Arquivos

domingo, 3 de dezembro de 2006

Crise

Ontem saí do EMA amargurado. Propositadamente, só hoje me resolvi a comentar o jogo. O futebol profissional do clube, «motor financeiro» da instituição, está em crise.
O Clube precisa, agora, mais do que nunca, de gente clarividente com capacidade para analisar objectivamente o momento da equipa e perspectivar soluções de superação. Já li nos textos e comentários doutros blogues várias análises ao jogo de ontem e apenas numa crítica constato consensualidade: falta de empenho de alguns atletas que se traduz em desconcentrações fatais para a equipa.
No resto, isto é, variantes tácticas, fio de jogo e análises individuais, a crítica diverge, o que é revelador de pitadas de paixão que são saudáveis mas contaminam a verticalidade de uma análise que se pretende lúcida.
Como é hábito aqui no BN, as análises aos jogos ficam a cargo do Filipe Guerra, tornando assim este blogue menos egocêntrico. Sem prejuízo da análise do FG que virá a ser publicada amanhã, sinto necessidade, nesta altura, de partilhar algumas considerações pessoais. Aqui vai, por tópicos:
1. O adepto chega ao parque de estacionamento do estádio e, para se dirigir à sua porta de acesso ao recinto, é obrigado a contornar grades e mais grades… ou seja, quando finalmente entra no estádio, já vai de mal com a vida. Estão dadas as boas vindas aos cada vez menos tolos (eu incluo-me) que se deslocam ao estádio…
2. Quando pensamos que a noite já está fria, ainda consegue ser mais fria quando entramos no estádio. O ambiente das bancadas nos jogos do Beira-Mar é deprimente.
3. Olho para o “onze inicial” e vejo que o treinador repete erros “antigos”:
Ricardo a defesa direito?!
Buba e Torrão de início…
Rui Lima no meio…
Vasco Matos no banco…
Congratulo-me ao ver Ale de novo na baliza.
A jogar em casa, tendo necessidade de vencer, jogar com o Ricardo (bom central) a lateral direito, um jogador que não ataca e não sabe efectuar cruzamentos, é amputar a equipa de jogar pela direita.
O Buba, minha gente, marcou três golos ao Sporting mas isso não o torna o melhor defesa central do Beira-Mar. É um jogador desastrado nas marcações e isso é fatal para qualquer defesa.
Em relação ao Torrão, ainda na semana passada fiz esta observação no blog Orgulho Beiramarense: “Torrão recupera mas também perde muitas bolas no meio-campo, não é jogador para ser titular”. Não tenho mais nada a acrescentar.
O Rui Lima a jogar no meio é um “crime”! Ele e o Vasco Matos são os dois melhores alas da equipa. São os que melhor conseguem ganhar as linhas e efectuar bons cruzamentos… Se um inicia o jogo no centro do terreno e o outro no banco, está tudo dito.
Quanto à questão dos guarda-redes, eu não tenho dúvidas. Dos três que já actuaram esta época, o Ale é o melhor e ontem, apesar de uma saída em falso num cruzamento, esteve bem na maioria dos lances, evitou vários golos e não teve responsabilidades nos que sofreu.
4. Só falo no Jardel porque a imprensa e os adeptos teimam em falar do homem. Em campo, tem utilidade ofensiva quando a equipa consegue exercer pressão e jogar sobre o último terço do campo. No entanto, é preciso ter em conta que é menos uma unidade em campo a defender e os desequilíbrios sentem-se depois no sector mais recusado.
5. Se todos os jogadores tivessem a garra e atitude do Jorge Leitão em campo, até podíamos ter o pior plantel da Liga (continuo a achar que não temos) mas não estaríamos na posição que estamos.
6. Defendo a titularidade do Ribeiro se este estiver em boa forma, mas colocar o Ribeiro a 15 minutos do fim, numa altura em que estávamos a perder por um golo e tentávamos o “tudo por tudo” é anedótico. Naquela fase, qualquer substituição que pudesse trazer algo de novo à equipa em termos ofensivos seria importante…
7. Existe, claramente, um problema de abordagem aos jogos que não é recente. As melhores unidades dos adversários, aqueles que são potencialmente os desequilibradores, não são alvo de marcações rígidas e individualizadas. O José Pedro e o Silas tiveram sempre liberdade para receberem as bolas como queriam…
8. A forma como a concentração de uma equipa tem que ser trabalhada. Sabendo-se que os índices de confiança estão em baixo e a intranquilidade resultante da classificação retira discernimento aos jogadores, é fundamental entrar em campo e assentar jogo, isto é, a primeira preocupação colectiva deverá ser não sofrer golos nos primeiros 15/20 minutos nem permitir espaços ao adversário que lhe dê confiança que pode chegar ao golo. É fundamental agarrar o jogo de início, pois, para uma equipa que se encontra aflita, o pior que pode acontecer é sofrer um golo logo nos primeiros minutos do jogo. Aquela perda de bola do Torrão e outras que se sucederam doutros jogadores são sintomáticas da falta de disciplina e concentração da equipa na forma como devem abordar o jogo. Isto trabalha-se durante a semana.
9. São imperdoáveis as falhas de marcação em lances de bola parada. O segundo golo do Belenenses é idêntico a tantos outros que já sofremos esta época (como são exemplos mais recentes o golo do Setúbal e o primeiro da Académica). São lances básicos do futebol. É uma questão de princípio. Assim, não há equipa nem treinador que resista. Quando se entra em campo é para dar tudo, tanto em termos físicos como em termos de concentração. Quem não está à altura das exigências de uma Liga profissional, deverá mudar de ramo de profissão.
10. Apesar das minhas considerações críticas, o treinador é o menos culpado pois herdou um conjunto de atletas extremamente mal preparado. Aquilo que espero de Carvalhal, é que tenha engenho para inverter esta dinâmica de derrota e possa “reciclar” esta equipa.
Por último, cada vez que vou ao EMA, sinto que andamos para trás no tempo. Os ecrãs do estádio continuam com um problema técnico desde o início da época (deve ser muito caro arranjar… só pode!). Agora, até as placas das substituições são as típicas da década de noventa e normais de um qualquer campo dos distritais. Para cúmulo, o Beira-Mar foi o principal prejudicado com o tempo que demorou uma das substituições do Belenenses, pois alguém queria à força que saísse o número 1 (não existia) da equipa do Restelo… e afinal era o 10. Faltava o zero…

