Arquivos

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Um desabafo...

Este post constitui uma excepção à linha editorial deste blog assumidamente desportivo e Beiramarense. Contudo, o futebol e o desporto em geral são componentes fundamentais da nossa sociedade. A nossa sociedade é aquela em que eu me insiro. É, portanto, motivo da minha preocupação. Não consigo perspectivar a minha vida sem olhar para o lado e sentir o que se passa. E é grave o que se passa. A minha geração não reconhece o grande esforço nem os valores por que se bateram aqueles que tornaram a revolução de Abril possível. O voto não é assumido como um instrumento democrático, de manifestação da vontade popular, mas antes, como uma legitimação dos pretendentes aos tachos e "boys". Ao virar da esquina, usando e abusando da liberdade que a revolução nos deu, comenta-se - "Isto tem que mudar!"... Orgulhosamente, a mesma voz repete - "Eu nem vou votar! São todos uma cambada de...".
E é este o país que dá maiorias absolutas a "candidatos-arguidos" que perderam a confiança política dos seus partidos. E é este o país que vai para a rua manifestar-se contra tudo e contra todos. E é este país que reclama constantemente a mudança e acaba por dar o "poder" sempre aos mesmos... E é este país em que para se ganhar eleições não basta sê-lo... é preciso paracê-lo! E assim vai frágil a nossa democracia, em que as maiorias são eleitas pela minoria (a que vota) e cujos horizontes se estreitam geracionalmente.
Independentemente das preferências partidárias de cada um, acho que não há motivos para celebrar. De que valem as vitórias eleitorais se a batalha pela preservação da democracia se está a perder?

0 comments: