Arquivos

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Beira-Mar não quis, mais uma vez, ganhar o jogo...

Frustração era o sentimento das pessoas que se deslocaram de Aveiro à saída do estádio do Fátima. O Beira-Mar, mais concretamente o Buba, ofereceu dois golos ao Fátima... Mesmo assim, a equipa dispôs de algumas oportunidades e de um penalty para ganhar o jogo. O Fátima foi uma equipa quase inofensiva no ataque. Duas "borlas" fizeram com que o Beira-Mar tivesse perdido mais dois pontos na luta pela subida. Temo que no final da época choremos estes empates estúpidos...
Realativamente às opções de Rogério Gonçalves, pergunto-me qual o efeito prático das entradas do Mateus a um minuto do final do jogo e do Artur (que já nem chegou a acontecer porque o árbitro, entretanto, deu por concluída a partida)? Foram para queimar tempo?! Com o Fátima à mercê do Beira-Mar, o treinador mostrou-se incapaz de transmitir ambição à equipa. Não consigo entender...
-
Desafio de fim de ano
Nesta semana de fim de ano civil, desafio os visitantes do BN a ajudarem-me a elaborar os "mais e menos" de 2007 relativos à vida do Beira-Mar. Um ano que começou, se ainda se lembram, com a parceria com a Inverfutbol em Janeiro... Se precisarem de refrescar a memória, visitem os arquivos do BN que se encontram na barra do lado direito. Utilizem a caixa de comentários para deixarem os vossos contributos. Desde já vos agradeço.

4 comments:

Juventino disse...

Foi de facto um empate "estúpido". O primeiro golo do Fátima é surreal, e a forma como Roma falha o penalty idem... De qualquer das formas tenho de salientar a postura da equipa na segunda parte que fez quase tudo para justificar a vitoria, só faltou mesmo o "baixinho" matar o jogo na grande penalidade.
Para mim o melhor que ficou deste jogo foi mesmo o remate imparável de L.Ratinho que deixou o guardião do Fátima "pregado" ao chão a ver a bola entrar na baliza. Golaço!
Enfim apesar do empate do Vizela e da derrota do Rio Ave, o Beira-Mar vê nesta jornada a sua distância face ao ultimo lugar de subida (2º) passar de 4 pontos para cinco, e parece-me que o Trofense está na luta e o Beira-Mar na segunda volta do campeonato vai ter muitas dificuldades em ultrapassar equipas como estas do Trofense e do Rio Ave...

Anónimo disse...

Bom, acho que o menos de 2007 foi claramente a parceria com a Inverfutbol!! Pese embora, tenha sido um ano rico em momentos menos bons (exibição paupérrima contra Belenenses quando se lutava pela manutenção, forma como Carvalhal foi despedido, declarações de Artur Filipe à comunicação social insultando sócios e mostrando uma incoerência incrível, entradas e saídas de Cachide, etç).

Em termos de momentos mais positivos de 2007, tenho a destacar a deslocação a Setúbal!! Por um dia e um jogo, acreditámos que era possível salvar o clube da despromoção e sentiu-se a alma beiramarense com uma bancada a vibrar e a puxar a equipa para a frente. Nesse dia senti mesmo que os 250 adeptos que se deslocaram de Aveiro foram 0 12º jogador! Por momentos houve esperança....
De realçar também a ida à meia final da Taça, prestação positiva na estreia da Taça da Liga, subida de divisão da equipa sénior de futsal e a conquista de um vice campeonato em termos indviduais no judo!

Espero que 2008 seja rico em momentos positivos e memoráveis...ao contrário de 2007!!!

Beira Mar Sempre!!

Mário Marinho, sócio 3617

Anónimo disse...

Mais+++:
-chegar à meia-final (?) da taça de Portugal
-prestação na taça da liga
-convocatória da assembleia-geral extraordinária (inédita no clube)
-tertúlia beiramarense
Menos---:
-descida de divisão
-Parceria mal explicada com a inverfutbol
-Gestão danosa do presidente
-Abandonar e injuriar os sócios (presidente + uma vez)
-Caso carvalhal
-Entra e sai do Cachide
-O não assumir das responsabilidades por parte do Sr. General António Graça.
-Permiscuidade com a câmara municipal (não se sabe onde acaba o clube e começa a autarquia)
-O memorando de entendimento (aquele que todos sabem que existe mas ninguém assume)
(tantos outros..)

(Peço desculpa de não me referir às modalidades amadoras, que sei tanto fazerem pelo clube, mas não estou tão por dentro delas como o futebol)

Rui Nunes (sócio)

Daniel disse...

Aproveitando estar em Portugal para o Natal, fui a Fátima e realmente aquilo foi Buba 2 - Beira-Mar 2. Embora o 1º golo seja ridiculo (quase tanto como a celebração do jogador do Fátima que cruzou como se tivesse tido algum mérito), o 2º é que é de bradar aos céus, o Nuno Gomes cabeceia na área, sem tirar os pés do chão, um cruzamento que veio do meio campo. Menos 2 pontos que, não tenho dúvidas, nos vão fazer muita falta.

Num ano tão mau como este, realmente foram muito mais pontos maus do que bons.

A lista do Rui Nunes de facto tem muito do que se passou no futebol e concordo com ela. Apenas quero acrescentar a venda ao desbarato do Diakité (embora possa ser englobada no ponto da parceria); mas acima de tudo, o ponto mais negativo do ano, para mim que fui atleta do clube e ainda sou um apaixonado, é o que se passa na formação do futebol. Inadmissivél e já que não merece uma intervenção visivel da direcção, que merecesse uma intervenção do Presidente da Assembleia Geral que foi eleito para representar os sócios e a instituição junto da direcção.

O futsal senior está no pior e melhor, com a prestação paupérrima deste ano e a subida excelente do ano passado.

O ponto mais positivo do ano para mim, embora seja suspeito pelo gosto que tenho pela modalidade, é o reaparecimento com vitalidade da secção de basquetebol do clube, em que a prestação que a equipa senior masculina está a ter acaba por ser apenas um detalhe. Não é preciso ganhar campeonatos e estar nas divisões de topo para sentir orgulho em ser Beiramarense.

A todos os que gostam do Beira-Mar, com especial consideração pelo Nuno Quintaneiro, que o ano de 2008 vos/nos corra muito bem.