34 comments:

Anónimo disse...

Concordo plemamente contudo na tua análise, Nuno, e veja-se o meu comentário no post anterior; Só mais uma coisinha: não é estranho que o n/ Mister nunca se tenha levantado do banco(?!) - só o fez 1 vez - e sempre que vinha ou ia para o balneário era sempre à pressa - estaria com gripe?
King-Fou

Anónimo disse...

King-Fou deixa de dizer asneiras, no post anterior disseste k a assistencia do Super foi sorte,~és cómico......é cm cada um fdx....

Frente ao Setúbal a assistencia tb foi sorte n foi? LOLOLOLOL SUPER MÁRIO JARDEL o melhor PL k viste jogar no nosso campeonato portanto kd falares dele n digas asneiras...

Anónimo disse...

King-Fou deixa de dizer asneiras, no post anterior disseste k a assistencia do Super foi sorte,~és cómico......é cm cada um fdx....

Frente ao Setúbal a assistencia tb foi sorte n foi? LOLOLOLOL SUPER MÁRIO JARDEL o melhor PL k viste jogar no nosso campeonato portanto kd falares dele n digas asneiras...

Anónimo disse...

Basta de bater no ceguinho!!! o Beira Mar em ultimo e a direcção a apresentar acordos com equipas brasileiras como isso fosse o importante! O mal não está na equipa, este é mais profundo. Ja viram da parte da Direcção alguma preocupação? O beira Mar necessita de alguém mais dinamico e não de alguem que só pensa em dar entrevistas para ficar bem na fotografia. Assim não vamos lá... é visivel que a cidade está de costas voltadas para a equipa. O beira Mar precisa de uma mudança.. a sério..

Anónimo disse...

