Arquivos

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Não me identifico...

... com a postura de José Cachide. Esta semana concedeu uma entrevista à Aveiro FM onde disse o que lhe apeteceu dizer. Atacou a parceria com a Inverfutbol, atacou o presidente e outros membros da direcção acusando-os de traições, etc... O que me parece grave é que José Cachide se esqueceu que exerce actualmente as funções de Vice-Presidente do clube, tendo reassumido essas mesmas funções por decisão própria, depois de se ter demitido em Julho (numa fase em que os trabalhos desta época já se tinham iniciado).
Podia estar aqui a analisar e a apontar algumas contradições crassas entre o que José Cachide agora diz e as posições que assumiu, mas sinto que não vale a pena. O que resulta desta entrevista já foi melhor dito pelo Jorge Santos na caixa de comentários do blogue Mais Beira-Mar:
-
O senhor José Cachide surpreende-me, cada vez que presta declarações. O defeito pode ser meu, admito-o, mas não consigo encontrar coerência entre o que diz e as posições que toma. O senhor Cachide merece-me todo o respeito. É dirigente do meu clube e, como tal, gostaria que o seu mandato fosse bem sucedido. O seu sucesso seria, seguramente, o sucesso do emblema que nos une. Porém, não consigo encontrar coerência nas suas atitudes. E o que mais me surpreende é o facto de ter tido a possibilidade de alterar o "caos" que ele próprio admite, sem que nada tivesse feito para melhorar. O senhor Cachide podia ter dito "BASTA". Não o fez. Sabendo que estavam a ser cometidos erros, tendo opiniões divergentes, continuou, placidamente, a dar o seu aval a quem não merecia. Contribuindo, de forma directa, para "enterrar" cada vez mais o clube.
-
Não conheço, ignorância minha, provavelmente, mas não conheço nenhum líder que, sendo traído por pessoas em quem deveria confiar, não tenha dado um murro na mesa e virado as costas. E o mais curioso de tudo isto é que, o mal-estar do senhor Cachide já vem da época passada. Desde a entrada do Carlos Carvalhal para o comando técnico. Se calhar, uma atitude consentânea com o seu pensamento poderia ter evitada males maiores. A sua colaboração com aquilo em que não estava de acordo, levou o clube à situação em que está.
-
Foi traído! Nunca esteve de acordo com as deliberações tomadas! Foi ultrapassado nas suas competências! E demitiu-se! Pois, mas passado pouco tempo, estava de novo a cooperar com quem o desautorizara! Para mim, é imcompreensível! E inaceitável!
-
Um acérrimo oposicionista da actual direcção não seria capaz de dizer o que o senhor Cachide proferiu aos microfones da rádio. Mas não esqueçamos que, quem atirar publicamente essas palavras é, apenas... vice-presidente do clube!
-
Tendo projectos e ideias, no meu humilde entendimento, o senhor Cachide deveria ter assumido a ruptura. No momento certo, mobilizaria gente suficiente para o apoiar e acompanhar numa mudança de rumo. E dificilmente o Beira-Mar chegaria a esta situação dramática. Não o fez. Foi, por isso, cúmplice na mediocridade, no oportunismo e na degradação do clube. Quando teve toda a possibilidade de sair " por cima" e ajudar o Beira-Mar a arrepiar caminho e entrar no trilho certo.
-
Perdeu credibilidade. Se concorrer às eleições como presidente, só ganhará se não tiver oposição. Quando podia ser o baluarte de um "novo" Beira-Mar.
-
Francamente, não o compreendo! A única justificação que me ocorre é que o senhor Cachide não tem capacidade para liderar. E digo-o em forma de lamento... por ele, por nós (os sócios) e, principalmente, pela instituição Beira-Mar.
-
JORGE SANTOS
-
-
Programa "Conversas" da Rádio Terranova terá reposição
Quem não tenha ouvido o programa ontem, ou, seja louco o suficiente para perder tempo a ouvir outra vez, terá essa possibilidade este Sábado, às 12 horas, em 105.0 (também disponível online).

3 comments:

Anónimo disse...

"As lágrimas de crocodilo"

Não vou acrescentar nada ao que disse Jorge Santos, foi claro e insisivo.

Só tenho pena que mais uma vez este senhor tenha sido cobarde, falou pela rama dos problemas passados, mas nem isso fez para dizer a verdade sobre a verdadeira crise que ajudou e foi um dos principais mentores no nosso Clube.

O homem está inocente e convencido que os Sócios são todos tão ignorantes como ele o é na gestão de futebol e por isso estão dispostos a esquecer.

Falou dos impostos que herdou, da divida da EMA e do Boavista. Mas esqueceu-se de dizer que recebeu nesse Verão 250 mil de euros da EMA, recebeu do Boavista até agora mais 250 mil euros e não recebeu a totalidade porque a nossa direcção foi incompetente como em tudo, recebeu um crédito da Liga da anterior direcção de 100 mil euros e um cheque do Benfica de 120 mil euros e muito mais que na altura foi delatado pela anterior Direcção.

Há que ter paciência para continuar a ouvir as mentiras e meias verdades deste "coveiro".

O Clube está falido e inviável financeiramente e ele é inocente.

Assistir a reuniões de direcção a ouvir este basófias e agora dizer o que diz, só de um individúo sem carácter e sem vergonha. Ó senhor, conte tudo, mas não se esqueça que há actas(algumas) e que eu sou testemunha do que disse, mas álem de mim há mais colegas que podem testemunhar. A verdade vem sempre ao de cima.

O senhor delapidou muitas centenas de milhares de euros ao Clube. Lembra-se do Inácio, do Roma e do Nicolas e mais muito mais, pois é, é melhor calar-se e esqueça o dinheiro que meteu no Clube, ficava-lhe bem e saía com dignidade, deixe o Beira bem longe da sua vida como sempre esteve, seja uma única vez vertical.

O dinheiro que se diz que tem, é muito pouco para comprar os valores que um homem deve ter.

Arrepio-me só de me lembrar que estive tantas vezes sentado ao seu lado, quem o conhecer que o compre.

Um ex-director que não dorme com tantos remorsos.

XPTO.

Anónimo disse...

Agora é que vamos saber as verdades. Parece que a comadres zangaram-se! E o que diz o João, o Carlos, o Caetano e o Orlando? De qual deles será o comentário em cima? O que o Cachide fez é indecente. Ao menos mostrava-se solidário com a direcção até ao fim.

UMA VERGONHA!

Anónimo disse...

Que falta de solidariedade!
Parece que só ele é que ia com o passo certo.
Nem me apetece comentar mais um episodio negro da historia do clube.
Rui