste.

cagareu1922 disse...

A perder sócios, a desmobilizar quem o sente e a ganhar adeptos no estádio. Que rica contradição.

Nuno Q. Martins disse...

A ganhar adeptos no estádio? Só se for à custa do aumento de adeptos das equipas adversárias no EMA este ano e das borlas em quase toda a segunda volta do campeonato.
Não há contradição nenhuma para quem conhece bem o Beira-Mar sem ser de há meia-dúzia de meses.

Anónimo disse...

"...devido a um conjunto de opções muito infelizes."
Eu substituiria a palavra "infelizes" pela palavra "incompetentes". Com o resto concordo inteiramente. E acrescento, se um dia esse dia da chuva de humildade chegar, talvez se possa mandar fazer uma placa de mármore semelhante a esta que se vê aqui ao lado com os nomes dos distintos beiramarenses que tornaram possível o pavilhão que outros agora se preparam para vender para fazer lá apartamentos ou outra coisa do género e pôr bem escarrapachados nessa placa os nomes dos que nos últimos anos abriram a cova ao Sport Clube Beira Mar...

Anónimo disse...

Humildade, .... palavra desconhecida no seio da SAD e Clube(presidente).

Vitor Peixoto

Anónimo disse...

A entrevista foi mais do mesmo. Todos sabemos a merda que fizemos enganados pela direção.
Direção que mentiu e onde se inclui este senhor, só que teve um rebate de consciencia.

Anónimo disse...

Nuno,os beiramarenses esclarecidos estão contigo nesta cruzada.O nosso Clube está agonizando.É preciso fazer alguma coisa!

Francisco Dias disse...

Gostei da entrevista. Ao contrário do que muitos poderiam pensar, não caiu na tentação fácil (e que muitos não resistiriam) de "lavar roupa suja". Disse o que pensa, e dá a conhecer alguns pormenores interessantes acerca da constituição desta SAD. Fazem falta ao clube mais "Antónios Cruz".

Anónimo disse...

Cruz`es há poucos.

Anónimo disse...

O homem é inteligente, porque deu-lhe forte, mas nem todos perceberam.

Anónimo disse...

O António Cruz é uma figura, outros são figurinhas