Análise quase perfeita, mas tu sabes que tens que ir mais a fundo para atingires o cerne da questão, pois ela é muito superficial, para se encontrarem os culpados deste descalabro desportivo e financeiro, se não vejamos:
1ºEu não acredito que o Inácio, tivesse escolhido o plantel, pois ele de certeza que não ia á loja dos trezentos, buscar 17 jogadores em vez de ir buscar 8 com nivél e que fizessem a diferença, para lhe defenderem as costas, aliás afirmou isso públicamente no fim da época passada.
2ºQuem são os culpados, dos quadros do nosso Clube terem 44 profissionais de futebol, tendo 33 no plantel e onze emprestados a clubes d 2ªB,não ouve um, que tivesse interessados na Honra o que denúncia a sua qualidade. É evidente que SCB paga pelo menos 2 terços dos seus vencimentos.
3ºQuem são os pais e responsáveis, pela aquisição de Dédé, que custou 150.000 euros, que em princípio não vai jogar esta época nem nos juniores, nem nos séniores. Com o seu vencimento e a estadia da mãe, vão totalizar mais 50.000, o que prefaz no total 200.000 euros, que dariam para contratar 2 jogadores de top que tanta falta fazem neste plantel.
4º Quem são os responsáveis pela degradação dos três relvados do Clube, que obriga nesta altura os profissionais, a andarem com a casa ás costas.
5ºQuem vão ser os responsáveis pelo descalabro económico e desportivo (se souberem ainda estão a tempo de o evitar)do SCB.
6ºSerá que vai haver Assembleia em Dezembro?!
Os Sócios tem todos muita culpa, mas os que aprovaram as contas de 2005/06, terão muito mais culpas, pois deram um cheque em branco a uma Direcção que nessa altura, já merecia um cartão amarelo.Pois sempre primou pela mentira, principalmente em relação á anterior Direcção que lhe deixou um Clube com saldos positivos em seis anos consecutivos e dinheiro em créditos com todas as dívidas pagas até 31 de Agosto, no valor de 500.000 euros. Mas como gratidão estes sujeitos sempre escamotearam a verdade e apelidaram os antigos dirigentes com mimos que ultrapassam o minimo da decência.
Espero que os "coveiros do nosso Clube", não tenham já identificação
e que pelo menos salvem os resultados desportivos, para não sermos confrontados com novas formas de gestão, tão do desagrado da maioria dos Sócios.
Mais havia para dizer, mas já abusei demasiado do espaço que não é meu, pelo que peço desculpa ao NUNO.
Sócio nº930

Anónimo disse...

E como eu disse já estao em ultimos!

Special One

João Miguel disse...

este parece um filme q todos nos ja assistimos....beira-mar incapaz, sem soluçoes, os adeptos aveirense n vao ao estadio, jogadores mediocres...
tudo isto sao questoes q se levantam!!!
a epoca passada, mais jogo menos jogo, o beira-mar ja sabia q ia subir divisao.logo tinha mais que tempo para andar no mercado, para culmatar as lacunas da equipa...neste momento, atrevo-me a dizer q só um!!! jogador merece aquele simbolo ao peito.JORGE LEITÃO...luta,corre,marca...resto?!!!n conseguem fazer 3 passes consecutivos, recepçoes sem nexo, centros para area sem olhar, percas de bola incriveis, falhas marcaçao imperdoaveis...culpa do treinador?!!deste n é de certeza, está a receber uma equipa q n era sua, n foi feita á sua medida...certo q todos nos pensamos q ontem o 11 poderia ser diferente.talvez.mas quem adivinhava uma perca de bola "estupida" que nem um infantil faz...0-1...jardel, faz falta equipa.FAZ, gordo, pesado, quase q nem corre, mas esta sempre na área, e só isso mete respeito.marca, da a marcar e abre espaços, agora o beira tem de jogar e c 2 alas, que saibam centrar, e um jogador atras para ganhar as segundas bolas.isto minha opiniao sobre alguns aspectos tacticos.para mim principal culpado do momento do beria...DIRECÇÃO...teve tempo suficiente para andar no mercado de jogadores, os que vieram n acrescentaram nada, a razao do publico n ir ao estadio...ja la vai tempo em q socio podia levar um acompanhante, eu socio ainda tenho q pagar para ver os jogos.
desde puto sempre fui ver os jogos do beira-mar, sempre fiel, mas por favor, nao nos façam é sofrer, se jogarem bem e perder, sou daqueles q aplaude no fim do jogo, agora ver um estadio despedido, c a pobreza do futebol...ninguem é de ferro.
desde o tempo do ribeiro, do vinagre,hippy,casal...destes todos so o ribeiro chegou aos seniores do clube e foi jogando...cade a formaçao ao longo destes anos?
força beira

Anónimo disse...

