Arquivos

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Época 2012/2013 - A reflexão...

É difícil num momento como este reflectir, embora a vida continue e esperamos todos nós que um dia (o mais tardar para o ano, estejamos de novo no primeiro escalão nacional).
Este Beira-Mar começou logo mal desde o inicio. Começando numa SAD e num tal Majid "manhosos" que nos levou a onde estamos agora, e veremos o que o futuro nos reserva..
Contudo, esta análise/reflexão não passará apenas e só pela SAD e seus abutres, mas também pela qualidade deste plantel (sabendo que a sua qualidade se rege por quem os coloca lá). E vendo bem, o Beira começou logo mal na 1ª jornada, contra um rival nosso, a Académica, em que empataram 3-3 nos +ultimos minutos quando estiveram a ganhar por 3-1 aos 80 minutos. Já aqui começou o desaire.. E como se costuma dizer..."pau que nasce torto, tarde ou nunca se indireita".
Não estarei aqui a mencionar jogo por jogo, mas entre outros, o jogo contra o SC Braga no Municipal de Aveiro, foi deveras igual ao da Académica.
Partindo para outro ponto, as arbitragens tiveram também algum peso nesta classificação do Beira-Mar com erros que nos levavam neste momento a estaremos confortáveis numa posição de permanência da Liga Zon Sagres. Contudo, penso que não tivemos dirigentes competentes, de peso e "ratos" neste mundo do futebol português, que fizessem o mínimo para também darem um murro na mesa em detrimento de alguns jogos miseravelmente apitados.
Tendo já falado nesta equipa, penso que foi das mais medíocres que podemos ter nos últimos anos. Tudo bem, que os tempos são de crise, e que não podemos fazer negócios mais avultados, mas houve algumas, para não dizer muitas falhas na constituição do plantel. É verdade que não é preciso gastar imenso dinheiro para ter jogadores que possam levar o clube a fazer um excelente campeonato, mas na minha óptica não é com jogadores da 1ª Divisão B que lá vamos...
Costuma-me a admitir, mas na verdade a culpa foi nosso e não tanta dos árbitros. Cometemos infantilidades que nem o Gafanha nas distritais cometeria. Falando dos últimos jogos, deslocação ao Rio Ave, em que só mesmo uma equipa inexperiente como a nossa deixa-se sofrer no último segundo!! Às vezes caiem para o chão, levam uma cabeçada e queixam-se da canela, e naquele jogo não souberam fazer anti-fair-play? Enfim..
Deslocação ao Estoril, uma vez mais fomos "comidos" por um jogador que eu até já pensava que tinha alguma experiência disto. Tudo bem que no salto do Steven Vitória sobre o Rui Rego, é na pequena área e houve toque e é para falta, mas para quê complicar o que pode não parecer óbvio?? A verdade é que aconteceu, e feito andorinha, lá teve mãos de manteiga e deixou a bola "escorregar" das mãos e foi golo..e ficou à espera que um árbitro apitasse. É inadmissível!
Esta recepção ao Sporting, para quem DEVIA de ter ganho, foi inexplicavelmente MISERÁVEL.
Infantis, é a palavra certa para descrever os momentos dos golos. Defesa muito muito fraquinha para lances que se aprende nos iniciados.
Depois de ter escrito tanta coisa, realço o melhor jogo para mim feito por esta equipa, que depois de o observar fiquei a pensar "Este Beira-Mar tinha tudo para lutar por um lugar europeu, caso jogasse assim todos os jogos..". E o principal motivo está ai "Se jogasse assim todos os jogos.." (o que não o fez!).
Estou claramente a falar do jogo realizado em casa contra o SL Benfica, em que vi um Beira-Mar a encostar  uma equipa como o Benfica, extremamente demolidora no nosso campeonato, fazendo-os jogar nas suas linhas mais baixas e criando algumas oportunidades de golo. Vi um Beira-Mar como há muito não o via. Pena é terem naquelas cabeças uma mentalidade de andorinha e jogarem assim só porque era o Benfica. Por isso, merecem estar na 2ª divisão. Porquê que digo isto? Muito simples, porque uma equipa que não consiga praticar o futebol que fez contra o Benfica em mais outros 30 jogos, é uma equipa que não merece o escalão que ocupa. É uma vergonha ver jogadores que sabem que valem e sabem que jogam bem, até porque o demonstraram nesse jogo, e em jogos cruciais como Olhanense e outros, começam a inventar rodriguinhos e afins. E, Nildo, porque não fizeste o rodriguinho que fizeste contra o Olhanense (que nos custou a derrota) no jogo em casa com o Benfica?!? Porque sabias bem que nos custaria um ataque fortíssimo e provavelmente um golo da equipa encarnada. E é esta mentalidade que o treinador não conseguiu depois implementar noutros jogos, provavelmente porque o seu amigo do Norte lhe tinha telefonado para fazer o jogo do ano frente ao Benfica. Enfim...
Finalizando, nada tenho mais a dizer do que esperar pelos próximos meses, mas tenho muitas dúvidas que nos próximos anos, até seremos chefiados por estes abutres, estejamos de volta ao maior escalão português.
E veremos se ficamos pela 2ª divisão...
Acima de tudo, FORÇA BEIRA!