Arquivos

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Petição: Queremos de volta o Sport Clube Beira-Mar ao relvado do Estádio Mário Duarte

Petição pública - Queremos voltar ao Estádio Mário Duarte
Esta petição foi lançada por mim há algum tempo, e espero que face aos últimos comentários proferidos pela actual administração da SAD beiramarense, o desejo de voltarem a requalificar e colocar o Beira-Mar de novo a jogar no velho Estádio Mário Duarte faça sentido. Verdade é que muitos adeptos perderam a ligação ao Sport Clube Beira-Mar depois da mudança para cascos de rolhas, para um estádio num meio descampado. Muitos, incluindo eu próprio, mantenho a promessa de que no dia em que o Beira-Mar volta à sua verdadeira casa, lá estarei novamente para pagar cotas e ver os jogos em casa. Isto é realmente o que 80% dos beiramarenses que se desligaram do clube pensam neste momento. Muitos deles, nem se importam de pagar as cotas para irem ver 1 ou 2 jogos por mês no mítico Mário Duarte, o qual estava perto da ria, dos velhos aveirenses que devido à distancia não puderam acompanhar o Beira-Mar, assim como aqueles que na periferia como os vaguenses, ilhavenses, gafanhas, se colocavam em poucos minutos no pulmão do Parque de Aveiro para irem apoiar o Sport Clube Beira-Mar. Todos sabemos que naquele estádio pequeno, muitas das grandes equipas não passaram, e foi lá que o Beira-Mar fez algumas subidas de divisão e outros feito históricos, como o seu primeiro jogo em casa para a Taça UEFA frente ao Vitesse. Ninguém tem dúvidas que os resultados desportivos seriam bem melhores, os pontos amealhados em casa seriam muito mais do que aqueles que fizemos quando fomos para o novo estádio, assim como a nível de jogo, o Beira-Mar praticava um futebol mais atractivo além de que o apoio seria bem maior.

Tentei fazer uma micro-análise aos últimos 5 anos no Estádio Mário Duarte entre 1998/99 e 2002/03:
  • 1998/1999 (Estádio Mário Duarte)
     - 12 vitórias, 17 empates e 13 derrotas.
     - 54 golos marcados e 58 golos sofridos.
     - 16º lugar na 1ª Liga Portuguesa (descida de divisão)
     - Vencedor da Taça de Portugal
  • 1999/2000 (Estádio Mário Duarte)
    - 19 vitórias, 12 empates e 9 derrotas.
    - 59 golos marcados e 38 golos sofridos.
    - 2º lugar na 2ª Liga Portuguesa (subida de divisão)
    - Finalista na Supertaça Cândido de Oliveira (perdemos as 2 mãos com o FC Porto)
    - Taça UEFA 1999/2000 1ª ronda (1-2 na 1ª mão, 0-0 na ª mão)
  • 2000/2001 (Estádio Mário Duarte)
    - 14 vitórias, 7 empates e 14 derrotas.
    - 45 golos marcados e 52 golos sofridos.
    - 8º lugar na 1ª Liga Portuguesa
  • 2001/2002 (Estádio Mário Duarte)
    - 11 vitórias, 9 empates e 16 derrotas.
    - 52 golos marcados e 58 golos sofridos.
    - 11º lugar na 1ª Liga Portuguesa
  • 2002/2003 (Estádio Mário Duarte)
    - 10 vitórias, 10 empates e 16 derrotas.
    - 45 golos marcados e 53 golos sofridos.
    - 13º lugar na 1ª Liga Portuguesa
    - Fary melhor marcador da Liga 2002/2003
Agora, a micro-análise aos primeiros 5 anos no Estádio Municipal de Aveiro entre 2003/04 e 2007/08:
  • 2003/2004 (Estádio Municipal de Aveiro) - 12 vitórias, 8 empates e 16 derrotas.
     - 39 golos marcados e 48 golos sofridos.
     - 11º lugar na 1ª Liga Portuguesa
  • 2004/2005 (Estádio Municipal de Aveiro)
    - 10 vitórias, 15 empates e 17 derrotas.
    - 43 golos marcados e 62 golos sofridos.
    - 18º lugar na 1ª Liga Portuguesa (descida de divisão)
  • 2005/2006 (Estádio Municipal de Aveiro)
    - 18 vitórias, 14 empates e 3 derrotas.
    - 45 golos marcados e 19 golos sofridos.
    - 1º lugar na 2ª Liga Portuguesa (subida de divisão)
  • 2006/2007 (Estádio Municipal de Aveiro)
    - 12 vitórias, 15 empates e 19 derrotas.
    - 52 golos marcados e 65 golos sofridos.
    - 15º lugar na 1ª Liga Portuguesa (descida de divisão)
  • 2007/2008 (Estádio Municipal de Aveiro)
    - 13 vitórias, 16 empates e 11 derrotas.
    - 36 golos marcados e 42 golos sofridos.
    - 6º lugar na 2ª Liga Portuguesa