Em relação ao post do Nuno:

1º É bem verdade que as barreiras são sempre desagradáveis, mas são semelhantes às existentes noutros estádios, pelo que... até nem é por aí que eu possa deixar de sentir vontade de ir ao estádio e de ser um dos poucos "tolos" que continuam a assistir aos jogos no novo estádio.

2º A reduzida asistência nos jogos do Beira-Mar é, de facto, um problema grave que urge resolver. A falta de adeptos não se explica apenas pelos resultados desportivos menos positivos... A justificação é bem mais profunda e este cenário deprimente só poderá ser ultrapassado com muita dinâmica que não reconheço na actual Direcção. Aliás, o mesmo já acontecia com a Direcção anterior...

3º Quanto à constituição do plantel no início do jogo, também fiquei surpreendido com a inclusão do Ricardo em vez do Ribeiro, mas depois de ver o Ribeiro a recuperar a passo depois de 5 minutos em campo!!! E pá, por muito que gostemos do Ribeiro por ser criado no Beira-Mar, ele também deveria ajudar, mas até parece que faz de propósito para jogar mal. Como é possível que estando em campo apenas 15 minutos fosse sucessivamente ultrapassado pelos jogadores do Belenenses?!?... Ou o Ribeiro arrepia caminho ou não lhe auguro um grande futuro. Não será estranho que dos vário treinadores que já passaram pelo Beira-Mar o Ribeiro tenha quase sempre passado de aposta inicial a 2ª ou 3ª opção para lateral direito. O Ribeiro já deveria ter tirado as suas próprias ilações... Ribeiro, se leres este comentário talvez este comentário "duro" te faça acordar e voltares às exibições da 1ª volta da época 2003/2004 no velhinho Mário Duarte.
Quanto às restantes opções do Carvalhal não me surpreendarem, pois não se podem fazer omeletas sem ovos e, é um facto, o plantel do Beira-Mar é muito fraquinho... O menos culpado será seguramente o Carvalhal.

4º Quanto ao Jardel, não tenho dúvida que é o melhor jogador do Beira-Mar. O problema é o resto do plantel não conseguir fazer centros do nível do Drulovic ou do João Pinto. Aliás, os centros são muito poucos e quando são efectuados são quase sempre sem objectividade. Até parece que os jogadores não treinam... Claro que com um plantel assim, será discutível a utilidade do Jardel, mas não deixa de ser um bom jogador que no jogo com o Belenenses até pareceu já com a estampa física do Jardel do FCP e do SCP. Talvez não me surpreenda de em Janeiro ver o Jardel a marcar golos noutro emblema e nessa altura nós sentirmos uma certa azia... Vejam que o Jardel, contabilizando golos marcados mais assistências para golo, é o nosso jogador mais produtivo, ainda por cima, com os poucos minutos de utilização.

5º Concordo plenamente. O Jorge Leitão correu mais do que os jogadores todos juntos do Beira-Mar. Como é possível o Jorge Leitão apresentar índices físicos tão bons, mesmo no final do jogo e os restantes andarem a arrastar-se pelo campo? Não haverá por aí muita falta de vontade em muitos jogadores?

6º Quanto à utilidade do Ribeiro, já me pronunciei atrás, contudo volto a afirmar que me custou a perceber como é que um jogador que só jogou 15 minutos estivesse tão lento e com a "língua de fora" desde que entrou.

7º Quanto à abordagem ao jogo não iria por aí. Não me parece que o Carvalhal, conhecendo o José Pedro e o Silas, não tenha alertado os nossos jogadores para o seu potencial. As marcações é que foram, como têm sido, muito fracas. Mais, quando um jogador do Beira-Mar tem a bola, os adversários aparecem sempre em grande número na tentativa de a recuperar. Pelo contrário, quando os adversários têm a bola, a marcação é quase sempre individual e, muitas vezes, à queima. Até parece que os nossos jogadores não se querem cansar para se pouparem para a parte final dos jogos... Seria preferível ter jogadores, quem sabe menos habilidosos, mas mais trabalhadores e talvez os resultados fossem outros.

8º O Torrão até é daqueles que mais trabalha no meio campo. Não me parece justo estar a crucificar o Torrão por uma perda de bola naquele local quando ainda existia um quarteto defensivo atrás e mais o Jorge Silva enquanto o Belenenses só tinha dois jogadores e mesmo assim deixaram o José Pedro pôde avançar uns metros e rematar de bem longe para um bom guarda-redes (como o Pavel) defender.