Como podemos ver nos últimos 5 anos e nos primeiros 5 anos em estádios diferentes o Beira-mar perpetuou os seus adeptos com algumas tristezas e alegrias, embora as alegrias fossem sempre maiores no velho Estádio Mário Duarte. Em relação aos últimos 5 anos a contar de hoje no Estádio Municipal de Aveiro as coisas também não abonam a favor do sucesso e desde que o Beira-Mar veio para o Estádio Municipal de Aveiro e virou em SAD que o clube aveirense deu uma volta de 180º não tendo ninguém ao leme com punho como antigos dirigentes que levaram o Beira-Mar a ser das equipas portuguesas mais respeitadas, sobretudo nos seus jogos caseiros, onde muitos adversários sentiam que jogar em Aveiro poderia ser sinónimo de perda de pontos, tendo sido considerado um dos estádios mais difíceis de se jogar. A dimensão do nosso clube não pode ser tão megalómana para teremos o 5º maior estádio de Portugal, até porque só as moscas é que o enchem.

Se concordas com a vinda do Sport Clube Beira-Mar para o antigo Estádio Mário Duarte, assina a petição em PETIÇÃO PÚBLICA - Beira Mar

Vamos reerguer novamente a mística aveirense. Vamos fazer com que o desejo se realize.

Beiramarense um dia, Beiramarense para todo o sempre.


Update:

  1. Todos nós sabemos que a requalificação do Estádio Mário Duarte envolveria custos, principalmente nas infraestruturas e possivelmente na colocação de cadeiras novas. Contudo, penso que se houver uma peditório, uma chamada dos aveirenses para ajudarem com a sua solidariedade, a requalificarem o estádio que está em estado degradante e o qual de certeza iria ser correspondido na totalidade pelos amantes de Aveiro. O Beira-Mar teria ajudas bem maiores das empresas envolventes de Aveiro do que as que tem neste actual estado.
  2. Um dos pontos que já se falou foi a demolição do EMA, mas isso só as entidades que gastaram 63M€ diz respeito, desde que deixem o Sport Clube Beira-Mar longe do processo e qualquer ligação com custos ao EMA.
  3. As operações de financiamento do EMA, através de fundos imobiliários, custam aos aveirenses 9.400€/dia, cerca de 3,5M€/ano a todos os contribuintes aveirenses, dinheiro suficiente para requalificar o Estadio Mario Duarte e reerguer uma equipa como o Sport Clube Beira-Mar, onde de certeza que passado 1 ano deste investimento, o montante seria bem mais baixo.
  4. O mais triste é saber que passados 12 anos, cada aveirense paga 32€/ano para o 'mono' que se situa fora de Aveiro.
  5. A minha sugestão ficaria numa taxa especial de 1º ano imposta pela Câmara de Aveiro, onde cada aveirense daria 10€/ano (só no 1º ano) o que representaria no 1º ano aos 78.000 habitantes contribuintes aveirenses uma verba a rondar os 780.000€, o que juntando ajudas de empresas aveirenses o montante chegaria ao montante considerável de 1M - 1,5M€, o que já daria muito jeito para requalificar a estrutura do velhinho estádio.

10 comments:

Jorge Greno disse...

Quanto custaria reabilitar o estádio velho?
Quem iria pagar?
Esta é uma falsa questão.
No EMA tivermos jogos da 2ª liga com mais de 10000 espectadores.
O que nenhuma direcção fez foi alterar o regulamento de sócios e o valor das quotas à realidade do EMA.
Quotas mais baratas e adaptadas ao EMA (justifica-se, por exemplo, a diferença entre os sócios cativos e os de bancada? e bilhetes com preços razoáveis, acompanhados de estratégia comercial e transportes para levar as pessoas ao estádio e a coisa compunha-se.

Silva disse...