9º É verdade que foi mais uma falha de marcação, mas também é verdade que foi mais um golo na pequena-área... Os erros defensivos por falta de concentração, de esforço, de estofo e de superação são demais. Este domingo estive a assistir a um jogo da 2ªdivisão B e se os nossos jogadores corressem metade, do que eu vi aqueles jogadores amadores correrem, se calhar os nossos resultados teriam sido outros. As tarefas defensivas devem de ser mais esforçadas. No limite da superação. Antes quebrar que torcer.

10º Quanto ao último ponto do post do Nuno, concordo a 100%. O Carvalhal não tem culpa nenhuma. Só espero que lhe deem espaço para trabalhar e para poder trazer meia dúzia de jogadores com qualidade, e muita garra, para a 2ª volta do campeonato. Relativamente aos ecrans gigantes é uma vergonha... Será que a garantia já terminou? Não acredito. De qualquer das formas é uma VERGONHA!!!

sport Clube beira-Mar, natação disse...

"Existe, claramente, um problema de abordagem aos jogos que não é recente. As melhores unidades dos adversários, aqueles que são potencialmente os desequilibradores, não são alvo de marcações rígidas e individualizadas. O José Pedro e o Silas tiveram sempre liberdade para receberem as bolas como queriam…"
Tem razão o blogger! qto a mim parece-me que talvez seja necessário mais rigor nas observaçoes que se fazem aos adversários!

a equipa precisa de se fechar! blindar o balneário!!! ser uma familia! todos têm que se idewntificar com um ojectivo comum! acho que alguns devem ter o pensamento lá pras bandas do Parthenón!!!

força beira!

arpoveito para referir que o SCBM/natação esteve este fim d semana nas caldas da rainha a participar nos CAMP. Nac de CLUbes da 4ªdivisao: a equipa MASCULINA de natação do clube ficou a 5 pontos de subir de divisao enquanto q a FEMININA alcançou um brilhante 11º lugar!!! ambas melhoraram em relação ao ano passado (subiram um lugar na classificaçao geral).
Parabéns a todos os nadadores

Anónimo disse...

Relativamente ao comentário do Nuno e do "sport Clube beira-Mar, natação" acerca da falta de marcação aos jogadores mais influentes (José Pedro e Silas) como é, óbvio, o Carvalhal tinha avisado os seus jogadores. No final do jogo o Carvalhal foi premptório:

O treinador do Beira-Mar manifestou-se desiludido com a exibição da primeira parte. “Fomos penalizados por erros que custaram pontos. Os jogadores estavam avisados para a capacidade de Silas e Zé Pedro nos remates de meia distância”, disse Carvalhal...
in O JOGO

Anónimo disse...

O jardel já deu 2 assistencias para golo mas se o Jorge Leitão não se arrebenta todo e o GK do belem não é um toto nunca aquilo seria golo. Porque dar assistencias não custa, custa é o esforço dos outros porque o maluco nunca faz nada, só serve para estar "na conversa com os centrais".

Anónimo disse...

Chegou a minha vez. Quem quiser ver o BM a ganhar tem de ir aos sábados de tarde ao velhinho M Duarte. Aí sim, vê-se garra, valentia, alegria e pernas para andar num jogo de 90 ou 95mn. Mandem o resto da equipa técnica do Sr, Ìnácio ter com ele à Grécia.
Preparadores destes só para a 2ªliga e mesmo aí têm de ter sorte para que as outras equipas continuem como a época anterior.
Um abraço a todos os beiramarenses sofredores.

Anónimo disse...

E o lagarto esverdeado "Zandinga" que tanto dizia bem do Beira e seu treinador Inácio, que deixou o Clube neste estado, vem agora arrasar o Beira, contrariando tudo o que disse ontem! Que grande analista...Já à tempos disse que o zandinga do DA, assim ele acerta sempre.

Anónimo disse...

Todos criticam os jogadores do Beira-Mar, e os mais reponsáveis e incompetentes da Direcção, estão calados e serenos, sem fim à vista, arruinando o Clube com o cinismo de sempre.

Anónimo disse...

Apenas para lembrar:

Amadorismo
Compadrio
Imcompetência

Mas admito que as pessoas tente fazer o melhor que sabem...e que tenham as melhores intenções.
Gerir um clube altamente profissionalizado, com palmadinhas nas costas e uns jantarzinhos de amizade, porque somos todos boas pessoas, já não dá.
Hoje, para se ter trabalho, tem que se mostrar competência, tem que haver mérito...e muito sinceramente, não é isso que observamos no Beira-Mar!



ls

Anónimo disse...

Jardel provável no Médio Oriente
(in O Jogo)

O avançado Mário Jardel poderá deixar o Beira-Mar no mercado de Inverno a caminho do futebol saudita. É uma das possibilidades para o futuro do jogador que tem cartel no Médio Oriente em campeonatos onde muitas estrelas do futebol mundial acabaram as carreiras. Depois de ter sido apontado como um dos possíveis na lista de desejados por Augusto Inácio no Ionikos, a verdade é que Jardel terá um mercado mais apetecível na Arábia Saudita ou no Catar e os dirigentes aveirenses estarão atentos à evolução do processo.
QUE VÁ - e não volte - PQ ASSIM O SEU EMPRESÁRIO (?) POUPA 5000 PATADAS
King-Fou

Anónimo disse...

Esta direcção está totalmente à deriva. Não toma a iniciatica, esconde a cabeça nareia.
Kikas

Anónimo disse...

giqçA culpa é da ex-direcção que lhes deixou 400 mil € de saldo positivo.
Volta, Mano Nunes, que esta Direcção não sabe o que faz!...

Anónimo disse...

O Mano Nunes é que é o culpado. Só contratou o Pavel por duas épocas, devia ser por três.
Rita

Anónimo disse...

Nuno, que saudades dos empates a zero do Beira Mar... longe vão esses tempos, e esta direcção que nada se vê a fazer, até as suas justificações não são convicentes. O nosso presidente têm razão numa coisa, só quer ficar 1 lugar acima da linha de água, pois tem consciencia que reforçou mal a equipa em qualidade, e qualidade é diferente de quantidade.

Vitor Peixoto

Anónimo disse...

O jornalismo está a branquear a situação. É a pior época de toda a historia do beira e tudo calmo.
O Silva Vieira ainda não foi ouvido. O Aguinaldo Melo, Cabral Monteiro, Angelino, Pinto da Costa, Mario Silva, ETC.
Se não fosem o blogues para descarregar nada se sabia.
Silva

Joao Cardoso disse...

É por isso que ja nem meto os pés no EMA..paquÊ?
Pa ver aquela miseria !?!
So me arrependo de comprar as cotas pa todo o ano :(

O beira nao tem equipa e pronto. Temos que mentalizarnos disto.
Dantes inda tinhamos gajos como o Beto, ou ate mesmo o Tanque. Agora ?!?!

Tininho?
Jorge Silva ? (estaleiro)
Torrao ? (estaleiro)


A direcçao que se organize ,se nao acontece como o Penafiel no ano passado...lembram-se..em Fevereiro ja estava arromado!

Helena Thadeu disse...

souuma pessoa que conhece muitos estádios. E na verdade não vejo barreiras como aquelas que estão no estádio da ema. à excepção da Luz que tem umas barreiras parecidas mas com outro método, não estou a ver outros estádios com barreiras semelhantes àquelas bem cansativas...
Quanto ao jogo propriamente dito não fui ver por isso pelo que vi na tv é pouco para me prenunciar.

Anónimo disse...

Mas por acaso o beira-mar tem falta de $? então foram buscar um quarto guarda-redes ao Brasil, co trinta e muitos anos, para quê? Fala-se em acordos com equipa brasileira, para quê? será que a direcção já está a pensar nas férias?...

Anónimo disse...

Sim, há falta de sentimento de grupo, de complementaridade, de garra entre os jogadores.Inácio deixou o "barco" num momento em que já se via claramente como estava a ir ao fundo. Carvalhal "deita-lhe a mão" no momento mais ingrato em todos os sentidos.Há(e já não é de agora...) problemas e são de tal ordem que se refletem aflitivamente no desempenho da equipa enquanto grupo. Pergunto: é problema de balneário? é de direcção?...começamos a perder a paciência. Que se passa na REALIDADE? Queremos saber!
Uma Beiramarense atenta

Anónimo disse...