Sr Cardoso por favor não seja lírico e um autêntico Velho do Rossio.
Não é pelo estádio, EMA; que não há assistência, mas sim pelo estado em que encontra o BM em que os próprios aveirenses ditos cagaréus, veja-se Artur Filipe, enterraram o BM. Quantas pessoas vão aos jogos hoje em dia em Portugal - fica tudo de cu alapado a ver a TV, a ver os estarolas e há mais motivos de interesse do que o futebol - por que razão o Decathlon e o Retail ao Domingo estão sempre cheios e o EMA que está a 100 metros está às moscas?
Nós somos grandes e não pequeninos e amorfos que queremos imitar os da Covilhã que quiseram voltar ao seu campo de quintal para ganhar jogos.
Hoje em dia qualquer pessoa tem carro e vai nem que seja só pra atravessar a rua mostrar a sua viatura; vamos pensar pra frente o velhinho MD já foi e seriamos gozados se aquando da visita dos estarolas voltássemos para o EMA. O antigo MD é um ótimo campo de treinos e para as camadas jovens enquanto a CMA não cismar vender para a imobiliária - em Braga o campo té fora da cidade e o pessoal continua a ir aos jogos ainda em mais quantidade - quem está interessado agora em er jogos em que tem de estar à chuva?
Sr Cardoso não se diga assim tão beiramarista se nem sequer apoia as modalidades amadoras do clube pagando as suas quotas?
Um abraço dum sócio com 50 anos de quotas sempre em dia
Eia avante BM

Silva disse...

Apoio e faço minhas, com a devida licença, as palavras do dr Jorge Greno.

Anónimo disse...

Deixem-se de estádios velhos. É uma falsa questão, o presente e o futuro é o EMA.
Concordo com o Jorge Greno.

Meira disse...

Não concordo com o seu comentário.
A reabilitação do estádio pode e deve ser feita com capital privado de investidores. Não esqueça que o estádio é 'casa' dos escalões de formação do clube e nunca pode ser deixado ao abandono. Há-de sempre exigir manutenção e gastos inerentes, seria apenas uma questão de fazer algumas adaptações por forma a poder receber competições profissionais, como já no passado aconteceu. E acha que o Municipal de Aveiro não comporta gastos para o clube, neste caso, SAD?

E quando refere que houve jogos da II Liga no Municipal de Aveiro com mais de 10000 espectadores, com certeza colocou, por engano, um zero a mais. Se me disser que houve jogos com assistência superior a 1000 espectadores, sim, também os houve. Superior a 10000 nem sequer no jogo que consagrou a última subida de divisão contra o Carregado, onde estiveram perto de 8000.

Por conseguinte, trocar de estádio para poder ter melhores 'casas', para poder devolver uma mística cujo paradeiro é desconhecido, para conseguir (re)unir os beiramarenses e os aveirenses em geral em torno do clube da região, para tentar devolver um pouco da glória que outrora esta instituição centenária já teve em que já esteve no top 10 de clubes com mais associados em que ultrapassava os 10 mil...? Eu diria, SIM!

Saudações aurinegras.

Rui André disse...

É preciso pensar bem e avaliar o futuro do EMA? Será que esse estádio algum dia vai ser viável? O Beira-Mar e a cidade terão condições para manter aquele estádio?

Eu vejo o caso muito mal parado, a construção do EMA foi das piores coisas que aconteceram à cidade. Foi um investimento exorbitante e depois acabámos por não beneficiar em nada. O clube ficou mais fraco, as pessoas afastaram-se, o Mário Duarte foi abandonado, enfim. Os jogos do Euro, as finais da supertaça, os jogos com os grandes não compensaram minimamente nem justificaram o investimento. É dinheiro que nunca vamos recuperar e que tanta falta fez.

Agora é preciso avaliar se vale a pena continuar com o EMA ou se é para acabar. Eu acho que não haverá coragem para abandonar o EMA e por isso o Beira-Mar vai lá continuar. Regressar ao Mário Duarte é uma miragem.

BM disse...

Caro Jorge, essa estratégia não nos vale (nem nos valeu até hoje).
Quanto nos custa estar a pagar o EMA? Quanto custa a manutenção EMA versus manutenção Mário Duarte?
O que andamos aqui a fazer (ou a brincar às palavras) "ano pós ano" negligenciando o problema sem dizer a verdade dos factos olhando apenas só pelo buraco.
Jorge, falamos por skype? Terei muito para lhe contar ;)
abraço

Pedro Neves disse...

Esta petiçao só é possivel se nao soubermos como esta o velho Mario Duarte. Mas é o novo estadio o culpado do estado do clube? Em fim...

Tiago Batista disse...

Concordo em absoluto com o Jorge!

Anónimo disse...

viva!!
exelente blog,parabens!
Sou fotografo profissional,como tal ,voluntario-me para ajudar!
Tambem me encontro a ajudar na reconstruçao do nosso mitico estadio!!
Toda a ajuda e pouca!!!

viva o beira-mar!!