O Beira Mar está muito mal gerido.
Não há comando na gestão nem na equipa, estamos a navegar com nevoeiro cerrado e sem rumo.
o que normalmente acontece nestes casos é um acidente.
Parem. Pensem. Ouçam.
A fuga pra frente raramente dá resultados.
Tozé

BM - Bruno Martins disse...

Bem.. eu também estou desagradado com as exibições da equipa.. tanto é que neste jogo contra os azuis do Restelo nem apoiei a equipa (como habitualmente costumo fazer), conjuntamente com os UAN.
Tudo começou "bem", ao fim de estacionar o automóvel deparo-me com uma ENORME BARREIRA ARQUITECTÓNICA, (entenda-se, qualquer elemento natural, instalado ou edificado que impeça a plena acessibilidade na rota, espaço, ...) que nunca vi em estádio nenhum, esbanja-se no caminho.
Até estava para saltar na sua parte final (já que haviam adeptos beiramarenses a contestarem com o steward, que apenas encolhia os ombros e apontava o dedo..) até que surge um policia e diz que tenho que ir dar a volta, senão acho que se chateava e depois nem sei para onde ia… Entretanto tive que dar a volta pelo lado dos adeptos forasteiros, (já farto de caminhar e subir escadas) entro no estádio.. e deparo com um resultado negativo.. Caldo entornado! Cantar para quê? Ficar rouco e sofrer angustiado sem fim à vista?! Fi-lo na ideia de um "Ouçam o meu silêncio" eheh. Ter mais um fim-de-semana desolado como os outros? Não! Sinceramente não estou para isso. Notei que os jogadores, quando querem, correm, jogam… Gostaria era de saber o que foi que se passou no intervalo para tal “espevitação”? Tentei pensar em hipóteses: (Será que jogam a prémios? Andam com falta do ordenado?! Humm.. Será que vão ser despedidos, medidas drásticas?! Que será que se passou…?) Gostava mesmo de saber onde esteve o empenho, a garra, a dedicação, o amor ao futebol de alguns dos jogadores? Sinceramente, muitas pessoas que vi a jogar futebol amador têm mais dinâmica que estes ditos “profissionais”. Por mim, chamem alguns dos juniores, pode ser que alguém se espevite e crie a tal garra, “and so on…”, para ganhar um lugar a titular.
Devemos estar envergonhados (se não estamos ainda), pois o nosso clube saiu derrotado por uma equipa que fez uma equipa de segunda divisão… Que miséria hein?! Já não é preciso recordar o número de golos sofridos, nem as derrotas, nem a única vitória para nos meter mais em baixo, já estamos lá. É preciso é agir o quanto antes possível. Para terminar, vi que “o espelho do esforço dos jogadores reflecte-se …” nas assistências.
No entanto não deixará de ser por tudo isto que havemos de mudar de atitude, Beira-Mar é o nosso clube. Beira-Mar sempre até morrer!

Anónimo disse...

Só clones ate parecem muitos lol

Anónimo disse...

Para complicar ainda mais a situação do trabalho da equipa sénior, a Direcção nem sequer soube preservar os dois campos de treio nos relvados no velhinho Mário Duarte, espaços estes que eram de excelencia e dos melhores da Liga, graças à gestão da ex-direcção.
Lamentável... E tudo foi destruido.
Quem vier que se amanhe!...

Anónimo disse...

Os lobos atacam. Só faltam os abutres. É habito.
Sinceramente, como diria o Abrunhosa, é preciso ter calma.
Atento

Anónimo disse...

Mas a verdade tem que ser dita.

Helena Thadeu disse...

atento... abutres?? o loubo é um animal mui nobre. Abutres são os que escrevem nos blogues sem dar a cara e nas assembleias gerais (se o vão) nem piam...

Anónimo disse...

Tento é o que é preciso.

Anónimo disse...

O insulto é gratuito.Deixemo-nos de acusar quem "dá ou não dá" a cara. O importante é que se diga! E ainda bem que se diz... Constatar que algo vai mal é demasiado evidente ou não estivéramos no "fundo".Soluções? Será que estes desabafos ajudam a encontrar soluções? Duvido. Uma coisa vos digo, depois de todas estas derrotas há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz NÂO. O Beira-mar resistirá! Uma beiramarense atenta acabada de chegar do Bessa.